COZINHA DOS SOUSA: CORDEIRO À ROMANA

Nesse segundo post, continuamos com nossa viagem pela Itália e abusando um pouco mais das habilidades culinárias. Seguimos então para o próximo destino:

A REGIÃO: LAZIO

Cravada entre as colinas que separam os Apeninos do mar Tirreno, a região representada por sua capital, Roma, possui influências herdadas do Império Romano e ingredientes tradicionalmente simples, que dão origem a pratos fartos e saborosos.

mapa_lazio_1

A DESPENSA

Em suas típicas trattorias, utilizam-se ingredientes cuja origem remonta à época gloriosa do Império Romano, como o pecorino, a ricota e os pratos à base de carnes e miúdos, enriquecidas com ervas e especiarias.

A RECEITA: CORDEIRO À ROMANA (ABBACCHIO ALLA ROMANA)

Rendimento: 4 porções

2015-04-16 19.20.47

Ingredientes

1kg de cordeiro (preferência para cortes como paleta e costeleta)

3 colheres de sopa de azeite

1 ramo de alecrim

3 dentes de alho

2 filés de anchova (sem espinhas)

2 colheres de sopa de vinagre de vinho branco

Sal e pimenta-do-reino à gosto

Preparo

Corte as costeletas e paletas em pedaços regulares. Em seguida, doure-as em uma panela com o azeite e dois dentes de alho socados, virando-as durante o cozimento para que dourem por igual. Tempere com sal e pimenta à gosto.

Enquanto a carne cozinha, soque em um pilão o alecrim, as anchovas e o dente de alho restante. Acrescente o vinagre à mistura e reserve.

Quando o cordeiro estiver dourado, regue com o molho e cozinhe até que o mesmo encorpe. Sirva em seguida.

Para acompanhar, servimos um risoni com queijo pecorino e pimenta, outro prato típico da região e que vai muito bem com a carne. Basta cozinha-lo em água com sal e depois juntar um pouco dessa água, o pecorino e a pimenta à massa e está pronto! Ficou assim:

2015-03-31 22.15.47

DETALHES IMPORTANTES

1- O primeiro e mais importante de todos: escolha bem o seu pedaço de carne!! Quando se trata principalmente de costeletas, o corte faz muita diferença, pois existem cortes que enganam muito pelo seu tamanho e vistosidade, mas na verdade possuem muito gordura associada a carne, o que a torna muito difícil de ser consumida! Por isso, muito cuidado principalmente com as peças congeladas vendidas em supermercados, pois fica difícil de visualizar essa camada de gordura devido a camada de gelo e você pode acabar pagando caro para comer pouco!

2- Acredite, 1kg de costela não é muita coisa! Lembrem-se que junto com o peso descrito na embalagem estão contando diversas partes que não vão ser consumidas, como ossos, gorduras e, até mesmo, a água perdida no processo de cozimento!

3- Na hora de dourar as costelas numa panela, você vai perceber que é bem difícil encostá-la por inteira para que frite igualmente, mas não se desespere! Foque na parte debaixo, onde há uma maior concentração de carne, pois ela que será consumida no fim das contas! Quando essa parte estiver bem cozida, vire a parte dos ossos e dê uma selada, só para dar um acabamento bacana!

Bom apetite e até a próxima!

escritopor2gabimagalhaes

Risoni frio com tomate e manjericão

27412-tabela1

Sabe aquele dia de verão que você quer comer um prato diferente e leve? O risoni é uma ótima alternativa para criar pratos que podem ser consumidos frios.

risoni

O risoni é uma massa em formato de arroz, que foi criada pelos italianos para substituir a falta deste cereal nas épocas de guerra. O resultado é um prato que lembra muito o arroz tradicional, porém com o sabor suave das massas italianas. Um alerta para quem tem doença celíaca: o risoni tradicional infelizmente tem glúten, e ainda não conheci nenhuma marca que tenha elaborado esta massa sem o uso de trigo (mas se eu descobrir alguma eu venho e atualizo o post).

A receita é muito simples:

Ingredientes

  • 300g de risoni
  • Folhas de manjericão a vontade
  • 1 caixa de tomatinhos cereja
  • 1 frasco de mussarela de búfala (aquelas tradicionais de bolinha)
  • Azeite
  • Sal

Modo de preparo

Cozinhe o risoni em uma panela com água e sal fervente, como fazemos com qualquer outra massa. Depois de pronto escorra a água e deixe esfriar um pouco. Misture com os tomatinhos higienizados, o manjericão e a mussarela de búfala. Tempere com azeite e sal a gosto. Depois é só servir.

1 porção desde prato pode apresentar entre 250 e 300kcal.

O risoni pode ser utilizado em vários outros pratos frios e inclusive em saladas: basta usar a criatividade!

escritopor2marina

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: