Regra 52 : Compre pratos e copos menores e mais três truques simples para comer menos.

 

10 Mind Tricks to Fool Yourself Into Eating Less - AOL Lifestyle

Continuando a tarefa de publicar as regras alimentares simples, esta é a regra número 52 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post). Até agora, quase todos os posts falaram sobre o que comer, a partir deste o assunto é como comer.

Regra 52 : Compre pratos e copos menores e mais três truques simples para comer menos.

 

Mas será que faz diferença ? Não só o tamanho do prato, mas também alguns pequenos truques. São todos úteis para os tempos de confinamento.

 

Cozinha Suja Desarrumado Fotos De Stock - Baixe 40 Fotos Royalty Free

1. Arrume a cozinha

Já pensou em manter sua cozinha mais arrumada ?

Em um trabalho de 2016, os pesquisadores de Cornell concluíram que um ambiente caótico e desordenado nos leva a comer tira-gostos desnecessários.

O estudo, publicado na revista científica Environment and Behavior, concluiu que nas cozinhas bagunçadas é mais fácil ingerir calorias em excesso. Observou-se que  mulheres estressadas deixadas em uma cozinha bagunçada comeram o dobro de calorias do que outro grupo na mesma cozinha quando esta estava organizada e silenciosa.

joao martins Arquivos - Página 5 de 5 - João Martins

2. Use pratos pequenos

Os mesmos pesquisadores analisaram também como o tamanho dos pratos pode influenciar na quantidade de alimentos que ingerimos.

Você já ouviu falar em “ilusão de Delboeuf” ?  Ele observou  que quando olhamos círculos concêntricos, o tamanho percebido do círculo interior muda quando se altera a circunferência do círculo exterior.

As 5 Ilusões de Ótica Mais Famosas De Todos Os Tempos Finalmente ...

A medida que o círculo exterior aumenta, a percepção é de que o círculo interior fica menor.Uma ideia parecida pode ser aplicada aos pratos que usamos no dia a dia: quanto maiores eles são, menor parece a porção de comida.

Pratos grandes podem fazer com que a quantidade de comida pareça menor, e os pequenos fazem o efeito contrário.

 

3. Atenção às cores

Em outro artigo os pesquisadores  investigaram o efeito que tem o contraste de cores sobre a quantidade que comemos.

Spaghetti with tomato sauce on red plate, with fork Stock Photo ...

Os participantes que comeram em pratos que tinham pouco contraste de cores (por exemplo, massa com molho de tomate em prato vermelho) se serviram com cerca de 30% a mais de comida do que aqueles que comeram em um prato branco.

O contraste de cores entre os pratos e a toalha de mesa ajuda a reduzir o tamanho das porções em até 10%.

Can colours REALLY suppress your appetite? | Daily Mail Online

Por isso, os pesquisadores sugeriram em seu artigo publicado no Journal of Consumer Research que pequenas mudanças no design da mesa podem ter um impacto sobre o quanto comemos.Se você quer comer menos, experimente então selecionar pratos que, por sua cor, contrastam com a cor da comida.

Pinterest: @jadeaubiin Instagram: @jade_aubin … | Cozinha ...

Se, pelo contrário, você quer comer mais vegetais e folhas verdes, prove servi-los em um prato verde.

4. Evite filmes tristes

Se você vai ver um filme e não quer engordar, fique longe dos filmes tristes.Um estudo do mesmo laboratório mostrou que os espectadores que viram filmes triste comeram entre 28% e 55% mais pipocas, tanto em um experimento de laboratório quanto em um pequeno cinema.

20 Sad Movies on Netflix You Should Watch! | factxo.com

Em um estudo anterior, os pesquisadores concluíram que os filmes de ação e aventura também levam os espectadores a ingerir mais calorias, mas apenas se elas estão ao alcance das mãos.

Para evitar o risco de que um filme te faça comer demais, o melhor é manter os snacks fora do alcance das mãos e, idealmente, bem longe do sofá.

Fontes:

  • Clutter, Chaos, and Overconsumption: The Role of Mind-Set in Stressful and Chaotic Food Environments. Vartanian LR, Kernan KM and Wansink B. Environment and Behavior. 2016 

PARA SABER MAIS:

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses.Ou os japoneses.Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar (Ler o post)

Regra 44: É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico (Ler post)

Regra 45: “Coma menos”(Ler o post)

Regra 46: Pare de comer antes de se sentir satisfeito (Ler o post)

Regras 47, 48 ,49,50 e 51 : Coma quando tiver fome, não quando estiver entediado … (Ler o post)

Receita: American Chop Suey

Healthy American Chop Suey in a bowl

Imagem1

Receita original de Healthy Seasonal Recipes

INGREDIENTES:

  • 340 g de massa integral (rotini, fusilli ou macarrão)
  • 6 dentes de alho amassados
  • 2  cenouras picadas
  • 2 talos de aipo picados
  • 2 cebolas médias picadas
  • 2 colheres de sobremesa de azeite de oliva
  • 450 g de carne de boi magra em tiras
  • 2 colheres de chá de ervas finas
  • 1 colher de chá de sal (ou à vontade)
  • 1/2 colher de chá de pimenta fresca (dedo-de-moça)
  • 1/2 copo de vinho tinto
  • 700 g de tomates tostados e esmagados

PREPARO

  • Leve uma panela grande de água para ferver.
  • Enquanto isso, coloque o alho no processador  e continue  até  ser picado.
  • Abra a tampa e adicione a cenoura e o aipo. Processe até que a cenoura e o aipo estejam bem picados.
  • Abra a tampa, adicione a cebola e pulse até que a cebola esteja picada.
  • Como alternativa, use uma faca para picar o alho, pique finamente a cenoura e o aipo e pique a cebola.
  • Aqueça o óleo em uma frigideira grande em fogo alto.
  • Desfie a ou carne e cozinhe, mexendo até dourar, 4 a 5 minutos.
  • Misture os legumes, tempero italiano, sal e pimenta e cozinhe, mexendo ocasionalmente até que os legumes estejam cozidos e dourados levemente, de 8 a 12 minutos.
  • Despeje o vinho e cozinhe até evaporar parcialmente, 2 a 3 minutos.
  • Misture o tomate e deixe ferver.
  • Reduza o fogo para ferver e cozinhe, mexendo ocasionalmente até que legumes fiquem macios, cerca de 5 minutos.
  • Enquanto isso, quando a água ferver, cozinhe o macarrão d
  • Drene.
  • Misture o macarrão e o molho e sirva polvilhado com salsa.

Se sobrar:  O molho (não misturado com a massa) pode ser guardado no freezer por 3 meses. As sobras podem ser reaquecidas no forno de microondas.

tabela nutricional

FATOS NUTRICIONAIS: Imagem1

  • Porção: 350 g
  • Calorias: 330
  • Carboidratos 49 g
  • Fibras: 7.6 g
  • Proteína: 20 g

Batata Saúde: Diminuir calorias ingeridas, faz bem, para quase qualquer um. Novas evidências

Resultado de imagem para pizza fatia

Estudos anteriores sugerem, há alguns anos,  vantagens para a saúde com uma menor ingestão de calorias por dia. Experimentos envolvendo  restrição calórica  tiveram sucesso em aumentar a expectativa de vida em cogumelos, moscas, vermes, peixes e mamíferos. Mas, a comprovação destes benefícios em humanos ainda carece de comprovação convincente. Agora, uma nova pesquisa dirigida pelo cardiologista e professor de Medicina William Kraus, da Universidade Duke, nos Estados Unidos volta ao tema, sugerindo a redução  para pessoas: gordas,  menos gordas, magras e menos magras.

Resultado de imagem para pomme de terre frite

A redução proposta pelo estudo gira em torno de 300 calorias por dia,  não exigindo grande sacrifício de nossa parte: bastaria cortar alguns alimentos ditos como de calorias vazias, como por exemplo:

  • uma porção de batatas fritas, ou
  • uma fatia de pão branco em cada uma das principais refeições,ou
  • 120 gramas de pizza, ou
  • quatro bolachas de chocolate,ou
  • três quartos de um Donut

A simples restrição diminuiria  significativamente  o risco cardiometabólico, a incidência de  colesterol LDL alto, excesso de gordura no sangue, baixo colesterol HDL, pressão arterial alta, resistência à insulina , além da obesidade.

Calerie website

A pesquisa (CALERIE (Comprehensive Assessment of the Long-term Effects of Reducing Intake of Energy) envolveu  218 adultos menores de 50 anos. Iniciada em 2002, com o intuito observar em adultos, o efeito da  diminuição em 25% da ingestão diária de calorias durante 24 meses. Ela conseguiu a redução média real de apenas 12%, ainda assim, até agora (a pesquisa continua em andamento), observou-se:

  • redução de  10% de  peso, a maior parte (71%) em gordura,
  • melhoras evidentes nos registros que medem o risco de doença metabólica.
  • melhora dos níveis de colesterol,
  • melhora do níveis de pressão arterial,
  • de lipídios plasmáticos,
  • de proteína C reativa de alta sensibilidade (um marcador de risco para doenças cardiovasculares|)
  • de glicose, entre outros marcadores de risco cardiovascular.

As conclusões foram publicadas no The Lancet Diabetes & Endocrinology

O ponto mais interessante, é a ênfase nas mudanças metabólicas, favorecidas pela restrição de calorias, como objetivo principal do tratamento, no lugar da perda de peso, frequentemente associada ao fracasso.

A mudança do paradigma perda de peso para o conceito de equilíbrio metabólico, embora lógico, ainda não é devidamente valorizado nem pelos médicos, nem pelos pacientes.

A restrição calórica não deve ser praticada sem orientação médica ou nutricional. Ela  deve preferencialmente envolver calorias procedentes de produtos com pouco valor nutricional  preservando a ingestão de grãos inteiros, integrais, hortaliças, vagens, frutas, vegetais, além de fontes proteicas de qualidade.

Resultado de imagem para juice

As calorias excluídas preferencialmente devem prover  de:

  • açúcares, cereais refinados,
  • alimentos carentes de fibra e de absorção rápida,
  • sucos, também carentes de  fibra e com excesso de açúcar,
  • produtos processados ricos em gorduras saturadas e trans, ruins para a saúde e ineficazes em gerar saciedade

Organização Mundial da Saúde (OMS), lista como principais causas de morte neste século, a diabetes, enfermidades cardíacas, câncer, infarto e  Doença de Alzheimer. Ela ainda reconhece a restrição calórica, sem desnutrição, como uma estratégia muito promissora para adiar o começo e o progresso dessas doenças metabólicas.

LEIA MAIS:

  1. CALERIE NETWORK
  2. Kraus WE et al. 2 years of calorie restriction and cardiometabolic risk (CALERIE): exploratory outcomes of a multicentre, phase 2, randomised controlled trial. 

  3. Luca Liberale, Fabrizio Montecucco, Jean-Claude Tardif, Peter Libby, Giovanni G Camici Inflamm-ageing the role of inflammation in age-dependent cardiovascular disease. 

Regra 46: Pare de comer antes de se sentir satisfeito

Resultado de imagem para satiety

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 46 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post). Até agora, quase todos os posts falaram sobre o que comer, a partir deste o assunto é como comer.

 

Regra 45 : “Pare de comer antes de se sentir satisfeito”

O costume hoje é o de comer até se fartar. O problema é que raramente nos fartamos. Aliás, hoje em dia raramente comemos quando temos fome. O mais comum é “comer porque está na hora”,  “porque depois não vou ter tempo”, “porque estão todos comendo”, “para comemorar”, “porque posso ficar com fome depois”, “porque estou ansioso”, “porque estou com pressa”….O fato é que raramente obedecemos o nosso apetite e quando obedecemos não observamos a nossa saciedade.

Mas isto nem sempre foi assim.

Resultado de imagem para hara hachi bu

Os japoneses têm um ditado que diz “hara hachi bu” (A regra dos 80%). É simples: levante-se da mesa ao ter comido cerca de 80% do prato. Como diz o ditado japonês: “Oito partes de um estômago cheio sustentam o homem, as outras duas sustentam o médico”. 

A tradição aiurvédica da India aconselha comer até estejamos 75% saciados e o profeta Maomé dizia que a barriga cheia continha: 1/3 de comida, 1/3 de líquidos e 1/3 de vento (ou seja 67% de repleção). Não é por acaso que, talvez, você se lembre de sua dizendo que você deveria deixar a mesa ainda com um bocadinho de fome.

A dica : Tente parar de comer quando sentir que a fome passou

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses.Ou os japoneses.Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar (Ler o post)

Regra 44: É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico (Ler post)

Regra 45: “Coma menos”(Ler o post)

Regra 45:…Coma menos.

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 45 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post). Até agora, quase todos os posts falaram sobre o que comer, a partir deste o assunto é como comer.

 

Regra 45 : “…Coma menos”

 

Quase ninguém vai gostar deste conselho. Mas na verdade existem grandes evidências, cientificamente comprovadas, de que comer uma quantidade menor de calorias, independente de estarmos ou não acima do peso, aumenta a nossa expectativa de sobrevivência.

Resultado de imagem para caloric restriction

Como assim? Passar fome faz bem ? 

Talvez, dentro de certos limites. A restrição calórica demonstrou retardar o ritmo de envelhecimento em todos os animais estudados. Além disto, sabe-se hoje que há forte evidência da associação entre dieta e câncer. Mais de uma dezena de tumores malignos têm alguma relação com a obesidade. e a alimentação desregrada.

O aumento do peso não é a única consequência do comer em excesso. As alterações metabólicas causadas pelo excesso de alimentação são especialmente deletérias à saúde.

O mais interessante é que embora pouco divulgado o tema é amplamente estudado há mais de 80 anos. Os primeiros trabalhos remontam a 1935 (McKay ) utilizando camundongos. Estes achados depois foram confirmados em estudos com leveduras, moscas, vermes e primatas. E porque passar fome pode ser bom?

As hipóteses são várias e não vamos discuti-las  aqui (voltaremos ao assunto da restrição calórica oportunamente em outro post), mas vamos citar algumas:

  • Redução da oferta de glicose, da produção de insulina e de tecido adiposo branco
  • Redução da produção de radicais livre e de danos oxidativos
  • Ativação das sirtuínas (proteínas envolvidas no controle energético e longevidade)

 

“A restrição calórica parece ser capaz de induzir diversas alterações endócrino metabólicas, benéficas para a saúde dos modelos experimentais
nos quais foi testada, inclusive promovendo a redução dos riscos para bo
desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis. Seus
mecanismos de ação vêm sendo estudados de forma intensa, para que se possa descobrir a melhor forma de aplicá-los. Em modelos experimentais sua eficácia já foi comprovada, porém, nos seres humanos seus benefícios ainda não foram totalmente comprovados e necessita-se da realização de mais estudos para se chegar a conclusões definitivas a respeito do tema em questão.” – Benedetti et al.

 

Assim, que tal pensar duas vezes antes de repetir aquela macarronada ou a feijoada do sábado à tarde ?

  1. McCay CM, Crowell MF, Maynard LA. The effect of retarded growth upon the length of life span and upon the ultimate body size. J Nutr. 1935;10:63–79
  2. Benetti F ,Wegner E, Simoni D, Volkweis H, Soder TF. Restrição calórica x longevidade: bases científicas para uma vida longa e saudável. Rev. Inter.Est.Sau.v.5, n.1 (11), 2016. (link)

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses.Ou os japoneses.Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar (Ler o post)

Regra 44: É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico (Ler post)

Regra 44 : “É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico”

Resultado de imagem para preço da comida

 

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 44 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post). Até agora, quase todos os posts falaram sobre o que comer, a partir deste o assunto é como comer.

 

Regra 44 : “É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico”

 

A princípio este pode parecer um mau conselho: como assim, vou pagar mais caro para comer menos ? Assim como acontece em outras situações, com a comida também existe uma relação custo-benefício. Aqui nem sempre a quantidade de calorias ingeridas tem a ver o prazer ou a experiência alimentar que uma refeição pode nos oferecer. Nos últimos anos, a indústria alimentar preocupou-se muito em aumentar as quantidades e reduzir preços. Campanhas publicitárias enfocam em que comer dois hambúrgueres pelo preço de um dobra o seu prazer ou que nossa embalagem tem mais 100 gramas pelo mesmo preço. Mas, será realmente que levamos vantagem nestas ofertas generosas ?

 

Habitualmente, ao menos nos grandes centros urbanos, os melhores alimentos, em termo de sabor ou qualidade nutricional são mais caros, porque foram cultivados ou criados de forma menos intensiva e mais cuidadosa. É verdade, que nem todo mundo tem acesso a alimentos desta categoria, mas vamos a alguns dados:

 

  • Segundo pesquisa do IBGE, 34% dos brasileiros gastam com alimentação fora de casa, sendo gastos, em média, 25% da sua renda em refeições fora do lar. Em média, uma família brasileira gasta R$ 428 por mês com sua alimentação dentro de casa e chega a gastar até R$ 189 por mês para comer em restaurantes.
  • Enquanto os americanos gastam apenas cerca de 10% de sua renda com comida, a última coleta de dados de pesquisa de orçamento familiares(POF), em 2008/2009, feita pelo IBGE mostrou que os brasileiros gastam em média 18% á 25% com alimentação.
  • Comer no Brasil ainda é caro, mas se você vai gastar cerca de um quarto do que ganha com comida, valem algumas dicas, para melhorar a qualidade do que você come:

 

    • Sempre que possível, não comer fora de casa ou recorrer à velha e boa refeição levada de casa.
    • Fazer lista para ir ao supermercado
    • Comprar nos dias de promoções do supermercado ou de preferência nos mercados
    • Comprar no atacado
    • Não comprar somente pela marca
    • Substituir alimentos caros
    • Não levar as crianças, quando for comprar comida
    • Comprar frutas e verduras na feira e somente a quantidade que vai usar
    • Não comprar enlatados
    • Não comprar congelados
    • Comer as frutas em vez de tomar os sucos
    • Se for beber, beba mais sucos naturais e não adoçados e nem industrializados
    • Dispensar refrigerantes

Resultado de imagem para buying food

Já que o gasto com alimentação é tão grande e importante, que tal ter cuidado na hora de comprar ? Nem sempre a comida mais barata é a melhor. Talvez, pelo mesmo valor você possa comprar uma menor quantidade de um alimento mais saudável e de melhor qualidade alimentar. Como estes alimentos são geralmente mais saborosos, pois foram mais cuidadosamente trazidos até você, você poderá se contentar com uma quantidade menor e comer menos.

E lembre-se do que diziam nossos avós: “É melhor pagar ao dono da mercearia do que ao médico”

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar (Ler o post)

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar

vin rouge

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 43 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

 

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar

O vinho é parte integrante das dietas francesas e mediterrâneas, tão exaltadas por suas virtudes. Embora os malefícios do consumo exagerado do álcool sejam um importante problema de saúde pública, não há como negar, diante de evidências científicas acumuladas nos últimos anos, que o consumo moderado de álcool é benéfico para a saúde. Qualquer tipo de bebida alcoólica parece diminuir o risco de ataque do coração, mas os polifenóis do vinho tinto (resveratrol, em particular) podem ter características extra de proteção.

A maioria dos especialistas recomenda, no máximo, duas doses por dia para homens e uma para mulheres.  Mas atenção, os benefícios podem depender do padrão de consumo e da quantidade de álcool ingerido.

  • Beber um pouco diariamente é melhor que beber muito nos fins de semana.
  • Beber enquanto se come é melhor que beber de estômago vazio.

 

 

A verdade é que ciência ainda não entende bem este paradoxo entre os malefícios e os benefícios do álcool sobre a saúde geral dos indivíduos . Até lá, recomenda-se que se siga esta regra com cautela.

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais

 

Resultado de imagem para proteina texturizada de de soja

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 42 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

“Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais”

Imagem relacionada

Só para lembrar que é bom ter cautela com as novidades, afinal, como diz o ditado popular :  ” prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém. As dietas geralmente fazem parte de um processo evolutivo. Aquela determinada população, daquela região, com a quele clima, foi selecionada, através de seleção natural para se beneficiar  daquele tipo de alimentação.

Os produtos de soja são um bom exemplo. Na Ásia, especialmente, há várias gerações, as pessoas comem soja, seja na forma de tofu (uma espécie de queijo) , shoyu (molho de soja) ou tempeh (alimentado fermentado à base de soja). Hoje em dia, encontramos alimentos com inovações como isoflavonoides de soja, proteina texturizada de soja e óleos de soja parcialmente hidrogenados. Ma, serão estes novos alimentos saudáveis e seguros ? Há controvérsias : como disse um cientista senior da FDA (Food and Drug Administration) : ” a convicção de que os novos produtos de soja são seguros se baseia mais na crença do que em dados concretos.”

 

,

como diz Pollan: ” …até que dados claros estejam disponíveis é melhor comer soja preparada à moda asiática tradicional que segundo as novas receitas idealizadas por cientistas da alimentação.”

 

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

O Nosso Post Mais Acessado: Vegetais Crucíferos, o que são? Qual a sua importância?

Resultado de imagem para cruciferos

Post escrito por Gabriela Pando e publicado em 23/11/2013

 

Couve-flor, espinafre, brócolis, nabo, rúcula, agrião, mostarda rabanete e couve de Bruxelas são também conhecidos como vegetais crucíferos. Já comprovados cientificamente, esses vegetais possuem além de vitaminas e minerais, substâncias com propriedades anticarcinogênicas.

Esses vegetais possuem compostos fitoquímicos chamados glucosinolatos que são importantes para a saúde pois conferem proteção para as células durante o estresse oxidativo e ativam enzimas de detoxificação hepática.

Mas, como nem tudo na vida é perfeito, os glucosinolatos precisam de uma enzima hidrolítica para “se soltarem”. Um dano físico no tecido vegetal como lesão, mastigação ou preparo para o consumo, já é suficiente para que a enzima entre em contato com o substrato, desencadeando assim o processo de hidrólise (o processo para “soltar” o composto)

Resultado de imagem para nabo

Os produtos finais dessa hidrólise resultam nos compostos isotiocianatos que apresentam propriedades anticarcinogênicas e são responsáveis também pelo sabor e odor característico desses vegetais.

 

Vários fatores interferem na quantidade de isotiocianatos presentes nesses vegetais, tais como fatores genéticos, ambientais, período pós-colheita, armazenamento, processo térmico adotado para o preparo, dentre outros.

Vou falar um pouco a respeito do processo térmico que está mais dentro da minha área, quanto aos demais aspectos, temos os profissionais capacitados para tais…

 

Resultado de imagem para brocolis in boiled water

A quantidade de água na cocção e a temperatura da água no momento do cozimento do vegetal interferem diretamente nos níveis de glucosinolatos, causando não só a perda desses fitoquímicos, mas também de co-fatores enzimáticos como ácido ascórbico e ferro. Já o cozimento no vapor causa um efeito contrário, promovendo maior liberação dos isotiocianatos e mantendo os co-fatores enzimáticos. O efeito do cozimento utilizando o forno micro-ondas é bem parecido com o cozimento no vapor – ao se tratar das propriedades do alimento – mas eu particularmente prefiro no vapor, o vegetal fica mais bonito.

Assim, fica claro que os vegetais crucíferos, quando cozidos no vapor, trazem inúmeros benefícios para a nossa saúde. Embora a quantidade ideal a ser consumida para a prevenção de doenças ainda não tenha sido estabelecida, converse com o seu nutricionista. Ele é o profissional que vai te orientar quanto as quantidade que você precisa consumir. Cada caso é um caso.

Relacionado

Nutrição: o que é mito e o que é verdade?

Em “Batata e Saúde”

Regras da Comida: Regras Números 22 a 25:Que tipo de comida devo comer ? Parte 1

Em “Batata e Saúde”

Óleo – Marca, qualidade ou quantidade?

Em “Curiosidades”

Publicado em Batata e Saúde, Curiosidades por Marina Silva. Marque Link Permanente. Editar

E a repercussão:

9 respostas em “Vegetais Crucíferos, o que são? Qual a sua importância?”

  1. Excelentes observações, obrigada!
  2. Os crucíferos são bociogênicos? o Ideal é seu consumo 2 a 3 vezes na semana?
  3. MARIA LUIZA SIQUEIRA em 27 de outubro de 2015 às 12:13 disse: EditarComentar ↓
  4. Marina, eu sou avó e tenho notado vícios alimentares nas crianças de hoje, muito mais que nos anos 70, 80… Chamo de vícios porque criam dependências. Muitos crianças não aceitam alimentos comuns e saudáveis da nossa cultura. Não acho que comer guloseimas em festinhas ou com pouca frequência venha a estimular essa dependência. Há escolas que são boas exceções no que se refere à alimentação de seus alunos. Tomara que deixem de ser exceções. No geral, não seguem critérios de uma alimentação saudável. Nem mesmo o que os pais escolhem para a lancheira. Não defendo, nem consumo a alimentação macrobiótica. Mas, oferecer às crianças biscoitos recheados, refrigerantes, salgadinhos com muito sal e gordura todos os dias… É o que tenho visto em público: nos parques, áreas comuns de condomínios, praias, clubes… Muito raramente são oferecidos frutas, sucos e outros alimentos saudáveis. E isso as crianças aceitam “numa boa”. Interpreto como uma questão de hábito.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: