7 alimentos indispensáveis para um dia a dia mais saudável

unnamedEm meio ao turbilhão de informações que cercam o mundo da nutrição, muitos acabam ficando perdidos sem saber o que consumir. Não é para menos. Todos os dias são lançados novos alimentos no mercado com campanhas fortíssimas que prometem mundos e fundos, deixando o consumidor confuso, sem saber o que comprar.

A minha opinião? Quanto mais simples, fácil e rápido, melhor. Por isso resolvi dar umas dicas sobre alguns produtos comuns e baratos do dia a dia que sempre devemos comprar para ter um truque na manga.

Iogurte

Claro, se você não tiver intolerância a lactose. O iogurte natural é um produto prático. Em uma emergência você pode carrega-lo com você para onde for. É um ótimo lanche intermediário, excelente complemento no café da manhã e também pode ser consumido na ceia, aquela ultima refeição da noite quando bate uma fominha e a maioria fica perdido sem saber o que comer. Ele contém carboidratos, proteínas, minerais e ainda microorganismos vivos que ajudam na manutenção da microbiota do intestino. Existem vários tipos de iogurte no mercado, entre eles o natural, desnatado e a versão light.

Castanha do pará

Rica em selênio, magnésio e gorduras do bem, a castanha do pará é um excelente lanchinho e pode ser combinada com qualquer tipo de fruta fresca ou seca ou até mesmo combinada com o iogurte. É prática, não precisa ser armazenada em geladeira e na correria do dia a dia pode ser levada na bolsa ou na mochila para qualquer lugar.

Ovo

Nosso querido coringa na cozinha. Ele que nos permite fazer pratos variados como omeletes, crepiocas, panquecas, ovo mexido, poche, quente, cozido e mais inúmeras preparações. Pode ser a fonte principal de proteína do café da manhã, almoço ou jantar. A gema contém propriedades incríveis como vitamina A e E, colina, selênio ou seja, um verdadeiro antioxidante. Uma dica é preferir os ovos orgânicos, de galinha caipira. Olha as propriedades de um ovo orgânico comparado com ovo de granja:

1/3 menos colesterol 2/3 mais vitamina A 3 vezes mais vitamina E
¼ menos gordura saturada 2 vezes mais ômega-3 7 vezes mais betacaroteno

 Arroz integral

Diferente do arroz branco, esse alimento possui vitaminas B e fibras por ainda conter o farelo. Uma pesquisa feita por nutricionistas da Universidade Tufts, nos Estados Unidos concluiu que os nutrientes encontrados nos alimentos integrais são eficazes na redução de açúcar no sangue e gordura abdominal. Em consequência, o coração é beneficiado: células gordurosas mais “murchas” significam menos inflamação nas artérias e, claro, menos trabalho para fazer o sangue circular. Além de ser um alimento super prático, pois você pode cozinha-lo no domingo por exemplo e congelar em pequenas porções para a semana inteira.

Frutas da época

Eu adoro frutas da época, são sempre docinhas, fresquinhas e suculentas. Ter frutas da época em casa é indispensável para qualquer ser humano que procura uma vida saudável – com exceção dos casos de intolerância a frutose ou frutosemia (isso é papo para outro post). As frutas são ricas em vitaminas, minerais, água, são práticas para serem consumidas e também podem ser levadas na bolsa. Podem ser consumidas qualquer hora do dia.

Chocolate Amargo

Se você é daqueles que aprecia um docinho, então preste atenção! Ao invés de sair por aí comprando balas e sorvetes, opte pelo chocolate amargo. Ele é rico em flavanóides, que diminuem a pressão sanguínea e promovem o bom funcionamento do sistema circulatório, tem altas concentrações de magnésio, um mineral importante para mais de 300 processos biológicos do organismo. Além de tudo é uma sobremesa prática e saudável.

Vegetais escuros

São fontes de vitaminas A e C, ácido fólico e potássio. O brócolis por exemplo contém nutrientes anticancerígenos devido a presença de fitoquimicos em sua composição. Além disso é muito prático. Pode ser cozido no vapor e armazenado em geladeira por 5 dias

escritopor2gabriela

Anúncios

Fechando o zíper: avaliando rótulos

Quando falamos aqui sobre a campanha “Põe no Rótulo” recebemos uma sugestão de página muito interessante de um leitor, André Winter. Ele nos contava de uma página chamada “Fechando o Zíper“, que tinha como proposta revelar as reais informações contidas nos rótulos dos alimentos e avaliar sua qualidade nutricional.

fechandoziper_logo

O interessante é que o site foi feito por três jovens (sendo duas nutricionistas) e avaliam não só a qualidade nutricional do produto, de acordo com seu rótulo, mas também se eles atendem ao regulamento de elaboração de rótulos alimentares. A partir disto lá você encontra a avaliação de carnes, bebidas, cereais, doces, laticínios e tudo o que você imaginar. O mais legal? Você pode sugerir um rótulo para que eles avaliem e disponibilizem no site!

Que encontremos mais profissionais da saúde assim, preocupados em ajudar e informar a população com responsabilidade e dedicação! Por isto não deixem de visitar o site:

www.fechandooziper.com

escritopor2marina

Receitas de papinha para o seu bebê: Doce e Salgada

Ontem falamos a respeito das papinhas de bebê e hoje não poderíamos faltar com as receitinhas né! Vamos lá…

Doce: Maçã, laranja, mamão papaia, banana nanica e pera

papinha

Ingredientes

1 maçã pequena sem casca cortada em cubos

Suco de ½ laranja

100 ml de água mineral

¼ xícara (de chá) de mamão papaia picado

½ banana nanica cortada em rodelas

1 pera pequena sem casca cortada em cubos

 Modo de preparo

Ferva a água e acrescente todos os demais ingredientes, cozinhando em fogo baixo até que as frutas fiquem bem macias. Passe pela peneira e sirva morninha.

Salgada: Carne, abóbora, batata e couve

bebe-comendo-papinha-grande

Ingredientes

1 colher (de sobremesa) de óleo vegetal

1 colher (de chá) de cebola picada

2 colheres (de sopa) de carne moída

1 batata pequena cortada em cubos pequenos

2 colheres (de sopa) de abóbora cortada em cubos pequenos

2 colheres (de sopa) de couve picada

Modo de preparo

Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente, em seguida, a batata e a abóbora. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com garfo e sirva.

escritopor2gabriela

Receita: Pão Integral de Verdade

Semana passada eu falei a respeito dos pães integrais que temos no mercado e como a industria de alimentos tira proveito das resoluções em vigor para vender mais ( se ainda não viu, veja aqui: https://batatafritapode.com/2014/02/25/pao-integral-pode/). Pois bem, eu queria passar uma receita pra vocês, mas uma receita que desse certo, que o pão ficasse gostoso e fofinho e que não tivesse nenhum tipo de conservante (por isso a demora para postar …rssss).

foto 2

Essa receita foi feita pelo meu pai (cozinheiro de mão cheia…). Tiramos ela do site allrecipes.com.br e adaptamos. Atenção hein! A receita que segue não é a mesma do site, ela foi adaptada!

vamos lá…

foto 1

Ingredientes

Serve: 1 pão grande (14 porções)

  • 450 g de farinha de trigo integral para pão
  • 1/2 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo
  • 1/2 colher (chá) de açúcar mascavo ou mel claro
  • 450 ml de água morna
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo integral para polvilhar

Modo de preparo

  1. Unte levemente uma forma de pão com capacidade para 900 g ou forre-a com papel-manteiga. Reserve-a num local aquecido enquanto prepara a massa.
  2. Numa tigela grande, peneire a farinha e o sal, incluindo o farelo que restar na peneira. Acrescente o fermento seco e faça um buraco no centro. Misture o açúcar ou mel à água morna e despeje-a no buraco feito na farinha.
  3. Usando as mãos ou uma colher de pau, misture tudo e bata vigorosamente por cerca de 2 minutos ou até a massa desprender-se dos lados da tigela. Ela estará bem mole e pegajosa.
  4. Transfira a massa para a forma já preparada, cubra com um pano de prato úmido e deixe fermentar num local aquecido por cerca de 30 minutos ou até a massa ter crescido até quase a borda da forma.
  5. Próximo ao fim do tempo de crescimento, preaqueça o forno a 200°C. Descubra a massa e polvilhe uniformemente a superfície com um pouco de farinha. Asse por 30 a 40 minutos ou até o pão ter crescido bem e estar dourado. Ao tirá-lo da forma ele deve parecer leve e produzir um som oco quando você bater com os dedos na sua base.
  6. Desenforme o pão e, se necessário, devolva-o ao forno por mais 5 minutos para endurecer as laterais e a base. Ponha-o numa grade metálica para esfriar. Conserva-se por até 5 dias.

Dicas e sugestões

• Para preparar 2 pães pequenos, divida a massa em duas formas com capacidade para 450 g e asse por 30 a 35 minutos.

Pra quem ainda tem essa “mania” de cortar os carboidratos da alimentação, lembro que o pão, por si só, não engorda. O que engorda é o consumo excessivo de carboidratos, bem como de qualquer outro macro nutriente, como proteínas e gorduras. É errado pensar que os carboidratos devem ser cortados da dieta de quem quer emagrecer. O importante é não exceder os valores recomendados. Outra preocupação é quanto ao consumo de glúten, proteína encontrada nos cereais, portanto, presente no pão. Salvo as pessoas que têm alergia a esta proteína ou doença celíaca o glúten não faz mal. Na dúvida converse com a sua nutri!!

Espero que gostem!!! 😉

escritopor2gabriela

Murta Berry pode?

murta berryHoje vou contar um pouquinho para vocês a respeito da Murta berry. A nutricionista e amiga Isabela Ferreira é Coordenadora de Alimentos no Supermercado Verdemar e me apresentou esse produto novo. Já falamos de muitas “berrys” aqui no batata e o poder dessa família está sendo muito divulgado, principalmente o do goji berry que também já foi falado aqui no blog.

A murta berry tem o sabor mais adocicado que o goji, e é conhecida também como Murtilla. É um fruto típico da região Centro-Sul do Chile e seus frutos achatados, de coloração roxa, são conhecidos  pelo seu alto teor de compostos fenólicos, substâncias antioxidantes, que trazem inúmeros benefícios à saúde. Além disso, são ricos em Vitamina C , B-Caroteno e Flavonoides.

Nutrientes:

– Rica em Vitamina C;

– Rica em antioxidantes;

– Contém fibras;

– Rico em Flavonoídes;

– Rico em Betacaroteno;

 Benefícios:

-Protege o coração;

-Combate o envelhecimento precoce;

-Diminui a quantidade de radicais livres;

-Melhora a firmeza da pele;

-Melhora a textura do cabelo, e unhas;

-Atua no metabolismo de gorduras.

– Ajuda na recomposição muscular pós atividade física.

foto(1)A fruta é vendida desidratada (foto acima) e é uma ótima opção para comer de lanchinho misturado no iogurte com granola ou com castanhas…Como ainda é pouco conhecida, por enquanto, o único supermercado que eu sei que está vendendo o produto aqui em Belo Horizonte é o Verdemar. Mas vale a pena ressaltar que a fruta, apesar de boa fonte antioxidantes e fibras, não é milagrosa – ou seja, sua ingestão isolada não vai emagrecer ou trazer benefícios ao organismo. Todo resultado benéfico esperado com a ingestão deste (ou outro) superalimento é associado a uma alimentação completa e de qualidade, além de prática de atividade física.

Para você que gosta de variar e testar novos alimentos fica a nossa dica do dia!

escritopor2gabriela

Ceviche, uma boa opção?

Claro! Vamos ver?

ceviche

O ceviche é um prato de origem peruana baseado em peixe cru marinado no limão. Considerado formalmente como patrimônio cultural da nação. Sua história remonta a épocas pré-colombianas.  Desde há 2.000 anos, no antigo Peru, se prepara um prato de peixe fresco que era cozinhado com o suco fermentado de uma fruta local. Porém, há crônicas que indicam que o peixe era consumido com sal e pimenta. Depois, com a colonização espanhola, foram acrescentados dois ingredientes tipicamente mediterrâneos: a laranja azeda e a cebola. Em meados do século XX, apareceu na capital peruana uma nova forma de cozinhar ceviche, trocando a laranja azeda por limão suave e reduzindo, assim, o tempo de marinada. Atualmente esta é a receita seguida em Lima.

É essencial  que o pescado seja branco, sem muita gordura e de carne firme. Podem ser usados tambám para compor o prato, o camarão e a lagosta

.camaraolagostapescado

Outros ingredientes “obrigatórios”, pelo menos no Peru onde é considerado o “prato nacional”, são a cebola e o piri-piri ou pimenta (no sentido brasileiro). Ingredientes acessórios, mas aparentemente muito importantes naqueles países, são o abacate, o milho, ou a batata-doce, ou seja, um “legume” para dar mais “consistência” ao prato. A salsa, o coentro e outros “cheiros verdes” também são quase sempre utilizados.

batatadocecebolacoentro gengibrelimaomilho pimentaPode servir como entrada, acompanhado com pipoca, bolachas de água e sal, tortilhas mexicanas, batatas fritas ou pão. Ou pode ser o prato principal duma refeição, acompanhado com batatas “portuguesas” ou doces cozidas, ou milho cozido. Eu sugiro o ceviche com as tortilhas mexicanas de entrada, fica muito gostoso, leve e pouco calórico. Falando em calorias, vamos ás propriedades nutricionais da preparação (claro que vou dar uma receitinha também né…rss)

cevilhetortilhas

01 porção:

173kcal, sendo 28g de proteínas, somente 1,9g de gorduras (0,4g saturada) e 9g de carboidratos.

Basicamente, as calorias do ceviche provém da proteína, a preparação tem pouca gordura e pouco carboidrato. A presença do limão ainda a torna rica em vitamina C e ingredientes como gengibre e pimenta apresentam propriedades funcionais como efeito termogênico e antiinflamatório!

Mas nem tudo são rosas… como para a receita ficar boa o peixe tem que ser comprado fresco e feito no dia, devemos tomar muito cuidado com o local que vamos comprá-lo:

Onde comprar
É um pouco arriscado comprar peixes em feiras livres, onde normalmente não existem condições ideais de conservação do peixe – a menos que você tenha um fornecedor de confiança. Melhor adquiri-los em peixarias e supermercados.

Primeiros passos
Peça ao peixeiro que já venda o produto limpo e cortado de acordo com sua receita.

Ateção na hora da compra
Para descobrir se o peixe está fesco, basta prestar atenção nas seguintes regrinhas: o olho tem que estar vivo, brilhante; as guelras laterais, rosadas; o lombo com a textura de um antebraço humano; e a película interna da barriga deve estar inteira.

Agora vamos à receita:

ceviche-31

Rendimento: 1 ceviche (individual)

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes:
7 limões (só o suco)
1 colher (chá) de coentro (picado finamente)
1 folha de alface
½ colher (chá) de salsão (picado finamente)
3 rodelas de batata doce (cozida e sem casca)
1 colher (chá) de pimenta dedo-de-moça (picado finamente)
½ colher (chá) de gengibre (ralado)
½ cebola roxa (cortada em julienne, sem o miolo)
½ dente de alho (ralado)
1 colher (sopa) de milho verde (cozido, só os grãos)
4 camarões grandes (limpos e cozidos, sem casca nem cabeça)
½ lula (cozida e cortada em anéis)
200g de peixe branco cortado em cubos (corvina, robalo, olho de boi, dourada, pescada)
Sal e pimenta-do-reino (a gosto)

Modo de preparo:
Mantenha a cebola em água gelada até utilizar. Coloque o peixe em um bowl e tempere com sal, pimenta-do-reino, gengibre, alho, salsão, pimenta, gelo e a metade do coentro. Misture bem e deixe marinar por 2 minutos. Prepare o prato para montagem: coloque no fundo a folha de alface bem lavada. Acima dela, as rodelas de batata doce e o milho verde. Volte para a preparação, coloque dentro do bowl do peixe, a cebola roxa (sem água) e o limão. Misture bem e sirva. Finalmente decore com os camarões, a lula e salpique o resto da pimenta e coentro por cima do ceviche.

Espero que tenham gostado!!!

bon apetit! 😉

escritopor2gabriela