Você come escondido?

ÍndiceComo já mencionei anteriormente, aos domingos assisto um programa na GNT que chama “Comendo escondido”. Acho o programa bem interessante pois ele mostra como é a verdadeira alimentação de pessoas que tem dificuldade para emagrecer. A maioria dos participantes do programa acredita que tem uma alimentação saudável e equilibrada e depois que assistem suas vidas filmadas, elas descobrem que é exatamente o oposto.

Assistindo a vários episódios e ouvindo os depoimentos, percebi que o problema dos participantes do programa não é somente o fato de comerem escondido, mas sim o fato de apresentarem uma compulsão alimentar. Geralmente os dois caminham juntos. Por exemplo, na frente dos seus amigos e familiares você segue uma dieta saudável e equilibrada, mas quando está sozinho se enche de porcarias de uma forma compulsiva. Comer um pacote de biscoitos em 5 minutos ou uma caixa de bombons não é normal, pelo contrário essa vontade louca e compulsiva de detonar uma caixa de bis não deveria existir.

Muitas dessas pessoas comem compulsivamente geralmente por esses motivos: para esquecer seus problemas, preencher seus vazios, por ansiedade ou por depressão. De acordo com psiquiatras, isso é um transtorno de impulsividade.

Compulsão alimentar é um transtorno sério que afeta 3 a 5% dos homens e mulheres americanos. Ela se caracteriza pela ingestão de grandes quantidades de alimento, mesmo quando a pessoa não está com fome.

Um episódio de compulsão alimentar é definido como o ato de comer, durante um determinado período de tempo descontínuo, uma quantidade de alimentos que é definitivamente maior em relação ao que a maioria das pessoas comeria em período de tempo similar e em circunstâncias similares. Além disso, caracteriza-se por uma sensação de perda de controle sobre o ato de comer, em que o indivíduo não consegue parar de comer ou controlar o que ou quanto está comendo.

compulsao-alimentar-01_1Fonte: http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/02/01/compulsao-alimentar-01_1.jpg

a8431-obesidade_interna_siteCaracterísticas da compulsão alimentar:

1. Ingestão de grande quantidade de alimentos num período curto de tempo. Existem casos de pessoas que chegam a ingerir 5.000 calorias em um período de 2 horas (compulsões graves). Estes episódios são chamados de ataques de compulsão alimentar e não são motivados apenas por uma fome orgânica. Mesmo que exista a fome orgânica, “gatilhos” de fundo psico-emocional, normalmente ligados ao afeto e ao humor, também estão essencialmente acontecendo;

2. Sensação de descontrole e impotência. O que leva uma pessoa a cruzar a linha que separa o comportamento não-compulsivo do patológico é uma dúvida que nem os médicos sabem responder. Mas existem estudos que relacionam esta doença às funções da região pré-frontal do cérebro e se acredita que o transtorno é conseqüência de um desequilíbrio neuroquímico.

3. Preferência por alimentos mais calóricos como doces, frituras e massas;

4. Comer mais rápido do que o normal, na maioria das vezes não deixando tempo para apreciar o sabor dos alimentos;

5. Comer até acabar o prato, a embalagem, se sentir cansado ou com mal-estar. A sensação física de desconforto gastrointestinal é frequente e resulta do grande volume de alimento ingerido.

6. Comer escondido por vergonha. O isolamento social ocorre pela aparência física (é comum casos de obesidade e obesidade mórbida), como pelo tempo para executar e se recuperar dos ataques de compulsão.

7. Após o episódio compulsivo, surgem sentimentos de culpa, frustração, além de auto rejeição o que causa cada vez mais baixa autoestima. São frequentes e comuns os sentimentos de vergonha, auto depreciação, culpa, ansiedade e depressão.

A conseqüência mais evidente da compulsão alimentar é o aumento de peso. A maioria apresenta excesso de gordura corporal e obesidade em graus variados, o que frequentemente resulta em complicações médicas como doenças cardiovasculares, hipertensão, colesterol e triglicérides elevados, diabetes tipo 2 e gota.

c9f30-dietaO que fazer?

Existem duas razões básicas para o alimentar-se: nutrição e prazer. Portanto, alimentar-se é uma decisão consciente.
Na compulsão nem a nutrição, nem o prazer estão presentes. Geralmente, as escolhas não são benéficas ao organismo e não existe uma satisfação, pois caso existisse aconteceria a saciedade.

Reconhecer que existe um problema. Reavaliar suas crenças sobre a finalidade da alimentação. Cabem 2 perguntas básicas:
1. Que buraco estou buscando tampar com esta compulsão?
2. Que necessidades estou tentando satisfazer através da comida?

Importante perceber que a pessoa pode ter vontade de comer, sem necessariamente estar com fome. Por isso, se dar a oportunidade – o tempo – para dialogar com o seu corpo e observar se o que você sente é fome, ou pode ser solidão, tédio, frustração, incapacidade afetiva, etc.

Todos os casos de compulsão, até os mais graves, são tratáveis. Entretanto, o tratamento é multidisciplinar: Procure ajuda.

compulsao-alimentar-02Fonte: http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/02/01/compulsao-alimentar-02.jpg

contrasO que não fazer?

Não faça dietas restritivas e sem a orientação de um profissional qualificado. Muitas vezes, a compulsão alimentar é desencadeada por dietas restritivas.
Não se automedique com drogas para emagrecer, pois elas podem complicar o quadro, muitas vezes de forma irreversível ou letal.
Se isolar socialmente, pois tal comportamento só retroalimenta os ataques de compulsão.
Não faça as suas compras quando está mais fragilizado emocionalmente. O que você comprar você irá comer. O certo é ter uma despensa sem muitas tentações.

Fontes:

Compulsão alimentar em adultos: http://www.epidemio-ufpel.org.br/uploads/teses/dissert%20final%20Giovanny.pdf

Compulsão Alimentar: http://gatda.psc.br/compuls%C3%A3o.htm

Compulsão transforma prazer em obrigação: http://www.mensa.com.br/pag.php?p=18

Transtorno de compulsão alimentar periódico e obesidade.http://www.acm.org.br/revista/pdf/artigos/855.pdf

escritopor2gabriela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s