Livro de Receitas: Cardápio Astrológico: Touro – Costela de Vitela com legumes

Resultado de imagem para Costela de Vitela com legumes

Uma gostosa brincadeira foi publicada na saudosa revista Gula em janeiro de 2000: O Cardápio Astrológico.  “Um guia da boa mesa com pratos que combinam melhor com cada signo”.

O artigo original é assinado por Elisa Donel,  jornalista Elisa Donel, que mora na França há 20 anos e é autora entre outros de “O Passaporte do Gourmet -Um Mergulho na Gastronomia Francesa”. Divirta-se.

INGREDIENTES: (4 PORÇÕES)

  • 4 costelas de violas
  • 30g de farinha de trigo
  • 45g  de manteiga
  • 1 colher (sopa) de óleo de oliva
  • 3 colheres  (sopa) de vinho branco seco
  • 200 ml de creme de leite fresco
  • 2 maços de cenouras pequenas, frescas
  • 16 cebolas pequenas e novas
  • 500 g de ervilhas
  • 1 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro
  • Ciboullete cortada em finas rodelas para polvilhar
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

PREPARO:

  • Tempere as costelas de vitela com sal, pimenta e polvilhe-as com a farinha de trigo
  • Numa frigideira, aqueça o óleo, com 30 g de manteiga. Coloque as costelas e doure-as bem, dos dois lados, em fogo médio. Reserve-as no calor.
  • Adicione o vinho à frigideira e deixe levantar fervura. Acrescente o creme de leite, reduza e verifique o tempero. Polvilhe a ciboullete.
  • Cozinhe os legumes em água com sal ou no vapor. Escorra-os, coloque-os numa frigideira com a manteiga restante, introduza o açúcar e deixe por alguns instantes no fogo, até ficarem brilhantes.
  • Disponha nos pratos, harmoniosamente, as costelas de vitela com legumes.
  • Coloque o molho e sirva imediatamente.

Já publicado:

ÁRIES (VEJA)

Anúncios

Livro de Receitas: Cardápio Astrológico – Áries – Carré de cordeiro com grãos de mostarda.

Carré

Ao longo dos anos a equipe do Batata Frita colecionou uma longa lista de receitas que passam agora a ser compartilhadas com vocês. Uma gostosa brincadeira foi publicada na saudosa revista Gula em janeiro de 2000: O Cardápio Astrológico.  “Um guia da boa mesa com pratos que combinam melhor com cada signo”.

O artigo original é assinado por Elisa Donel,  jornalista Elisa Donel, que mora na França há 20 anos e é autora entre outros de “O Passaporte do Gourmet -Um Mergulho na Gastronomia Francesa”.Divirta-se.

ÁRIES : 21 de março a 20 de abril

Carré de cordeiro com grãos de mostarda

INGREDIENTES: 4 porções

  • 1 carré de cordeiro com 8 costelas
  • 2 colheres (de sopa) de mostarda
  • 1 Colher (de sopa) de mostarda em grão
  • 4 Colheres (de sopa) de creme de leite fresco
  • 30 gramas de manteiga
  • 2 cabeças de alho
  • Tomilho a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

DECORAÇÃO:

Ramos de tomilho

PREPARO:

  • Limpe o carré
  • Numa tigela, coloque as mostardas, 3 colheres do creme de leite, sal, pimenta e misture bem até obter um composto homogêneo.
  • Em fogo alto, doure o carré numa frigideira, com a manteiga. Coloque’-o numa assadeira e passe o creme de mostarda preparado. Junte o tomilho e os de alho inteiros, com a casca.
  • Asse o carré em forno pré-aquecido a 240 graus por aproximadamente 20 a 30 minutos. Retire-o e corte-o em costelas.
  • Junte o creme de leite restante à assadeira e aqueça sem ferver. Se for necessário, pingue um pouco de água na assadeira.
  • Sirva o carré imediatamente, com o molho e o tomilho de decoração.

Uma receita deliciosa para qualquer signo. Aguardem o restante da coleção.

 

Curiosidade : Ovo Jumbo?

Resultado de imagem para ovo jumbo

Hoje sai para comprar ovos e me deparei com uma dúvida: havia uma promoção de ovos jumbo tipo A. Mas, o que é um ovo jumbo? Que é um ovo maior é óbvio, mas porque ele é maior? Resultado de alguma galinha transgênica? Comprei os ovos, e meio desconfiado fui pesquisar.

Descobri que as granjas brasileiras produzem 32 bilhões de ovos ao ano (dá quase 5 ovos para cada habitante do planeta) e, como eu já sabia,  que os ovos podem ser  brancos e vermelhos e de diversos tamanhos. Sim, o ovo de galinha tem tamanhos diferenciados, influenciados pela genética e, principalmente, pela idade da ave.

Existem também diferenças entre raças de galinha

Segundo o site ovosite : “Temos ovos, que variam de acordo com o seu peso, e que são classificados como industrial, pequeno, médio, grande, extra grande e jumbo”, explica o médico veterinário e produtor de ovos, Sérgio Kakimoto. “Na prática, cada avicultor trabalha com um tamanho específico de ovo, de acordo com a necessidade do seu cliente ou do seu mercado”. “Se o granjeiro mantém um plantel de aves com idade mais avançada, até 100 semanas, o ovo que mais produzirá será o extra. Porém, se o avicultor mantém as aves até 80 semanas, o ovo mais produzido, então, será o tipo grande”, diz.

Assim, a influência da idade da ave e da sua a nutrição específica são responsáveis pelo tamanho do ovo produzido. As aves jovens, no início da postura, botam ovos menores que os das galinhas adultas.  Quanto mais prematura a postura da galinha, maior a probabilidade de o ovo ser pequeno. A postura também varia muito conforme linhagem das galinhas.Dieta pobre em nutrientes faz com que as galinhas botem ovos pequenos

Resultado de imagem para ovo jumbo

Pela classificação/nomenclatura geral, hoje temos:

– Ovos Tipo Jumbo – (peso mínimo de 66 g por unidade)

– Ovos Tipo Extra – (peso entre 60 g e 65 g por unidade)

– Ovos Tipo Grande – (peso entre 55 g e 59 g por unidade)

– Ovos Tipo Médio – (peso entre 50 g e 54 g por unidade)

– Ovos Tipo Pequeno – (peso entre 45 g e 49 g por unidade)

– Ovos Tipo Industrial – (peso abaixo de 45 g por unidade).

Então se agora você encontrar um ovo tipo jumbo, já sabe do que se trata

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza– Que tipo de comida devo comer? Parte 9

Imagem relacionada

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas são as regras número 35 e 36 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

Os alimentos preparados por indústrias contêm níveis muito elevados de sal e açúcar. Dificilmente você comeria espontaneamente uma quantidade tão grande, se você mesmo se encarregasse de adoçar os seus alimentos. Ao adoçar e salgar estes alimentos você percebe o quanto está consumindo de cada um destes aditivos.

Resultado de imagem para açucares embalados em fibras

Na natureza os açúcares vêm embalados em fibras e não isolados, o que torna sua absorção mais lenta e dá uma sensação de saciedade, levando a uma menor ingestão de  calorias. Em geral, as calorias são mais facilmente ingeridas quando dissolvidas em líquidos. Por isto é sempre melhor comer a fruta do que ingerir o seu suco. Lembre-se, a despeito das propagandas não existe refrigerante (ou suco processado) saudável.

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura'” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post)

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Batata Opina: É perigoso comer lichia ?

Resultado de imagem para lichia

Na sua edição de abril, a respeitada revista The Lancet Global Health
traz um artigo de pesquisadores indianos ligando o consumo de lichia com o desenvolvimento de encefalopatia aguda tóxica em crianças na India. O artigo é comentado pelo editor da Lancet Peter S. Spencer e em resumo nos informa o seguinte:

A lichia contem aminoácidos incomuns, que perturbam a gliconeogênese e beta oxidação de ácidos graxos. Isto é também verdade para o consumo de outras frutas  “aparentadas” à lichia. O caso mais conhecido é de uma fruta chamada akee, muito consumida na Jamaica e que é a causa de uma encefalopatia hipoglicêmica em crianças,  conhecida como Doença do Vômito da Jamaica. Isto se deve à alta concentração de hipoglicina-A e seu homólogo alfa-metilenociclopropil glicina, ambos com capacidade de induzir hipoglicemia em crianças e em pessoas sensíveis ao seu consumo.

Resultado de imagem para akee
Akee

Realmente são relatados casos de desenvolvimento de encefalopatia em crianças na India, China e Bangladesh. A relação do consumo da lichia com o desenvolvimento de encefalite foi estudado também para excluir a presença de pesticidas ou mesmo de doença viral. O fato é que a encefalopatia é realmente de origem tóxica, o que pode ser evidenciada pelo rápido desenvolvimento do quadro clínico – menos de 20 horas entre o consumo e o óbito. Mas então porque a epidemia ? É que a produção de lichia nestes países aumentou exponencialmente nos últimos anos, visando a exportação para o Ocidente, o que facilitou e aumentou o seu consumo pela população local.

O desenvolvimento da encefalopatia parece depender do estado de maturidade cerebral, do estado nutricional, sendo as crianças desnutridas mais  propensas, da dose consumida e da sensibilidade individual. A boa notícia é que, ao contrário de outras encefalopatias tóxicas ela é reversível, pois sua toxicidade se dá por hipoglicemia, que pode ser revertida pelo consumo de açúcar.

Resultado de imagem para children eating litchi

Mas então é perigoso comer lichia? Respondendo: aqui no Ocidente, onde a fruta é cara e consumida, habitualmente por crianças de classe mais abastada e bem nutridos, é pouco provável que o seu consumo venha a se tornar motivo de preocupação. Em todo caso fica o alerta e talvez uma única precaução: parece ser razoável evitar comer grande quantidade de lichia ou akee quando em jejum e ela deve ser evitada em crianças desnutridas e de tenra idade.

Um último detalhe: a hipoglicina-A e seu homólogo alfa-metilenociclopropil glicina estão sendo estudados e talvez tenham alguma aplicação para o tratamento do diabetes e da síndrome metabólica.

REFERÊNCIAS:

  1. The enigma of litchi toxicity: an emerging health concern in southern Asia, acessado em http://lancet-alerts.elsevier.com/cgi-bin23/DM/x/nBGKe0LZHoy0SD60Bb5nn0EG, dia 13/03/17
  2. Association of acute toxic encephalopathy with litchi consumption in an outbreak in Muzaffarpur, India, 2014: a case-control study acessado em http://lancet-alerts.elsevier.com/cgi-bin23/DM/x/nBGKe0LZHoy0SD60Bb5n50EJ, dia 13/03/17

 

Receita:Bruschetta de Avocado

img_1267

Foto: Gabriela Magalhães

A receita a seguir foi testada ontem e o que temos que dizer é que além de muito saborosa ela é extremamente nutritiva e saudável.

INGREDIENTES:

  • 1 pão australiano
  • 4 avocados
  • Raspas de um limão siciliano
  • 3 dentes de alho picados
  • Um pouco de mel
  • Azeite extravirgem
  • 4 fatias de queijo mussarela
  • Sal do Himalaia

MODO DE PREPARO:

Pré aqueça o forno a 180 graus centígrados.

Numa frigideira quente, coloque o azeite e o alho picado de uma vez e aguarde dourar. Retire os dentes de alho e reserve.

Corte o pão em fatias com 1 cm de espessura, coloque-as numa assadeira e regue todas com azeite.

Coloque uma fatia de queijo sobre cada torrada.

Corte os avocados, retire o caroço e remova a polpa da fruta com uma colher de sopa. Corte em fatias finas e compridas e coloque duas ou três em cada fatia de pão.

Tempere com sal a gosto, adicione o alho frito, adicione um fio de mel, polvilhe com raspas de limão.

Leve de volta ao forno por um curto período, cerca de dez minutos, retire, regue com um fio de azeite e sirva.

É delicioso, pode experimentar. Serve de entrada, mas também para um lanchinho saudável no fim de tarde deste verão.