Ceviche, uma boa opção?

Claro! Vamos ver?

ceviche

O ceviche é um prato de origem peruana baseado em peixe cru marinado no limão. Considerado formalmente como patrimônio cultural da nação. Sua história remonta a épocas pré-colombianas.  Desde há 2.000 anos, no antigo Peru, se prepara um prato de peixe fresco que era cozinhado com o suco fermentado de uma fruta local. Porém, há crônicas que indicam que o peixe era consumido com sal e pimenta. Depois, com a colonização espanhola, foram acrescentados dois ingredientes tipicamente mediterrâneos: a laranja azeda e a cebola. Em meados do século XX, apareceu na capital peruana uma nova forma de cozinhar ceviche, trocando a laranja azeda por limão suave e reduzindo, assim, o tempo de marinada. Atualmente esta é a receita seguida em Lima.

É essencial  que o pescado seja branco, sem muita gordura e de carne firme. Podem ser usados tambám para compor o prato, o camarão e a lagosta

.camaraolagostapescado

Outros ingredientes “obrigatórios”, pelo menos no Peru onde é considerado o “prato nacional”, são a cebola e o piri-piri ou pimenta (no sentido brasileiro). Ingredientes acessórios, mas aparentemente muito importantes naqueles países, são o abacate, o milho, ou a batata-doce, ou seja, um “legume” para dar mais “consistência” ao prato. A salsa, o coentro e outros “cheiros verdes” também são quase sempre utilizados.

batatadocecebolacoentro gengibrelimaomilho pimentaPode servir como entrada, acompanhado com pipoca, bolachas de água e sal, tortilhas mexicanas, batatas fritas ou pão. Ou pode ser o prato principal duma refeição, acompanhado com batatas “portuguesas” ou doces cozidas, ou milho cozido. Eu sugiro o ceviche com as tortilhas mexicanas de entrada, fica muito gostoso, leve e pouco calórico. Falando em calorias, vamos ás propriedades nutricionais da preparação (claro que vou dar uma receitinha também né…rss)

cevilhetortilhas

01 porção:

173kcal, sendo 28g de proteínas, somente 1,9g de gorduras (0,4g saturada) e 9g de carboidratos.

Basicamente, as calorias do ceviche provém da proteína, a preparação tem pouca gordura e pouco carboidrato. A presença do limão ainda a torna rica em vitamina C e ingredientes como gengibre e pimenta apresentam propriedades funcionais como efeito termogênico e antiinflamatório!

Mas nem tudo são rosas… como para a receita ficar boa o peixe tem que ser comprado fresco e feito no dia, devemos tomar muito cuidado com o local que vamos comprá-lo:

Onde comprar
É um pouco arriscado comprar peixes em feiras livres, onde normalmente não existem condições ideais de conservação do peixe – a menos que você tenha um fornecedor de confiança. Melhor adquiri-los em peixarias e supermercados.

Primeiros passos
Peça ao peixeiro que já venda o produto limpo e cortado de acordo com sua receita.

Ateção na hora da compra
Para descobrir se o peixe está fesco, basta prestar atenção nas seguintes regrinhas: o olho tem que estar vivo, brilhante; as guelras laterais, rosadas; o lombo com a textura de um antebraço humano; e a película interna da barriga deve estar inteira.

Agora vamos à receita:

ceviche-31

Rendimento: 1 ceviche (individual)

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes:
7 limões (só o suco)
1 colher (chá) de coentro (picado finamente)
1 folha de alface
½ colher (chá) de salsão (picado finamente)
3 rodelas de batata doce (cozida e sem casca)
1 colher (chá) de pimenta dedo-de-moça (picado finamente)
½ colher (chá) de gengibre (ralado)
½ cebola roxa (cortada em julienne, sem o miolo)
½ dente de alho (ralado)
1 colher (sopa) de milho verde (cozido, só os grãos)
4 camarões grandes (limpos e cozidos, sem casca nem cabeça)
½ lula (cozida e cortada em anéis)
200g de peixe branco cortado em cubos (corvina, robalo, olho de boi, dourada, pescada)
Sal e pimenta-do-reino (a gosto)

Modo de preparo:
Mantenha a cebola em água gelada até utilizar. Coloque o peixe em um bowl e tempere com sal, pimenta-do-reino, gengibre, alho, salsão, pimenta, gelo e a metade do coentro. Misture bem e deixe marinar por 2 minutos. Prepare o prato para montagem: coloque no fundo a folha de alface bem lavada. Acima dela, as rodelas de batata doce e o milho verde. Volte para a preparação, coloque dentro do bowl do peixe, a cebola roxa (sem água) e o limão. Misture bem e sirva. Finalmente decore com os camarões, a lula e salpique o resto da pimenta e coentro por cima do ceviche.

Espero que tenham gostado!!!

bon apetit! 😉

escritopor2gabriela

Produtos PRANIC

foto 1 (3)

Hoje eu vou contar uma historinha pra vocês…

Semana passada (sexta-feira) eu fui ao super nosso gourmet para fazer umas comprinhas para ir á fazenda. Uma mulher chamada Karla (muito simpática por sinal) me abordou no supermercado e me convidou para uma degustação dos seus produtos. Experimentei um canelone de abobrinha ao molho branco, sem glúten e achei uma delícia. Comprei o produto e algo me chamou atenção nas informações nutricionais: gordura saturada 0g. Quem tem o costume de ler o rótulo dos alimentos está careca de saber que produtos com queijo e molho branco possuem uma quantidade de gordura saturada bem generosa. Pois bem, entrei em contato com o pessoal da PRANIC para saber o segredo deles (curiosa eu né?rsss…). Primeiramente conversei com a Marina (uma fofa) que repassou a minha dúvida para a nutricionista responsável que chama Daniela. A Dani (já to íntima…) me contou que a quantidade de queijo minas padrão que vai na preparação é muito pouca e que o molho branco deles é feito com leite aromatizado e sem gordura, não vai nem manteiga! O segredinho da consistência ela me contou, mas só vou deixar claro aqui que o produto realmente é 0g de gordura saturada com ingredientes super confiáveis – não vou sair por aí espalhando o segredo deles né gente!

Depois de terem sido super atenciosas comigo, ainda recebi toda a linha de produtos deles em casa para degustação! E adivinhem só???Todos os produtos são 0g de gordura saturada (também fiquei com essa cara e a água na boca que você está).

Gostei de tudo! E o melhor… os produtos usados são orgânicos e não utilizam carnes, ovos ou conservantes (lembro que não sou contra o consumo de carnes e ovos, mas para quem não os consome, está difícil achar comidinhas gostosas)! O glúten não está presente no canelone, no burguer de quinoa e no cuscuz. Mas o kibe, o medalhão e o burguer de tempeh o possuem.O fato de utilizarem os produtos orgânicos como ingredientes, encarece um pouco a preparação, mas na minha opinião vale a pena comprar algo mais caro e de boa qualidade. Deixa eu mostrar eles pra vocês:

foto 4foto 1foto 3 (2)foto 2foto 2 (2)foto 1 (2)

Lembrem que eu sou nutricionista tá gente e não fotógrafa (deu pra perceber né..rss). O blog deles para quem quiser saber mais…

http://pranicgourmet.blogspot.com.br/

Gostaria de deixar claro que este post foi feito para apresentar os produtos, pois achamos sua qualidade muito boa quando comparado a outros produtos que existem no mercado. Não ganhamos nada em troca, somente a satisfação dos leitores aqui e no instagarm (@batatafritapode)!!! E fiquem atentos, pois vem mais produtos por aí!

Até amanhã!

escritopor2gabriela

Dica de aplicativo

Aqui no Batata a gente fala de saúde, de comida, de atividade física, de música, de livro e porquê não falar também de aplicativos legais que a gente usa?

A dica de hoje é para quem gosta de apreciar uma boa cerveja diferente e poder compartilhar suas opiniões sobre o que anda provando. É uma maneira de se tornar um “cervejeiro” amador, dividindo com outros amadores (e experts!) sua opinião.

untappd

O aplicativo chama Untappd e permite que você avalie as cervejas que anda provando num banco de dados de várias marcas de todo o mundo. Mas e se você não achar a cerveja que está bebendo? Ele te dá a opção de cadastro da marca! No aplicativo você dá nota, opinião, registra a foto da garrafa e ainda pode sugerir o que acompanha sua gelada no momento da avaliação.

O defeito? O aplicativo é todo em inglês, então se você não é fluente na língua talvez ele não seja tão divertido quanto para os fluentes.

No nosso papel de nutricionistas vale lembrar que quanto maior o teor alcoólico da bebida maior é seu valor calórico, portanto vale degustar com moderação e sempre combinando pratos ou petiscos mais leves, para poder aproveitar sem culpa!  

escritopor2marina

Macarrão com Abobrinha e Iogurte

71b97-tabela

Geralmente no domingo é dia de almoçar com a família e lá vem o desespero: Um milhão e meio de calorias e gramas de gordura a mais no seu corpitcho que foi tão suado durante a semana! Acho isso uma sacanagem, rsss…então aqui vai a minha sugestão para seu almoço do domingo! Estou postando hoje para não ter desculpa tipo: “eu não tinha os ingredientes” ou “eu não me programei”.

Essa receita na forma original leva também o caldo de legumes como ingrediente. Eu prefiro essa versão. O caldo de legumes tem muito sódio e ainda deixa aquele gostinho artificial na comida. Espero que gostem:

receita-macarrao-abobrinha

Ingredientes

. 300 g de talharim ou outra massa longa
. 2 abobrinhas
. 2 colheres (sopa) de manteiga
. 1 cebola média picada
. 1 pote de iogurte natural
. Sal a gosto
. Pimenta-do-reino a gosto
. 2 colheres (sopa)  de salsa picada
. 1 colher (sopa) de cebolinha picada
. 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Modo de preparo

Cozinhe o talharim al dente (macio, porém firme) e reserve. Rale as abobrinhas na parte grossa do ralador. Reserve. Em uma panela aqueça a manteiga, doure a cebola, junte  o iogurte, a abobrinha, o sal e a pimenta-do-reino. Misture levemente e deixe no fogo brando durante três minutos ou até aquecer bem. Desligue o fogo e acrescente o talharim. Salpique com a salsa, a cebolinha, o queijo parmesão e sirva em seguida.

Preparo: Rápido (até 30 minutos)
Rendimento: 4 porções
Dificuldade: Fácil
Categoria: Massa
Calorias: 276 por porção

Bon apetit!

escritopor2gabriela

Gastronomia saudável. Você come ou finge comer?

Ontem fui a um restaurante aqui em BH que chama Projeto Sabor. Muito conhecido pela gastronomia saudável. Tenho certeza que a maioria dos belorizontinos já foi ou já ouviu falar nele.

O restaurante abre todos dias de 11:30h as 23:00h e fica no São Bento. O lugar é muito agradável, bom para casais, família e amigos, o ambiente é bem descontraído e o cardápio é muito variado (na minha humilde opinião).  No almoço ele é Self service, com uma variedade enorme tanto de comidas quentes quanto de saladas e ainda tem a chapa de grelhados.

No balcão frio, de saladas:

É composto por vários tipos de folhas, legumes e conservas. Igualzinho na foto:

self salada self frio 2

No balcão quente e chapa:

Sempre muito variado, é composto tanto de alimentos integrais quanto alimentos bem gordurosos. Assim como todo Self service, quem está buscando emagrecimento deve ficar de olho atento às opções que escolher. Na Chapa os grelhados são grelhados de verdade (tem uns lugares que o cozinheiro afunda seu franguinho no óleo quente e cisma que é grelhado). È muito rápido, eu sempre como salmão que é uma delícia. Fotos:

self quente 2 self quente

E à noite, tem o cardápio composto por:

– Sanduiches naturais

– Sanduiches não naturais

– Saladas

-Sucos naturais

-Açaí

-Risotos e massas e grelhados

-Milk shakes

O que eu achei interessante? Lá podemos montar o nosso prato, sanduiches quentes e sanduiches frios.

Enfim, estou aqui para fazer propaganda de restaurante em BH? Claro que não, citei o restaurante como exemplo, por que sempre vou nele, mas algo tem chamado muito a minha atenção. Vamos à parte que devemos estar atentos…

Além dessas delícias saudáveis, também encontramos opções muito gordurosas e ricas em sódio, e é aí que o bicho pega…não é porquê você está sentado em um restaurante voltado para gastronomia saudável, que não existem opções que podem aumentar umas gramas na balança.

Tem salada? Tem, mas tem batata frita também.

Tem frango grelhado? Tem, mas também tem filé mignon

Tem queijo cottage? Tem, mas também tem queijo tipo cheddar

Tem pão integral? Tem, mas também tem pão ciabata

Tem tomate? Tem, mas também tem tomate seco

O ponto que eu queria chegar era esse! Muitos estão optando por restaurantes saudáveis pois “está na moda”, o mundo fitness está mais em alta do que nunca, mas ao invés de se preocuparem com o que estão colocando no prato, a preocupação é na verdade com o status.  As minhas opções ontem foram uma salada de folhas com frango grelhado e um suco rosa (morango, framboesa e amora):

salada suco

E a opção de diversas pessoas que estavam sentadas ao meu lado foi um sanduiche com queijo tipo cheddar, carne de picanha, cebola caramelizada, batata frita e por aí vai…

hamburguer

Aí você conta pra todo mundo que agora só frequenta restaurantes de comida saudável que está fazendo atividade física, mas que não consegue emagrecer… a culpa é do restaurante? Não! Cabe a você fazer as escolhas corretas…então, aproveite o fato de estar sentado em um local que serve comida saudável de boa qualidade e coma-a!

hmaburguer

escritopor2gabriela

Nutriarte/Dia Do Nutricionista

Tem blog novo na nossa lista de recomendações!

Nossas queridas eternas professoras Alessandra Torres e Maria Rita agora tem um blog sobre o trabalho de educação nutricional que elas fazem. Dá uma olhada sempre lá: http://nutriarte-nutricao.blogspot.com/

A nossa também querida Marina Nogueira, colaboradora do batata, também colabora nesse trabalho! Mais um motivo pra dar um pulo lá!

A foto é da Alessandra Torres mesmo!

É a nutrição ganhando força nos blogs, boa notícia para o Dia do Nutricionista! Parabéns para nós!

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: