Gastronomia: A Temperatura Ideal do Seu Vinho – Frescura ou Bom Paladar ?

Você já reparou que às vezes a gente abre uma garrafa de vinho, prova um pouquinho, se esquece dele por uns minutos e quando volta a provar o vinho melhorou, ou piorou? Um dos motivos pode ser a temperatura. É impressionante a diferença que faz tomar um vinho na temperatura correta. Assim se você toma um vinho muito frio, ele não consegue liberar todos os seus aromas e mostrar a suas qualidades. Quando muito quentes, eles dão a sensação de ser mais alcoólicos e desequilibrados. Claro que quando se fala em temperatura ideal não estamos falando de temperatura exata. Aí já é frescura. Mas quando a diferença é de muitos graus ela pode ser marcante. Por exemplo, é comum servirem vinhos brancos à temperatura de 8 graus centígrados ou menos e aí ele fica com gosto  de ….nada ! Da mesma maneira às vezes nos servem um tinto à temperatura ambiente de 26-27 graus e aquele vinho morno fica intragável.

VEJA AS TEMPERATURAS RECOMENDADAS:

  • Tintos Encorpados : 19-20 graus Centígrados
  • Tintos mais leves: 16-18 graus Centígrados
  • Rosé, Brancos secos e encorpados : 11-13 graus Centígrados
  • Brancos leves e aromáticos e Jerez: 9-11 graus Centígrados
  • Champanhes e espumantes encorpados: 7-9 graus Centígrados
  • Brancos Doces e Espumantes mais leves: 7-8 graus Centígrados

Experimente e veja se não faz diferença!

(Fonte: Catálogo da Mistral – Novembro 2014)

escritopor2mauro

Anúncios

Vinus: Vinho a Verdadeira Bebida Gourmet

Artigo transcrito do Catálogo da Mistral, Outono 2013, pg.38

.

Não é por acaso que o vinho é , há milhares de anos, a bebida preferida para acompanhar uma refeição. Quando combinamos a comida com uma ou duas taças de vinho, a acidez e os taninos do vinho ajudam a cortar a gordura, (ou o seu gosto excessivo) deixando a comida mais leve e a digestão mais fácil – sem falar nas harmonizações bem feitas que podem realmente deixar um prato normal delicioso
Estudos mostram que o teor alcoolico moderado do vinho ativa rapidamente as funções do fígado, ajudando a processar a gordura e o álcool, e fazendo com que as 68 calorias , em média, de uma taça de 100 ml de vinho tinto (valor menor do que de um copo de suco de laranja) engordem menos do que se imagina.

É claro que outras bebidas podem combinar bem com a comida, mas ao final da refeição parece que alguma coisa pesou um pouco mais , ou foi excessiva.É pela falta de acidez e taninos  que as cervejas, por exemplo, deixam a pessoa empapuçada com a comida, com a sensação de ter comido o dobro, embora não pesem quando comemos apenas alguns petiscos.

Faça a experiência: tome uma taça de vinho em seu almoço do dia a dia e repare com terminará a refeição mais leve e mais disposto

Vinus: Nossa coluna para os apreciadores de um bom vinho

Para os  apreciadores do bom vinho chileno:

Guia Descorchados 2013: os melhores do Chile!

O Guia de Vinhos Descorchados publicou sua edição 2013. O campeão deste ano na categoria de vinhos tintos foi o Domus Aurea 2008, produzido pela vinícola Clos Quebrada de Macul com uvas cabernet sauvignon, merlot e cabernet franc provenientes de Macul, área mais nobre do Vale do Maipo. Já o vencedor nos brancos foi o Casa Marín Cipreses Vineyard Sauvignon Blanc 2011, que aparece no guia praticamente todos os anos, e é produzido pela Casa Marín em Lo Abarca, Vale de San Antonio, onde proximidade ao oceano pacífico e as temperaturas frias permitem à uva expressar seu melhor caráter mineral, frescor e aromas. O Domus Aurea é importado no Brasil pela Zahil e custa R$ 230,00, enquanto o Cipreses chega aqui pelas mãos da importadora Vinea ao preço de R$ 133,00 por garrafa. Interessante que dos 37 vinhos listados abaixo, 7 ou quase 20%, são produzidos pela Concha y Toro, atestando contínua qualidade da vinícola.

Os melhores tintos do Chile:

  1. Clos Quebrada de Macul Domus Aurea 2008, Maipo – 96 pontos
  2. Concha y Toro Carmín Carmenère 2010, Peumo – 96 pontos
  3. Carmen Gold Reserve Cabernet Sauvignon 2010, Maipo – 95 pontos
  4. Concha y Toro Terrunyo Cabernet Sauvignon 2010, Pirque – 95 pontos
  5. Almaviva 2010, Maipo – 94 pontos
  6. Antiyal 2010, Maipo – 94 pontos
  7. Aquitania Lázuli 2004, Maipo – 94 pontos
  8. Bodegas RE RE Cabergnan 2009, Loncomilla – 94 pontos
  9. Calyptra Zahir Cabernet Sauvignon 2009, Cachapoal – 94 pontos
  10. Casa Marín Miramar Vineyard Syrah 2010, Lo Abarca – 94 pontos
  11. Concha y Toro Terrunyo Syrah 2010, Casablanca – 94 pontos
  12. Concha y Toro Terrunyo Carmenère 2010, Peumo – 94 pontos
  13. De Martino Single Vineyard Limávida 2010, Maule – 94 pontos
  14. Haras de Pirque Character Syrah 2010, Maipo – 94 pontos
  15. Intriga Cabernet Sauvignon 2010, Maipo – 94 pontos
  16. Montsecano Montsecano Pinot Noir 2011, Casablanca – 94 pontos
  17. Reserva de Caliboro Erasmo Selección de Barricas 2010, Maule – 94 pontos
  18. Santa Rita Casa Real Cabernet Sauvignon 2008, Maipo – 94 pontos
  19. Santa Rita Pehuén Carmenère 2008, Apalta – 94 pontos
  20. Santa Rita Triple C 2008, Maipo – 94 pontos
  21. Ventisquero 2010, Pirque – 94 pontos
  22. Viñedo Chadwick 2010, Maipo – 94 pontos

Os melhores brancos do Chile: 

  1. Casa Marín Cipreses Vineyard Sauvignon Blanc 2011, Lo Abarca – 95 pontos
  2. Concha y Toro Terrunyo Sauvignon Blanc 2011, Casablanca – 95 pontos
  3. Aquitania Sol de Sol Chardonnay 2009, Malleco – 94 pontos
  4. Bodegas RE Re Chardonnoir 2011, Casablanca – 94 pontos
  5. Calyptra Gran Reserva Chardonnay 2009, Cachapoal – 94 pontos
  6. Concha y Toro Terrunyo T. Bottles Sauvignon Blanc 2011, Casablanca – 94 pontos
  7. Concha y Toro Amelia Chardonnay 2011, Casablanca – 94 pontos
  8. De Martino Single Vineyard Quebrada Seca Chardonnay 2010, Limarí – 94 pontos
  9. Maycas del Limarí Quebrada Seca Chardonnay 2010, Limarí – 94 pontos
  10. Tabalí Talinay Chardonnay 2011, Limarí – 94 pontos
  11. Tabalí Talinay S. Blanc 2012, Limarí – 94 pontos
  12. Tamaya Winemaker’s Gran Reserva Sauvignon Blanc 2011, Limarí – 94 pontos
  13. Tara White Wine 1 Chardonnay 2011, Atacama – 94 pontos
  14. Viña Ventolera Ventolera Sauvignon Blanc 2011, Leyda – 94 pontos
  15. William Fèvre Chacai Chardonnay 2011, Maipo – 94 pontos

Vinus

Para descontrair: uma bricadeira que vem rolando pela Internet:

O QUE VOCÊ DEVE SABER SOBRE O VINHO:

1. Vinho pode matar ?

R: Pode. Há alguns anos, um rapaz foi atingido por um barril de vinho que caiu de um caminhão, levando-o à morte instantânea.

2. O uso continuado do álcool pode levar ao uso de drogas mais pesadas ?

R:Não. O álcool é a mais pesada das drogas: uma garrafa de vinho pesa cerca de 900 g

3. O vinho causa dependência psicológica ?

R:Não. Cerca de 89,7% dos psiquiatras,psicólogos e psicanalistas preferem a cerveja.

4. Mulheres grávidas podem beber sem risco?

R: Sim. Está provado que nas blitz a polícia nunca faz o teste de bafômetro nas grávidas.

5. O vinho pode diminuir o reflexo dos motoristas ?

R: Não. Experiência com mais de 500 condutores – foi dada uma grade com garrafas de vinho para cada um abrir e beber. As íltilmas foram abertas e bebidas no mesmo tempo gasto com as primeiras.

6. O vinho envelhece na garrafa ?

R: Sim, o vinho envelhece muito depressa. Se deixar uma garrafa de vinho aberta deum dia para o outro, o paladar e o aroma são alterados, e chega mesmo a avinagrar passadas algumas semanas.

7. O vinho condiciona negativamente o rendimento escolar ?

R: Não, pelo contrário. Na Europa, algumas universidades estão aumentando seus lucros com a venda de taças de vinho nas cantinas e bares.
8. O que faz com que a bebida chegue facilmente aos adolescentes ?

R: Habitualmente o garçom.
9. O vinho engorda?

R: Não. Você é quem engorda.
10. O vinho causa perda de memória ?

R: Que eu me lembre, não ! O resto são histórias…

Vinus

Estreia a nova coluna do Batata Frita. Um blog dedicado à nutrição, alimentação e à gastronomia não poderia deixar de falar em vinho. Quinzenalmente abordaremos um tema relacionado ao assunto, tentando ser úteis, divertidos e absolutamente não “enochatos”.

O primeiro tema a ser abordado é: “Como lavar as suas taças” . Parece bobagem, mas uma bebida delicada como o vinho não deve ser servida num “copo sujo”, nem tampouco em uma taça com gosto de sabão.
1. Sem usar detergente (que pode deixar resíduos), lave a sua taça em água quente corrente, segurandoa-a sempre pela base do bojo.

2. Coloque as taças de cabeça para baixo em um pano de linho ou pano de prato limpo para deixar a água escorrer.

3. Para deixar a taça bem brilhante, vire-a de cabeça para baixo acima de uma panela com água fervente, até que ele fique toda embaçada com o vapor.

4. Para polir use um pano limpo que não solte fiapos.

5. Segure a taça pela base para polir

6. Segure o bojo da taça com a mão esquerda e utilize a mão direita para poli-la

7. NUNCA torça a taça segurando-a pelo pé, nem segure pela haste para polir o bojo.

8. NÃO use detergente e outros produtos na limpeza de sua taça. Se necessário, use apenas um pouco de álcool.

9. Pronto a sua taça está pronta para ser usada !

Aguarde nossa próxima coluna