Preciso fazer dieta no carnaval?

A época mais esperada do ano para vários brasileiros chegou: o Carnaval! Mas com esta bela festa, que marca o real início do novo ano para o país, chega também aquela tradicional insegurança com o corpo para curtir a folia. Você deve estar se perguntando se é necessário fazer uma dieta no Carnaval para não chutar o balde nos bloquinhos e festas, não é mesmo? E a minha resposta para esta pergunta é: claro que não.

carnaval

Preocupar-se com o físico no Carnaval pode não somente ser desnecessário, como também pode colocar sua saúde e integridade em risco. Digo isto porque sei (e você também sabe e não adianta esconder) que o Carnaval pode ser uma época de excessos em todos os sentidos, e você não precisa se julgar por isto. Nesta festa bebemos muito, ou comemos muito, ou dançamos muito, ou beijamos muito, ou descansamos muito. Tudo no Carnaval é muito, e é por este motivo que os católicos criaram a quaresma para poder compensar qualquer excesso que tenha sido cometido no “feriado pagão”. Exatamente por sermos excessivos nesta época do ano é que não podemos nos dar ao luxo de fazer sacrifícios. Imagine só fazer uma dieta restritiva e sair para pular e beber nos blocos de carnaval? O resultado? Muito mal estar, desmaios, vômitos e várias outras situações desagradáveis relacionadas a falta de ingestão de alimentos.

O melhor amigo do folião no Carnaval, por mais incrível que possa parecer, é o carboidrato. Este macronutriente que vai garantir a energia necessária para que você consiga dançar e se divertir durante as várias horas de festa, além de ser o responsável por proteger seu estômago do excesso de consumo de bebidas alcoólicas e também por elevar sua glicemia após longas horas sem se alimentar. A proteína e as gorduras, neste período, devem ser consumidas com cautela, já que tem digestão mais lenta e podem causar desconfortos gastrointestinais durante a festa. Como as dietas que muitas pessoas praticam para não ganhar peso são relacionadas com a redução de ingestão de carboidratos e um possível aumento da ingestão de proteínas, podemos afirmar que estas práticas não são muito adequadas para o Carnaval, já que podem resultar no fim antecipado da sua folia.

Por este motivo dieta e carnaval não combinam. Aliás vida e dietas restritivas não combinam, como sempre frisamos por aqui. Se você sabe que passou da conta no Carnaval, não é preciso surtar e procurar a primeira dieta de revista que vê pela frente: basta retomar sua rotina de alimentação equilibrada e prática de exercícios físicos para que, naturalmente, seu corpo volte ao padrão físico que você está habituado. Lembre-se que o Carnaval é só uma época do ano, e por isto os excessos estão liberados, mas que esta prática deve ser evitada nos próximos meses para que você esteja sempre em dia com sua saúde e com seu bem estar.

E ah! Não se esqueça de tomar MUITA água para não desidratar neste calor.

Boa folia para todo mundo e um bom início de ano pra valer!

escritopor2marina

Água: o remédio do tempo seco

garfiel 2

A temperatura e umidade não andam ajudando muito nos últimos dias, não é? Você acorda e está frio pela manhã, e no decorrer do dia a temperatura vai esquentando, mas a noite volta a esfriar novamente. A única constante nisso tudo é a umidade sempre baixa.  A consequência de toda essa mudança climática acaba afetando nosso corpo. É um resfriado, coriza, dor no corpo, sinusite, rinite alérgica e por ai vai. Quer uma solução bem simples para manter todos esse mal estar bem longe? Beba bastante água!

Eu sei que essa vai ficar parecendo mais uma recomendação de vó, Mas uma das maneiras mais eficazes de afastar todo esse desconforto e manter a gripe e o resfriado longe, é bebendo água…bastante água!

Mas vamos lá. Será que aquela água que ficou na sua garrafinha ou squezze durante o dia todo em cima da mesa do escritório ou na mochila da academia está legal pra você beber?

Se considerarmos que a cada gole que você da na sua garrafa, uma parte do seus microrganismos naturais que estão nos lábios e boca ficam no bocal da sua garrafa, é bom prestar atenção. A temperatura nos locais de trabalho e a claridade que incidem sobre sua garrafa deixam ela perfeita para que em poucas horas ou minutos, uma simples bactéria tenha uma família inteira até a quinta geração. Procure lavar diariamente sua garrafinha e troque a água de tempos em tempos, não de um dia pro outro.

Agora, se você é daqueles que tem sempre uma garrafa plástica esquecida no carro, cuidado! Isso pode ser pior ainda. Quando as garrafas plásticas ficam expostas diretamente ao sol, ou se aquecem indiretamente, pode acontecer que haja a liberação de uma substância química chamada de bisphenol-A, ou BPA, (substância considerada cancerígena), e outros produtos químicos em sua água.

Quer um estimulo extra para manter-se hidratado? As águas aromatizadas (naturalmente), chás e sucos naturais ajudam a manter-se bem hidratado o tempo todo. Experimente!

escritopor2evandro

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: