Batata explica: É perigoso comer comida japonesa durante a pandemia de Covid-19?

Rodízio de Comida Japonesa em Casa (São Paulo - Norte e Leste)

Embora não haja indícios de contaminação por coronavírus após a ingestão de alimentos, alguns cuidados devem ser observados:

  • No caso de alimentos ingeridos crus, como sushis e sashimis, o cuidado deve ser maior, uma vez que esse produto não é lavado antes do consumo.
  • Tábuas, superfícies e facas devem constantemente higienizadas com solução clorada. A lavagem das mãos deve ser mais frequente e mais cuidadosa.
  • Os funcionários devem utilizar máscaras de proteção e/ou escudo facial (os face shields).
  • O funcionário que fecha as embalagens deve utilizar luvas, assim como todos os entregadores, mesmo os terceirizados ­-de aplicativos como iFood e Rappi.

Se você tiver certeza de que seu restaurante cumpre estas normas, o perigo será mínimo.

The Best Food Ordering Apps in India (2019): Satisfy Those Taste Buds Minus the Hassles of Ordering Food and Bag Some Great Deals in the Process!

De um modo geral, até hoje, o FDA (Food and Drug Administration) e o EFEA (European Food Safety Authority) não reportaram registro de casos em que alimentos tenham sido a via de transmissão desse vírus, assim como não foi encontrada no site da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nenhuma informação relacionada ao assunto.

Apesar disto,  é possível que o vírus originado de gotículas provenientes de um espirro ou tosse e transportadas pelo ar ou pelas mãos de alguém contaminado cheguem até um alimento ou embalagem. Entretanto, até o momento, não houve relatos de que isso tenha ocorrido. Em geral, acredita-se que os vírus sobrevivam por mais tempo em superfícies não porosas, como plásticos, e por menos tempo em superfícies porosas, como papelão.

cooking 620

Alimentos cozidos são mais seguros. Ainda não existem dados publicados quanto à temperatura apropriada para matar o SARS-CoV-2, entretanto, o vírus SARS causador do surto de 2003, que é bastante similar ao SARS-CoV-2, é morto pelo aquecimento a cerca de 60°C por 15 minutos. Temperaturas mais altas irão matá-lo em menos tempo. Considerando a similaridade dos vírus, é provável que o aquecimento até essa temperatura consiga matar também ao SARS-CoV-2.

Para as embalagens de alimentos, é recomendado descontaminar as superfícies como caixas, latas e garrafas. Uma boa sanitização, incluindo lavar as mãos de maneira correta e com frequência, inclusive antes e depois de manusear as embalagens de alimentos, desinfetar superfícies, bancadas, puxadores, maçanetas e outras superfícies com as quais se tem muito contato é uma boa ideia.

No cardápio havia edamame. O que é isto?

Imagem intitulada Eat Edamame Step 1

“O Edamame é a soja ainda na vagem verde, encontrado em alguns países do continente asiático muito comum principal no Japão, usado muitas vezes em bares chamado izakaya no Japão, onde é cozido, resfriado e adicionando uma pitada de sal, vale a pena lembrar que é consumido gelado, durante o consumo de bebidas alcoólicas.” (Wikipedia)

 

Como Comer Edamame ? : 4 links do WikiHow.com para você experimentar

Onde achar ?

Atualmente é possível achar edamame congelado em supermercados Gourmet.

 

Como comer?
No edamame você não come as favas, come apenas os grãos. … A parte comestível do edamame, ou seja, os grãos.
É saudável ?
Uma xícara de chá (130 g) de grãos de edaname tem:
  • 158 Kcal
  • 13,2 gramas de carboidratos,
  • 14,2 gramas de proteínas
  • 6,8 gramas de gorduras totais
  • 13,2 gramas de fibras 

A vantagem sobre a soja que conhecemos normalmente é que, estando verde, ele é mais rico em vitaminas C, A, do complexo B, potássio, fósforo e cálcio. Sua fama condiz com a realidade, é um alimento muito nutritivo”.

 

Edamame na Vagem Veggie Pacote 300g

Quanto custa ?

Um pacote com 300 g custa em torno de R$ 24,00

É mais uma boa opção alimentar, especialmente para os veganos que necessitam de vegetais ricos em proteínas. Saboroso e nutritivo, pode experimentar.

Regra 53 : Sirva-se de uma boa porção e não repita

mãos.jfif

 

Continuando a tarefa de publicar as regras alimentares simples, esta é a regra número 53 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post). Até agora, quase todos os posts falaram sobre o que comer, a partir deste o assunto é como comer.

Regra 53 : Sirva-se de uma boa porção e não repita

Mas o que é uma boa porção ? Existem algumas regras sensatas, estabelecidas pela sabedoria popular:

  • “você jamais deve comer uma porção de proteína animal que fosse maior que a sua mão fechada”
  • “você não deve comer uma quantidade maior de comida que a que caberia em suas duas mãos juntas, em concha”.

Mais uma dica: se você resolver repetir, espere pelo menos alguns minutos antes de fazê-lo. Você pode descobrir que não precisa repetir ou se mesmo assim resolver repetir, provavelmente comerá uma porção menor do que que comeria a princípio.

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses.Ou os japoneses.Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar (Ler o post)

Regra 44: É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico (Ler post)

Regra 45: “Coma menos”(Ler o post)

Regra 46: Pare de comer antes de se sentir satisfeito (Ler o post)

Regras 47, 48 ,49,50 e 51 : Coma quando tiver fome, não quando estiver entediado … (Ler o post)

Regra 52 : Compre pratos e copos menores e mais três truques simples para comer menos. (Ler o post)

Receita: Nhoque com Cogumelos, Tomate e Alecrim

Tomas Rangel/Divulgação

Dia 29 é dia de Nhoque. A receita da massa de Nhoque já passamos em outros posts, vamos à sugestão para o molho de hoje:

RENDE 4 PORÇÕES

Molho

  • 1 colher(es) de sopa de funghi secchi
  • 400 grama(s) de cogumelos frescos variados (paris, portobello, shiitake e shimeji)
  • 2 tomates pequenos
  • 1 colher(es) de sopa de azeite extra virgem
  • 3 dente(s) de alho picados
  • 300 mililitro (ml) de passata de tomate
  • 300 mililitro (ml) de creme de leite
  • 1 colher(es) de sopa de alecrim fresco picado
  • sal e pimenta a gosto
  • queijo grana padano ralado a gosto, para polvilhar

Modo de preparo

  • Cubra os funghi com água morna e deixe descansar por cerca de 30 minutos.
  • Fatie os cogumelos com cerca de 5 mm de espessura.
  • Retire os talos do shiitake e shimeji e descarte-os.
  • Os cogumelos Paris e portobellos podem ser fatiados com os talos.
  • Escorra o funghi em uma peneira e reserve a água.
  • Separe os pedaços de funghi e descarte a areia e a poeira que ficara no fundo da peneira. Reserve.
  • Corte os tomates em quatro.
  • Descarte as sementes e pique-os em cubos pequenos. Reserve.
  • Em uma frigideira grande, aqueça bem o azeite e adicione os cogumelos frescos fatiados e o alho.
  • Refogue-os em fogo bem alto até que comecem a parecer úmidos.
  • Adicione então a passata, a água reservada do funghi e o creme de leite.
  • Tempere tudo com sal e pimenta.
  • Deixe o molho engrossar até a textura desejada.
  • Adicione então o alecrim, o nhoque e o tomate picado.
  • Deixe cozinhar apenas o suficiente para aquecer o nhoque e o tomate.
  • Caso o molho tenha engrossado demais, dilua com um pouco de água ou leite.
  • Corrija o tempero e sirva polvilhado com queijo grana padano ralado na hora.

 

Receita da Prima Bruschetteria/Reproduzida em UOL Nossa Cozinha.

Receita: Óleo e colorau de urucum

Óleo de Urucum, benefício e usos – Caliandra

Na porta da cozinha de minha casa na fazenda existe um belo pé de urucum sempre carregado de frutos. Porque não usá-los ? Simplesmente porque não sabia como. O socorro veio através do site Na Cozinha da Helô, que eu recomendo.

Reproduzo aqui a receita (obrigado e desculpe a ousadia Helô)

Rendimento: 1 xícara de óleo e uma xícara de colorau

Preparo: 2h (preparo), 2 DIAS (Total) 

INGREDIENTES

Frutos

  • 40 frutos bem vermelhos, já secos e até ligeiramente abertos de urucum

Óleo

  • 1 xícara (chá) de óleo vegetal (240 ml)

Colorau

  • ¾ de xícara (chá) de fubá (90 g)
  • Óleo vegetal

PREPARO

30kg De Sementes De Urucum Selecionadas Colorau - R$ 450,00 em ...

Frutos

  • Colha os frutos ou galhos com cachos de frutos. Se os frutos já estiverem bem secos, será só usar, mas se ainda estiverem com a casca macia e levemente úmidos é aconselhável colocar os ramos num lugar arejado por uns dois dias antes de usar.
  • Pressione cada fruto com os dedos pra abrir, solte as sementes com a ajuda de uma colher e transfira pra uma tigela, sem se importar com um pouco de películas clarinhas. Normalmente, desse tanto de frutos saem mais ou menos 1 e ½ xícara (chá) de sementes.

Óleo de Urucum Vegetal Aroma Brasil - 10ml/30ml/60ml/100ml/500ml/Litro

Óleo

  • Coloque ¾ de xícara (chá) de sementes e o óleo numa panelinha, aqueça e mantenha em fogo baixo até que o óleo ele fique bem vermelho e as sementes e películas comecem a escurecer (nesse momento, algumas sementes começam a pipocar).
  • Antes que o óleo comece a soltar fumaça e a queimar, retire a panela do fogo.
  • Com cuidado, pois é muito quente, passe o óleo por uma peneira e deixe esfriar numa tigela e descarte as sementes.
  • Coloque o óleo frio num pote com tampa e guarde por até 1 mês na geladeira.
  • Sirva um fio de óleo com filés de peixe e de frango, ou refogue o arroz, o feijão, ou use pra fazer uma farofa, ou acrescente um fio de óleo na panela de um ensopado ou uma moqueca ou use pra temperar uma salada.

Colorau – Faz bem ou mal? - Feliz Melhor Idade

Colorau

  • Coloque as sementes e um fiozinho de óleo numa frigideira média e, sem parar de mexer, mantenha no fogo até a colher começar a avermelhar (com o calor, as sementes começam a soltar o pó, que gruda na colher).
  • Então, acrescente o fubá e continue mexendo por mais uns 5min pra dourar o fubá.
  • Retire do fogo, passe tudo pra um pilão e soque até conseguir um pó bem vermelho, depois peneire e, se preferir um pó finíssimo, repita a operação mais uma vez. Na falta de pilão, bata tudo no liquidificador ou no processador, mas tendo cuidado pra não bater demais e estilhaçar as sementes.

Guarde o colorau em pó por um mês num pote bem fechado e use pra dar cor ao feijão e ao arroz e aos ensopados e moquecas do dia-a-dia.

 

Receita: Na Cozinha da Helo

Pode ? Glutamato monossódico ?

Glutamato monossódico | Cozinha Técnica

Tendo lido uma postagem hoje no site Lifestyle, que alertava para os riscos no consumo do glutamato monossódico (GMS), nos levou a pesquisar mais sobre o assunto. Assim sendo, fomos ao Google Acadêmico, selecionamos alguns trabalhos, dos quais destaco o exibido abaixo e chegamos a algumas conclusões. Vamos a elas.

IMG_3176

 

  • O GMS é um realçador de sabor largamente utilizado pela indústria alimentícia.
  • Ele é derivado do l-ácido glutâmico, um aminoácido presente naturalmente em vários alimentos que fazem parte da nossa dieta (ex. carnes, peixes, queijo Parmesão, queijo Roquefort, tomates, cogumelos, brócolis)
  • O GMS é usado porque possui um sabor específico – umami – considerado o quinto sabor e que aumenta a palatabilidade dos alimentos.
  • Por isto ele é frequentemente adicionado a alimentos industrializados : carnes processadas, sopas, molhos, petiscos…

10 Comidas que te deixam com fome rapidamente – Bom Jardim Notícias

A polêmica: Alguns trabalhos científicos, habitualmente realizados com roedores têm mostrado potenciais riscos à saúde:

Imagem13

Com estes resultados o alarme e o medo têm sido propagados. Mas, como bem avalia o trabalho acima e outros consultados, há um problema – a metodologia utilizada nos trabalhos e sua interpretação. Embora os achados sejam importantes e mereçam consideração , nem sempre o que se acha em um experimento, com animais, pode ser extrapolado para seres humanos. As dificuldades para isto são várias:

Imagem14

Além do fato de terem sido usados, exclusivamente roedores as vias de administração usadas foram, na maioria das vezes, por injeção venosa, intraperitonial ou por concentrados; as doses muitas vezes não foram precisamente determinadas, e em muitos do casos, quando o foram, ficaram bastante acima do consumo humano (quando consideradas em mg/kg de peso. Assim, não é possível transportar estas conclusões para o consumo humano.

As recomendações atuais pelo FDA (Food and Drug administration) , JECFA (Joint FAO/OMS Expert Committee on Food Additives e o European Food Safety Association (EFSA) consideram o glutamato monossódico como GRAS (Generally Recognized As Safe) ou substância geralmente reconhecida como segura. A EFSA, diante dos trabalhos apresentados reviu recentemente (2017) a segurança do GMS e o considerou seguro para um consumo numa dosagem de até 30 mg/kg/dia (uma dosagem absurdamente alta de se conseguir ingerir : 2100 mg/dia para um adulto de 70 kg)

Assim sendo, até prova em contrário: pode consumir sim alimentos ricos em GMS, lembrando que esta recomendação não se aplica a alimentos industrializados, que são também ricos em glutamato monossódico, não por causa dos glutamatos, mas por causa do ultraprocessamento  dos alimentos e seus malefícios.

Fontes citadas:

  1. Glutamato Monossódico: O que é? O tempero mais perigoso do mundo- Life Style
  2. A Review of the Alleged Health Hazards of Monosodium Glutamate. Comprehensive Reviews in Food Science and Food Safety . First published:08 May 2019. https://doi.org/10.1111/1541-4337.12448 – Acesso livre

 

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: