Por que eu não consigo emagrecer?

images (1)
batatafritapode.com

Seria muito fácil simplesmente responder que você não está emagrecendo porque o seu consumo calórico é igual ao seu gasto, certo? Sim, isso é claro, mas existem alguns fatores que influenciam tanto no que comemos quanto na quantidade que comemos.

Alguns pontos a maioria já está ciente como: comer de 3 em 3 horas, preferir alimentos integrais, praticar atividade física, comer devagar, consumir fibras e por aí vai, mas o que muitos não sabem é que existem fatores psicológicos e hormonais que atrapalham a perda de peso:

Estresse

A perda de peso em si, para muitos, já é estressante. A pessoa fica naquela obrigação de perder peso e no medo da frustração. O estresse aumenta a produção de cortisol que leva ao aumento dos depósitos de gordura e redução da massa magra. O estresse também aumenta a vontade dos indivíduos consumirem alimentos mais calóricos, ricos em carboidratos refinados e gorduras. O problema é que muitos comem sem perceber que estão comendo, de forma compulsiva para compensar o sentimento de estresse.

Privação do sono

Nem sempre nossas noites são como gostaríamos que fosse, preocupações causam ocupação na mente, favorecendo o aparecimento da insônia. Noites mal dormidas induzem a liberação de hormônios da fome e inibem os hormônios da saciedade ou seja, você sente mais fome e menos vontade de parar de comer.

Descontrole emocional

Algumas pessoas usam a comida para compensar alguns sentimentos como ansiedade alegria, tristeza, angústia, carência e por aí vai. Metas muito surreais são mestres para causar frustração, e consequentemente causar o efeito inverso. O indivíduo estabelece uma meta tipo “vou emagrecer 4kg em uma semana”, não consegue cumprir a meta , fica frustrado e compensa a frustração com mais alimento. Assim ao invés de emagrecer, a pessoa engorda.

Excessos de fim de semana

O final de semana é nada mais, nada menos que 30% do nosso mês. Não adianta se controlar de segunda a sexta (alguns casos de segunda a quinta) e quando chega na seta feira se entupir de alimentos gordurosos e bebidas alcoólicas. O consumo excessivo no final de semana pode colocar um programa alimentar em risco e levar todo o resto por água abaixo.

Uso de inibidores de apetite

O uso de medicamentos para a perda de peso pode até ajudar, mas o problema desses inibidores é que a pessoa não se reeduca. Ela somente passa a não sentir mais fome e para de comer pelo efeito do inibidor, emagrecendo assim. Quando o indivíduo para de tomar o remédio, o efeito é compensatório, e a pessoa passa a comer o dobro do que consumia anteriormente. O resultado? O indivíduo engorda tudo de novo.

Busca por resultados rápidos

É muito comum a pessoa desistir do objetivo pela demora do resultado. Muitos querem fechar os olhos e no dia seguinte acordar magros. Sejamos sensatos! A perda de peso é um exercício físico e mental que exige disciplina. Ninguém emagrece da noite para o dia.  O segredo é se manter firme na reeducação alimentar e na atividade física que o resultado chegará.

Enfim, são muitos os motivos que tornam tão difícil o processo da perda de peso. O segredo é fazer uma reeducação alimentar, atividade física, parar de se enganar e ter muita, mas muita disciplina!! 😉

escritopor2gabriela

Médicos britânicos testam dietas da moda

Na onda das dietas da moda dois irmãos britânicos, que também são médicos, encararam um desafio alimentar que foi registrado pelo canal BBC 2. No documentário “Sugar vs Fat” (ou Açúcar versus Gordura), os irmãos resolveram seguir duas das mais famosas dietas da moda. Alexander fez a conhecida “dieta da proteína“, retirando todo o carboidrato de sua alimentação e Chris ingeriu o mínimo de gordura possível (escolhendo alimentos com até 2% de gordura na composição). Como são gêmeos o estudo se torna ainda mais interessante por podermos relevar a influência de fatores genéticos no período em restrição alimentar.

alex_chris

Como resultado ambos tiveram redução de peso corporal, sendo que Chris (o de restrição de gordura) perdeu um pouco a menos que seu irmão, que restringiu carboidratos. Mas o que torna o estudo importante são os relatos dos irmãos sobre como se sentiram durante o período dietético: Alexander afirma que se sentia frequentemente cansado e sem fôlego para simples atividades físicas, além de queixar de dores de cabeça intermináveis. Em um teste de raciocínio feito com os dois irmãos com um similador de ações para ganhar dinheiro Chris foi pelo menos três vezes mais eficaz que o irmão, o que reforçaria que a falta de carboidrato também prejudica o desempenho mental do indivíduo. Em compensação Chris, apesar de não relatar cansaço, queixou se sentir insaciável, tendo que buscar por todo o tempo algo para beliscar.

O mais interessante foi o resultado dos exames de sangue que mostraram que Alexandre utilizava sua musculatura corporal como uma das fontes para produção de energia, devido a falta de carboidrato, podendo justificar a queixa de seu cansaço extremo, e para Chris as taxas de açúcar sanguíneo aumentaram significativamente, provavelmente por causa de sua busca por saciedade constante.

A conclusão dos dois médicos foi que o ganho de peso não está relacionado exclusivamente com o consumo de gordura ou carboidratos, mas sim de uma associação entre o excesso da ingestão dos dois alimentos. A moderação é sempre a chave para se manter bem!

Para os curiosos de plantão a notícia original se encontra no site da BBC.

escritopor2marina

Dukan x Comércio x Dieta

dukanQuem nunca ouviu falar na “dieta Dukan” ou “dieta das francesas”? Aposto que todos já ouviram, já fizeram ou tentaram fazer! Como foram seus resultados? Positivos ou negativos? Sofreu efeito sanfona? Pois bem, hoje estamos aqui para falar um pouco a respeito dessa famosa dieta.

A “dieta” foi elaborada pelo médico francês Pierre Dukan que, no dia 27 de janeiro de 2014 (semana passada) foi excluído do Conselho Regional da ordem dos Médicos da França. Este fato não está relacionado propriamente com os malefícios que a “dieta” pode causar (se fosse assim muitas nutris e doutores já estariam sem seus CRNs e CRMs…rsss concordam?) mas  pelo fato da medicina e da dieta terem sido utilizados para fins comerciais.O método Dunkan, que se baseia em uma dieta de alto conteúdo de proteínas, já foi usado por mais de 40 milhões de pessoas em todo o mundo. Este regime é contestado por vários profisisonais que atestam desequilíbrios alimentares nos pacientes.Além de condenado pelos fins comerciais com que regeu a sua prática, Pierre Dunkam foi reprovado por querer introduzir uma opção dedicada à luta contra a obesidade no bacharelato de medicina. O nome Dukan virou uma marca que já publicou diversos livros, produtos e programas de emagrecimentos.

Mas e o método de emagrecimento empregado por esse médico? O que temos a dizer? Bem, o programa é dividido em 4 etapas: 2 para emagrecer (ataque e cruzeiro) e 2 para manter o peso adquirido (consolidação e estabilização).

Não inventei nada não viu? Está tudo aqui explicadinho ó: https://www.dietadukan.com.br/a-dieta-dukan/como-funciona

Para perder peso:

carnes1ª Fase: Ataque: provoca perda de peso rápida e fulminante

– De 2 a 7 dias de duração
– De 1Kg a 5Kg perdidos
– 20 minutos de caminhada por dia
– 1,5 c. de sopa de farelo de aveia/dia

Alimentos permitidos:

– Todas as carnes magras (exceto a costela)
– As aves (exceto pato e ganso)
– Todos os peixes, sem exceção
– Frutos do mar, sem exceção
– Laticínios 0% gordura
– Iogurtes desnatado, natural, 0% gordura
– Ovos

legumes 2ª Fase: Cruzeiro: perda de peso constante e moderada

– Até a obtenção do peso ideal
– -1Kg por semana (média)
– 30 minutos de caminhada por dia
– 2 c. de sopa de farelo de aveia/dia

Alimentos permitidos:

Todas as proteínas citadas na fase 1, acrescentando legumes e verduras à vontade, com exceção da batata e da mandioca.

 Para conservar o tempo perdido:

 frutas3ª Fase: Consolidação: Ao final da fase de Cruzeiro, que termina na obtenção do Peso Ideal, inicia-se a fase de Consolidação do peso perdido.

– 10 dias por peso perdido. Por ex.: 10kg = 100 dias; 5kg = 50 dias, e assim sucessivamente.
– Introdução de carboidratos e lipídeos, de maneira controlada/moderada
– 25 minutos de caminhada por dia
– 2,5 c. de sopa de farelo de aveia/dia

Alimentos permitidos:

– Introdução de carboidratos e lipídeos, de maneira controlada/moderada
– 2 frutas ao dia
– 2 fatias de pão integral por dia
– 40g de queijo por dia
– 2 porções de feculentos por semana: arroz integral, feijão, ervilha, etc
– 2 refeições de gala por semana (1 entrada, 1 prato principal, 1 sobremesa, 1 copo de bebida alcoólica)

 alim equi4ª Fase: Estabilização: Fim da dieta do ponto de vista alimentar. Todavia, há 3 regras a serem seguidas pelo resto da vida, afim de estabilizar o peso.

– 1 dia fixo de proteína por semana
– 3 c. de sopa de farelo de aveia/dia
– 20 minutos de caminhada por dia

Alimentos permitidos:

– Alimentação livre, porém respeitando 3 regras a ser seguida pelo resto da vida:
– 1 dia de proteína pura por semana (dia fixo)
– 3 c. de sopa de aveia (todos os dias)
– 30 minutos de caminhada por dia e dar preferência às escadas do que ao elevador

contras Agora vamos à parte que costuma gerar uma certa polêmica aqui no batata (e que nós particularmente adoramos e queremos que as discussões e ideias continuem), os contras da “dieta”:

 A restrição de carboidratos pode comprometer o sistema nervoso, deixando o indivíduo com fadiga, irritado, desanimado. Também faz com que nosso organismo libere corpos cetônicos que diminuem o pH sanguíneo – o que  é extremamente desfavorável ´para o organismo já que a maior parte das  reações químicas que acontecem a cada segundo em nossas células depende de uma faixa muito estreita de pH (ou seja o grau de acidez não pode variar muito). Isso sem falar na perda de massa muscular e na ingestão insuficientes de fibras, vitaminas e minerais. Enfim, eu poderia ficar aqui o dia todo falando dos contras dessa “dieta”, mas preferi fala um pró (segundo alguns relatos): a perda de peso! Pode-se perder até 10kg fazendo a dieta.

ouroMASSSS…

(como nem tudo que reluz é ouro)

Foram divulgados recentemente os resultados de uma pesquisa conduzida pelo grupo CCM Benchmark, que buscava investigar os efeitos da dieta Dukan alguns anos depois de ter sido feita, segundo informações da agência EFE.

Respondido por cerca de cinco mil internautas, o levantamento mostrou que 75% das pessoas que fizeram o regime há mais de dois anos já recuperaram os quilos eliminados. A publicação dos números visava ampliar a consciência sobre os regimes restritivos e, de acordo com um dos profissionais envolvidos no estudo, os resultados denotam “eficácia a curto prazo”.

Enfim, volto sempre com o mesmo conselho, procure um nutricionista confiável. Infelizmente muitos tiram proveito do mundo da nutrição e da expectativa que as pessoas criam nele, sem se importar com a saúde do indivíduo. Aqui no batata estamos de olho.

escritopor2gabriela