Cozinhando na volta do Brasileirão

A Copa acabou. Você tá triste né? Nós também! Mas pra nossa alegria, a paixão do Brasileiro pelo futebol não acaba, e essa semana já temos Brasileirão de novo! (pra nos deixar, que sabe, até com mais saudade da Copa!)

Então que tal uma playlist bem futebol, e uma receita de hambúrguer feito em casa pra aproveitar a volta do seu time?

A receita:

Homemade Hambúrguer

burguer

Ingredientes:

500g de carne moída

1 cebola picada em cubinhos

1 dente de alho picado

1 ovo

Sal a gosto

Modo de preparo:

Misture a carne moída, com a mão mesmo, com os pedaços de cebola, alho e sal. Adicione o ovo à mistura para dar consistência e deixar a massa bem homogênea. Depois disto prepare pequenos hamburguers de 150 a 200g cada. Coloque em uma travessa para assar em forno pré-aquecido, e acompanhe por cerca de 30min em uma temperatura média de 200 a 180 Cº. Depois de pronto é só montar com seu pão e ingredientes favoritos (queijo, tomate, alface e molhos).

A playlist:

Cozinhando com Tapioca e Novos Baianos

É sexta-feira meu povo! Hoje não tem playlist e nem super receita mas tem dica musical e de o que comer, claro! Vamos pagar um pouco de “modinha” hoje e sugerir um alimento que está sendo consumido em todo o país, mas que já era rotineiro no norte e nordeste brasileiro: a Tapioca.

Esse alimento (que nada mais é do que uma fécula de mandioca passada na frigideira) virou frisson por ser uma fonte livre e rápida (e sem glúten) de carboidratos, e por ter a possibilidade de ser recheada com alimentos saudáveis e nutritivos. No nordeste e norte do Brasil os recheios típicos são um pouco mais pesados do que os consumidos pelas modelos e atrizes por ai – a tapioca clássica tem recheio de queijo coalho ou coco ralado (em alguns casos com leite condensado), ou é servida pura com manteiga (minha versão preferida).

tapioca

Tapioquinha com manteiga ❤

Antes de começar a se arriscar na tapioca é bom saber que este alimento é considerado Patrimônio Cultural da cidade de Olinda, desde 2006, por isto seu valor cultural para o povo brasileiro é muito mais importante do que suas características nutricionais. Diante disto, sugerimos que você consuma a tapioca com seus recheios saudáveis sim, mas que não deixem de provar a versão original (especialmente a com manteiga, para conhecer o verdadeiro sabor do alimento). Algumas sugestões de recheios de baixa caloria são: tomatinhos cereja, manjericão e queijo; banana com canela em pó; cogumelos shitake; palmito, cebola e tomatinhos – use a criatividade!

Como a tapioca é simples e fácil de fazer (é só jogar a farinha em uma frigideira aquecida e moldar no formato desejado), o som que acompanha esta noite gastronômica deve ser leve e divertido. Como Morais Moreira já fez até canção pra tapioca (“Tapioca de Olinda“), resolvemos indicar não ele, mas a o grupo que o lançou como artista e cantor: os Novos Baianos. Esta trupe baiana fez, durante toda a década de 70, um MPB ousado e delicioso de se escutar, usufruindo de várias influências musicais de todo o país, mas sem perder sua baianidade.

novos-baianos

Tapioca combina com uma boa Cajuína, um suco de Guaraná (natural né?), uma caipirinha com pinga (por favor, sem vodka!) ou, pros corajosos, um Capeta Turbinado.

Uma boa sexta-feira a todos!

 

Cozinhando na Fossa

tabela

Nós do Batata Frita adoramos uma emoção. Já falamos de alegria, já falamos de amor, então porque não falar deste sentimento nobre que é a fossa. Não importa se esta fossa é porque você terminou o namoro, ou porque viu uma comédia romântica e chorou, ou porque sua série favorita acabou e decepcionou (oi HIMYM!): o negócio aqui é colocar pra fora esta vontade de…chorar.

Pra isso arrumamos uma receita gostosa (porque você está na fossa né? e não vai ficar comendo saladinha), mas nutritiva, pra não sair do eixo e ainda curtir essa delícia que é essa mini-depressão (é ruim mas é bom, sabe como é né?). Então aproveitem e usem com moderação (tanto a receita quanto a playlist, que tá de cortar o coração!).

A receita:

Tagliattele com camarões e molho rosé

macarrão

Ingredientes:

Para o molho

1 kg de camarão médio com casca
Suco de limão, cebola e alho
1 colher de chá de molho inglês
1 colher de sopa de mostarda
2 colheres de sopa de salsa picada
1 lata de creme de leite
4 colheres de sopa de catchup
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto

Para o macarrão

200g de tagliatelle grano duro (porção individual)

Modo de preparo

Leve ao fogo os camarões com casca, tampe a panela e cozinhe até ficarem rosados. Deixe resfriar. Retire as cascas. Reserve.

Prepare o molho rosê: Em uma panela a parte refogue cebola e alho bem picados, preferencialmente no azeite. Vá acrescentando o creme de leite, o catchup, sal, pimenta, mostarda, molho inglês e a salsa picada. O sabor vai de acordo com o seu gosto, por isto vá provando. Ao final acrescente os camarões e deixe cozinhar por alguns minutos. Se o molho estiver muito grosso adicione água e tempere novamente, para que fique de seu agrado.

Cozinhe o macarrão em água fervente com uma colher de chá de sal. Não deixe que fique muito mole ou muito duro. Quando pronto, retire da água e acrescente o molho.

Dica: Com este prato, já que você está na fossa, pode servir também um copo de vinho branco, ok?

A playlist

Aproveite!

 escritopor2marina

Cozinhando com Sixto Rodriguez

Mantendo a tradição da nossa sexta-feira musical, hoje não tem playlist (porque estamos guardando criatividade para semana que vem!), mas tem dica!

sixto

Hoje vamos cozinhar com o rock/folk do americano Sixto Rodriguez. Este talentoso músico tem uma interessante história (contada no documentário vencedor do Oscar de 2012, “Searching For The Sugar Man“), que passa pelo anonimato no seu país de origem e um sucesso estrondoso na Africa do Sul, na década de 70. O interessante é que o próprio Rodriguez não sabia que sua obra fazia tanto sucesso do outro lado do mundo, descobrindo somente em 1990, quando foi contactado por alguns fãs sul-africanos.

Rodriguez toca um folk suave e cativante. De sua pequena discografia gosto de destacar a que deu nome ao documentário, “Sugar Man”.

Este som combina com uma boa Lager americana, tacos, guacamole e buritos (para homenagear a descendência mexicana do cantor), que são boa fonte variada de vitaminas e minerais (por serem receitas ricas em vegetais, cereais e por usar abacate em sua composição). Aproveitem, sempre com moderação!

Semana que vem tem playlist e receita! Até lá!

Cozinhando leve na sexta-feira

música_e_cozinha

Hoje é sexta-feira meu povo! É dia de relaxar! Para aproveitar este calorzinho que ainda persiste na maior parte do país vamos deixar aqui uma receitinha bem leve para seu jantar! E claro, na companhia da playlist mais amada do mundo da alimentação: a nossa playlist para comer leve!

Segue a receita:

Tomate recheado com ricota e espinafre

tomate caqui

Ingredientes:

2 tomates caqui , 1/2 maço de espinafre, 50g de nozes, 150g de ricota fresca, 60g de cream cheese, 1 cebola cebola, 2 dentes de alho alho fresco.

Modo de preparo:

Lave os tomates, corte uma tampa em um tamanho adequado para que possa retirar toda a polpa. Tempere o interior com sal. Pique o espinafre, o alho, a cebola e a noz. Passe a ricota em uma peneira e reserve. Refogue o alho e a cebola no azeite, depois refogue junto o espinafre. Enquanto isto misture as nozes com o cream cheese e a ricota. Depois do refogado pronto misture tudo e preencha os tomates sem a polpa. Leve os tomates ao forno por 5 a 10 minutos, em fogo baixo. Depois é só servir.

Dica: guarde a polpa dos tomates para aproveitar em um molho caseiro de tomate para outras receitas!

Dica 2: Esta receita combina com um suave vinho branco no calor, ou um vinho tinto no frio.

A playlist:


Aproveitem e bom final de semana!

escritopor2batata