Oleaginosa nossa de cada dia

oleaginosasCastanha-do-pará, noz, amêndoa, castanha de caju, pistache, avelã. Estes são exemplos de oleaginosas que muitos não consomem devido ao alto valor calórico. Mas o que muitos não sabem é que o valor calórico das oleaginosas está diretamente ligado à quantidade de gordura insaturada, a gordura boa. Esses frutos secos também são repletos de vitaminas, minerais, proteínas e anti oxidantes que agem no organismo causando um efeito anti-inflamatório.

A melhor maneira de consumi-las é in natura, então quando for ao supermercado procure aquelas que não tem sal. Cada individuo possui uma necessidade diferente, para adequar as quantidades procure uma nutri de confiança.

A castanha do pará é rica em selênio, um mineral que reduz os radicais livres produzidos pelo nosso organismo. A falta do selênio deixa o nosso corpo mais susceptível aos danos causados pelos processos oxidativos. Mas atenção, o excesso do mineral também pode ser prejudicial, podendo causar intoxicação.

imagesA pergunta que eu mais escuto a respeito desses frutos é: qual é a melhor? Não existe uma melhor, todas as oleaginosas contribuem para a melhora dos níveis circulantes de colesterol bom; o efeito anti-inflamatório pode evitar problemas degenerativos; e nutrientes como selênio, zinco e vitamina E são importantes antioxidantes que combatem os radicais livres prevenindo algumas doenças, inclusive o envelhecimento. As oleaginosas possuem também um fitonutriente chamado resveratrol, estudos recentes apontam que ele possui propriedade anti cancerígena.

Assim, quando me perguntam qual deve-se consumir, eu respondo: varie! Um dia eu como uma porção de castanha do pará, no outro castanha de caju, no outro amêndoas e assim por diante. Recomendo para muitos fazer um mix, mistura tudo em um potão de vidro e vai tirando aos poucos. O importante é contar com a ajuda da nutri para adequar as quantidades e não gerar aumento indesejado de peso. Digo o mesmo para quem deseja saber o melhor horário para o consumo. Eu gosto de comer nos meus lanchinhos ou antes do treino junto com alguma fruta seca tipo damasco, mas o que é bom para um pode não ser tão bom assim para o outro.

Agora uma dica, o melhor é adquirir aquelas que já vem embaladas de fábrica ou torrar as oleaginosas compradas à granel antes de consumi-las. Quando a oleaginosa é vendida à granel o risco de contaminação é maior, pois  nem sempre se tem o controle de validade e a exposição ao ambiente também é maior.- devemos sempre estar atentos ao fator umidade que pode contribuir para a proliferação de fungos. Eu não sei de vocês, mas eu já comprei a granel e me dei bem mal, veio até com bichinho de “brinde”.

Enfim, consuma sua oleaginosa da maneira que preferir, em bolos, vitaminas, iogurtes, naturais, com frutas secas e outras opções. O importante é consumir prazeirosamente, sem medo, sem compulsão e com sabedoria. 😉

escritopor2gabriela

Receitas da copa do mundo: Colômbia

Que sufoco que passamos no último sábado hein Brasil? Ainda bem que essa semana tem receita nova pra divulgar aqui no Batata, pra dar sorte pra nossa seleção no jogo de amanhã. Vamos comer umas panquecas de milho colombianas?

colombia

Arepas

Ingredientes
1 xícara de chá de farinha de milho
1/2 colher de sopa de sal
1 colher de café de pimenta-do-reino branca moída
1 colher de sopa de alho em pó
1/2 colher de sopa de fermento químico em pó
1 unidade de ovo
1 xícara de chá de Água fervente
Mussarela ralada e manteiga a vontade

Modo de preparo:
Em uma tigela, coloque a farinha de milho, o sal, a pimenta e o fermento. Acrescente o queijo e misture mais um pouco. Com o auxílio de um garfo, misture a massa adicionando a água fervente. Acrescente o ovo e continue misturando até que a massa fique uniforme e sem grudar. Amasse a massa com as mãos até formar uma bola. Molde pequenos pedaços da massa no formato de hamburguers. Em uma panela anti-aderente, aqueça um pouco de manteiga e coloque as arepas até que fiquem douradas dos dois lados. Sirva as arepas quentes com queijo ralado, molho de tomate, requeijão, cream cheese ou qualquer outra coisa que sentir vontade. Use a criatividade!

arepas

Bom apetite e vai Brasil!

escritopor2marina

Yakssoba de Bifum

tabela 2cho 3veg 1car

Como já comentamos anteriormente, maio é o mês em homenagem ao celíaco, assim, segue mais uma receitinha glúten free que eu adaptei para nossos queridos se esbaldarem!

Miffum2-cópia

Ingredientes:

100g de bifum

1 xícara (chá) de couve-flor cortada em pedaços

1 xícara de chá de brócolis cortado em pedaços

1 cenoura grande descascada e fatiada

1 cebola grande descascada e fatiada

1 punhado de vagem bem lavada

100g de frango grelhado em tiras com curry (grelhe as fatias com 1 colher de sobremesa de curry)

1 colher (sopa) de óleo vegetal

4 colheres (sopa) de molho de soja

Modo de Preparo:

Ferva 2 litros de água. Em uma panela larga e funda aqueça o óleo e refogue a cebola. Junte a cenoura, a couve-flor a vagem e o brócolis e regue com o molho de soja. Deixe cozinhar por 5 minutos, até que os vegetais fiquem al dente. Enquanto isso cozinhe o bifum por 1 minuto na água quente e escorra. Junte o bifum aos vegetais, e ao frango grelhado em fatias com curry misturando tudo delicadamente.

Eu gosto de colocar pimentão vermelho também, se você gosta, é só misturar algumas fatias junto com os outro vegetais!!!

Bon apetit 😉

escritopor2gabriela

 

 

Sopa de Abóbora

tabela cho veg

Para continuar a nossa celebração ao mês de conscientização da Doença Celíaca (e para curtir o friozinho que está chegando), vamos deixar aqui uma receitinha deliciosa de sopa de abóbora (que é, obviamente, sem glúten e, neste caso, sem lactose também!).

Lembrando que a abóbora é excelente fonte de carboidratos (importante, portanto, para quem tem a doença celíaca), vitamina C e fibras.

espinafre-abobora

 

Ingredientes:

1 e 1/2 cebola picada
2 dentes alho picados
500g abóbora descascada
1 colher de chá sal
1/2 maço espinafre
1 colher de sobremesa gengibre fresco ralado
Ervas desidratadas a gosto

Modo de preparo:

Refogue a cebola e o alho em uma panela com azeite. Logo em seguida acrescente a abóbora, o sal e cubra com água. Deixe cozinhar em fogo baixo até a abóbora ficar macia. Após estar bem cozida, pegue tudo e bata no liquidificador até ficar na consistência de creme. Retorne o creme para a panela, para reaquecer e acrescente o espinafre. Deixe que ele amoleça um pouco e sirva. Coloque o gengibre na hora de servir.

Fonte: Sem Glúten, Sem Lactose

escritopor2marina

Cozinhando no dia das mães

Nossas mamães queridas merecem uma refeição de gala nessa data tão especial, não é mesmo? Pois então escolhemos, para esta sexta-feira musical, uma receita glúten-free (porque maio é o mês da conscientização da doença celíaca) e uma trilha sonora sensacional (com musiquinhas feitas para as mamães!). Aproveitem!

A receita:

Filé com legumes assados

salteado de legumes

Preparo dos legumes:

Em um refratário forrado de papel alumínio, regue com um pouco de azeite o fundo e disponha:

3 batatas médias lavadas com casca e picadas em 8 (no comprimento), 2 cenouras médias picadas, 1 cebola picada em pétalas, 1 cebola roxa picada em pétalas, 1/2 abobrinha paulista picada com casca, 1 pimentão vermelho picado em tiras, um punhado de vagem manteiga lavada e tirada as extremidades, 6 dentes de alho descascados e levemente amassados.

Refogue os legumes com azeite, salpique um pouquinho de sal grosso, alecrim e pimenta do reino. Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos. Retire o papel alumínio, mexa os legumes para cobri-los com o azeite e temperos e deixe no forno por mais 15 minutos ou até dourar.

O filé:

Tempere com sal e pimenta do reino, deixe selar na frigideira antiaderente (uma fritadinha, sem óleo) até o ponto desejado. Sirva com os legumes.

Sobrou legumes? Que tal fazer um muffin para o jantar?

Muffin gluten-free de legumes

muffin gluten free

1/2 xícara de farinha preparada sem glúten, 1/3 colher de chá de fermento em pó, 3 ovos, 1/3 de queijo ralado. Misture tudo até ficar homogêneo. Pique os vegetais que sobraram em pedaços menores, misture com a massa e disponha em forminhas de muffun/cupcake. Leve ao forno por 35 minutos e observe se já estão dourados. Depois é só servir. Rende 5 muffins.

A playlist:

escritopor2natalia

e

escritopor2marina

Empadão de Batata Doce e Frango com Ricota e Espinafre

À pedidos dos nossos queridos seguidores, mais uma receita sensacional com batata doce! Vamos lá..

ALTERNATIVASAUDE_25_RECEITA_260_885533164807507362 Ingredientes:
200g de frango desfiado
100g de batata doce cozida
Ervas desidratadas a gosto
1 gema
Gergelim a gosto

Recheio:
1 fio de Azeite
1 cebola cortada em cubos pequenos
1 dente de alho
1 molho de espinafre
150g de ricota

Modo de preparo:
Amasse a batata doce cozida com um garfo até formar um purê. Adicione o purê ao frango no processador aos poucos, até formar uma massa uniforme. Tempere a massa com sal e ervas desidratadas a gosto. Em um recipiente, coloque metade da massa e leve ao forno por 5 minutos. Para o recheio, refogue a cebola e o alho no azeite e adicione o espinafre e a ricota. Retire a massa do forno, coloque o recheio e cubra com o restante da massa. Pincele a gema por cima da massa e salpique gergelim. Leve ao forno por cerca de 15-20 minutos ou até que fique dourado.

Bon Apetit 😉

escritopor2gabriela