O Batata Testou: Poke : Um prato havaiano para o dia a dia

 

Como sempre, a origem destes pratos deliciosos costuma ser rústica. Com o Poke (em dialeto local Poke significa cortado em pedaços) não foi diferente. No Havaí, os pescadores, na volta de sua jornada, preparavam um prato com peixe cru temperado e cortado em cubos grandes, servido em uma tigela com arroz japonês.

O alimento é leve, saudável e fácil de preparar. Tem a cara dos dias de hoje:  é comprar, preparar, servir e comer. Em menos de 20 minutos está pronto para saborear.É menos forte  do que o ceviche (mais marinado) e, na minha opinião, mais saboroso que o temaki.

Pode-se usar atum, salmão, cebola, cebolinha, nori (ou outra alga), gergelim e molhos, que combinam sucos cítricos, óleo de gergelim, shoyu…

Aqui em casa o temos comido com frequência,incrementado, com abacate, manga, ovas e até castanhas, com ou sem arroz. O poke é rápido e fácil, mas tem um segredo: a qualidade dos ingredientes, que devem ser frescos.

Poke de salmão

Ingredientes

  • 120 gramas de salmão em cubos
  • 1/2 suco de limão
  • 1/2 suco de laranja
  • 10 folhas de alface de vários tipos
  • 1/2 fatia de abacate avocado
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
  • 1/2 colher (sopa) de óleo de gergelim
  • 1 punhado de cebolinha-verde picada
  • 1 pitada de gergelim
  • raspa de limão-siciliano a gosto
  •  Togarashi a gosto (pimenta japonesa; se não encontrar, troque por mix de pimentas calabresa, caiena e do-reino preta) – obs. usei o mix de pimenta – fica ótimo
Modo de preparo

 

  • Disponha o peixe por cima de modo que ocupe metade da área do utensílio.
  • Tempere com os sucos de limão e laranja e com as raspas de limão-siciliano.
  • Ao lado, coloque as folhas de alface e o avocado.
  • Tempere-os com shoyu, óleo de gergelim e cebolinha.
  • Finalize com a pitada de gergelim e o togarashi.

Sirva imediatamente.

*Receita adaptada de publicação na revista Cláudia , cedida por Felipe Scarpa, um dos sócios do restaurante Mr.Poke. Na receita original vai o arroz japonês. Nós optamos por retirar no nosso Poke porque queríamos diminuir a quantidade de carboidratos.

Autores na Cozinha: Ceviche de Camarão com Pitaya

Aproveitando que está na época de safra da Pitaya, resolvemos, em um dia quente, experimentar este delicioso ceviche. Quem preparou esta delícia foi a Gabriela Magalhães.

Exibindo 2017-02-13-PHOTO-00005374.jpg

INGREDIENTES

  • 400g de camarões médios limpos e descascados
  • 01 cebola roxa média picada finamente
  • 03 limões Taiti
  • 02 colheres das de sopa de coentro (picado)
  • 01 pitaya grande cortada e picada uniformemente
  • 01 tomate grande picado (pode ser sem pele e sem sementes ou não)
  • 01 pimenta dedo-de-moça picada
  • sal a gosto

MODO DE PREPARO

  • Em uma panela média coloque água com sal para ferver
  • Depois que já estiver fervendo coloque os camarões e espere que eles fiquem rosados, em torno de dois minutos
  • Escorra e lave em água fria
  • Corte os camarões em pedaços pequenos e adicione a cebola, o suco de limão, o coentro, a pitaya, o tomate, a pimenta, um pouquinho de sal e misture delicadamente.
  • Cubra e deixe na geladeira por uma hora aproximadamente
  • Sirva gelado

 

 

Gastronomia: A Temperatura Ideal do Seu Vinho – Frescura ou Bom Paladar ?

Você já reparou que às vezes a gente abre uma garrafa de vinho, prova um pouquinho, se esquece dele por uns minutos e quando volta a provar o vinho melhorou, ou piorou? Um dos motivos pode ser a temperatura. É impressionante a diferença que faz tomar um vinho na temperatura correta. Assim se você toma um vinho muito frio, ele não consegue liberar todos os seus aromas e mostrar a suas qualidades. Quando muito quentes, eles dão a sensação de ser mais alcoólicos e desequilibrados. Claro que quando se fala em temperatura ideal não estamos falando de temperatura exata. Aí já é frescura. Mas quando a diferença é de muitos graus ela pode ser marcante. Por exemplo, é comum servirem vinhos brancos à temperatura de 8 graus centígrados ou menos e aí ele fica com gosto  de ….nada ! Da mesma maneira às vezes nos servem um tinto à temperatura ambiente de 26-27 graus e aquele vinho morno fica intragável.

VEJA AS TEMPERATURAS RECOMENDADAS:

  • Tintos Encorpados : 19-20 graus Centígrados
  • Tintos mais leves: 16-18 graus Centígrados
  • Rosé, Brancos secos e encorpados : 11-13 graus Centígrados
  • Brancos leves e aromáticos e Jerez: 9-11 graus Centígrados
  • Champanhes e espumantes encorpados: 7-9 graus Centígrados
  • Brancos Doces e Espumantes mais leves: 7-8 graus Centígrados

Experimente e veja se não faz diferença!

(Fonte: Catálogo da Mistral – Novembro 2014)

escritopor2mauro

Gastronomia: o Fundo de Vegetais

Como se faz: Caldo de Legumes

Quer que seus cozidos fiquem mais saborosos? Tenha guardado em sua geladeira uma boa porção de fundo de vegetais. Um muito saboroso, usa uma base conhecida entre os chefs como mirepoix. Quer saber como preparar um mirepoix? É simples: pode-se usar qualquer vegetal, mas há algumas combinações clássicas:

BÁSICO:

Receita do mirepoix
50% de cebola
25% salsão
25% cenoura

Opção com alho poró
40% de cebola  + 20% salsão + 20% cenoura + 20% alho poró.

Para fazer o mirepoix você deverá cortar todos os ingredientes em tamanho uniforme . Para cocção rápida o tamanho deverá ser menor e mais fino e para cocção mais prolongada o tamanho deverá ser maior e mais grosso.

PREPARO:
Refogue a cebola em uma panela com azeite suficiente para revestí-los. Deixe caramelizar para sabores mais intensos.Acrescente as cenouras e caramelize, adicione o salsão assim que a a cebola e as cenoura estiverem douradas.

Como fazer fazer o fundo:

  1. Coloque todos os vegetais em uma panela funda.
  2. Cubra com os 4L de água e cozinhe em fogo baixo.
  3. Não deixe entrar em ebulição total.
  4. Desligue o fogo.
  5. Coe guarde sob refrigeração para usar em sopas, cremes, molhos ou guarnições.

escritopor2mauro

Gastronomia saudável. Você come ou finge comer?

Ontem fui a um restaurante aqui em BH que chama Projeto Sabor. Muito conhecido pela gastronomia saudável. Tenho certeza que a maioria dos belorizontinos já foi ou já ouviu falar nele.

O restaurante abre todos dias de 11:30h as 23:00h e fica no São Bento. O lugar é muito agradável, bom para casais, família e amigos, o ambiente é bem descontraído e o cardápio é muito variado (na minha humilde opinião).  No almoço ele é Self service, com uma variedade enorme tanto de comidas quentes quanto de saladas e ainda tem a chapa de grelhados.

No balcão frio, de saladas:

É composto por vários tipos de folhas, legumes e conservas. Igualzinho na foto:

self salada self frio 2

No balcão quente e chapa:

Sempre muito variado, é composto tanto de alimentos integrais quanto alimentos bem gordurosos. Assim como todo Self service, quem está buscando emagrecimento deve ficar de olho atento às opções que escolher. Na Chapa os grelhados são grelhados de verdade (tem uns lugares que o cozinheiro afunda seu franguinho no óleo quente e cisma que é grelhado). È muito rápido, eu sempre como salmão que é uma delícia. Fotos:

self quente 2 self quente

E à noite, tem o cardápio composto por:

– Sanduiches naturais

– Sanduiches não naturais

– Saladas

-Sucos naturais

-Açaí

-Risotos e massas e grelhados

-Milk shakes

O que eu achei interessante? Lá podemos montar o nosso prato, sanduiches quentes e sanduiches frios.

Enfim, estou aqui para fazer propaganda de restaurante em BH? Claro que não, citei o restaurante como exemplo, por que sempre vou nele, mas algo tem chamado muito a minha atenção. Vamos à parte que devemos estar atentos…

Além dessas delícias saudáveis, também encontramos opções muito gordurosas e ricas em sódio, e é aí que o bicho pega…não é porquê você está sentado em um restaurante voltado para gastronomia saudável, que não existem opções que podem aumentar umas gramas na balança.

Tem salada? Tem, mas tem batata frita também.

Tem frango grelhado? Tem, mas também tem filé mignon

Tem queijo cottage? Tem, mas também tem queijo tipo cheddar

Tem pão integral? Tem, mas também tem pão ciabata

Tem tomate? Tem, mas também tem tomate seco

O ponto que eu queria chegar era esse! Muitos estão optando por restaurantes saudáveis pois “está na moda”, o mundo fitness está mais em alta do que nunca, mas ao invés de se preocuparem com o que estão colocando no prato, a preocupação é na verdade com o status.  As minhas opções ontem foram uma salada de folhas com frango grelhado e um suco rosa (morango, framboesa e amora):

salada suco

E a opção de diversas pessoas que estavam sentadas ao meu lado foi um sanduiche com queijo tipo cheddar, carne de picanha, cebola caramelizada, batata frita e por aí vai…

hamburguer

Aí você conta pra todo mundo que agora só frequenta restaurantes de comida saudável que está fazendo atividade física, mas que não consegue emagrecer… a culpa é do restaurante? Não! Cabe a você fazer as escolhas corretas…então, aproveite o fato de estar sentado em um local que serve comida saudável de boa qualidade e coma-a!

hmaburguer

escritopor2gabriela