Receitas de papinha para o seu bebê: Doce e Salgada

Ontem falamos a respeito das papinhas de bebê e hoje não poderíamos faltar com as receitinhas né! Vamos lá…

Doce: Maçã, laranja, mamão papaia, banana nanica e pera

papinha

Ingredientes

1 maçã pequena sem casca cortada em cubos

Suco de ½ laranja

100 ml de água mineral

¼ xícara (de chá) de mamão papaia picado

½ banana nanica cortada em rodelas

1 pera pequena sem casca cortada em cubos

 Modo de preparo

Ferva a água e acrescente todos os demais ingredientes, cozinhando em fogo baixo até que as frutas fiquem bem macias. Passe pela peneira e sirva morninha.

Salgada: Carne, abóbora, batata e couve

bebe-comendo-papinha-grande

Ingredientes

1 colher (de sobremesa) de óleo vegetal

1 colher (de chá) de cebola picada

2 colheres (de sopa) de carne moída

1 batata pequena cortada em cubos pequenos

2 colheres (de sopa) de abóbora cortada em cubos pequenos

2 colheres (de sopa) de couve picada

Modo de preparo

Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola e a carne moída. Acrescente, em seguida, a batata e a abóbora. Cubra com água, tampe a panela e cozinhe até que todos os ingredientes estejam bem macios e com um pouco de caldo. Junte a couve e cozinhe por mais 5 minutos. Amasse todos os ingredientes com garfo e sirva.

escritopor2gabriela

Papinha de neném industrializada, pode?

Você mamãe de primeira, segunda, terceira viagem já deve ter se feito esta pergunta algumas vezes. Nós do Batata Frita resolvemos te responder que pode! Mas…

Sempre que possível, sempre, sempre prefira alimentos in natura. A questão aqui nem é a utilização de conservantes ou adição de sódio ou açúcar, já que as papinhas industrializadas para crianças são isentas destes aditivos. Elas também não preocupam em relação aos valores nutricionais: suas combinações são nutricionalmente adequadas, atingindo todas as necessidades do bebê de acordo com sua idade (geralmente na embalagem das papinhas é possível encontrar a idade indicada para cada formulação).

                         papinha_pronta   X  papinha_caseira

Então porque preferir papinhas in natura?

A explicação é simples. Você não prefere comer uma refeição com tempero caseiro, feita com carinho, que tem cheio e sabor diferentes das que você come na rua? Pois é, seu bebê também sente esta diferença. O alimento preparado na hora é mais gostoso, além disto a criança precisa aprender a explorar sabores e texturas diferentes, o que não é possível com uma formulação pronta, visto que elas tem limitação de sabores. Comer todo dia a mesma papinha industrializada é a mesma coisa de repetir todo os dias o mesmo prato de almoço: a variedade é importante para desenvolver na criança o gosto por sabores diferentes, permitindo que ela cresça com menos restrições alimentares. Além disto cozinhar é um carinho para a criança, mesmo que a refeição não tenha sido pela mãe.

Quando posso utilizar papinhas industrializadas?

O que tranquiliza na utilização destas papinhas é que não é preciso esquentar ou esfriar, podendo ser servida em temperatura ambiente, já que quando lacrada ela é totalmente estéril. Por isto estas formulações prontas são excelente opções para carregar em viagens ou em longos períodos fora de casa, por serem práticas e de fácil armazenamento. Elas também são boas opções para quando a família opta em almoçar em restaurantes ou fora de casa e não querem correr o risco de não encontrar nenhum prato que possa servir ao bebê.

Posso então usar as papinhas prontas?

Pode sim, mas lembre-se de priorizar sempre a alimentação in natura pelos motivos citados acima e deixar as papinhas prontas somente para um momento de praticidade.

escritopor2marina

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: