Kombucha : O que é – como preparar ?

Resultado de imagem para Kombucha

Este post é baseado no post original do Blog do Pão de Açúcar e não tem finalidades comerciais, apenas educativas

Kombucha é  um tipo de chá fermentado, produzido apenas com ingredientes naturais, que conta com características probióticas que podem fazer muito bem para a nossa saúde: 

  • Fonte rica em probióticos (os famosos lactobacilos vivos) e por isso fazer muito bem para a saúde do seu intestino;
  • Alto poder antioxidante;
  • Rico em vitaminas do complexo B e vitaminas C.

Para preparar um Kombucha você precisa contar com uma colônia específica de bactérias e leveduras saudáveis que serão responsáveis por sua fermentação. Elas são  chamadas de SCOBY ou mãe do Kombucha, e se parecem com discos translúcidos e com textura mais amolecida. (Foto)

Para obter uma colônia, é preciso receber uma doação de um SCOBY saudável de alguém que já produz seu próprio Kombucha. A fermentação do Kombucha é feito no chá verdepreto ou mate , pela adição de açúcar (que pode ser cristalrefinado ou demerara).

How to brew kombucha

Para preparar o seu Kombucha você precisa seguir os seguintes passos:

1- Separar a colônia e 100mL do líquido que vem com ela;

2- Preparar 1L do chá de sua escolha e adoçá-lo a gosto. Deixar esfriar antes de colocar em contato com o Kombucha;

3- Misturar tudo em um recipiente que deverá ser fechado com a ajuda de um pano limpo e um elástico;

4- Guardar em local protegido do sol por 2 dias;

5- Provar o sabor do fermentado, que deve não ficar tão doce e nem tão com toques de vinagre. Se não estiver de acordo, feche e aguarde mais dois dias de fermentação;

6- O processo completo de fermentação pode variar entre 5 e 15 dias e, por isso, você deve ter paciência e prová-lo sempre para garantir que o sabor está de acordo com o desejado;

7- Alcançada a fermentação desejada, é hora de colocar 90% do líquido produzido em outro recipiente e começar a saborizar o mesmo. Use frutas, especiarias e até grãos de café, se desejar;

8- Feche o recipiente com uma tampa e deixe fora da geladeira para finalizar a fermentação e produzir uma pressão interna, que é a responsável por sua efervescência. Quando isso acontecer é só levar para a geladeira e consumir gelado;

9- Os 10% do líquido produzido no começo deve ser guardado para futuras produções. Você pode usá-lo para reiniciar um processo de desenvolvimento de bebida ou colocar mais 500mL de chá e guardá-lo para uma nova oportunidade.

Resultado de imagem para Kombucha

Cuidar do SCOBY  demanda atenção (assim como cuidar da sua colônia de Kefir ou do seu Levain). Mas ele é simples e pode ser feito em casa.

  • Mantenha sempre seu SCOBY com os 500mL de chá em um local longe do sol (na geladeira ou não).
  • Deixe-o fechado com panos e elásticos e nunca com tampa, para que a colônia possa respirar.
  • Alimente com açúcar e com cuidado para que ele não fique “vinagrado”.

Se você perceber que sua colônia mofou, é necessário jogá-la fora e adquirir uma nova para reiniciar o processo.

 

 

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar

vin rouge

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 43 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

 

Regra 43: Tome um copo de vinho durante o jantar

O vinho é parte integrante das dietas francesas e mediterrâneas, tão exaltadas por suas virtudes. Embora os malefícios do consumo exagerado do álcool sejam um importante problema de saúde pública, não há como negar, diante de evidências científicas acumuladas nos últimos anos, que o consumo moderado de álcool é benéfico para a saúde. Qualquer tipo de bebida alcoólica parece diminuir o risco de ataque do coração, mas os polifenóis do vinho tinto (resveratrol, em particular) podem ter características extra de proteção.

A maioria dos especialistas recomenda, no máximo, duas doses por dia para homens e uma para mulheres.  Mas atenção, os benefícios podem depender do padrão de consumo e da quantidade de álcool ingerido.

  • Beber um pouco diariamente é melhor que beber muito nos fins de semana.
  • Beber enquanto se come é melhor que beber de estômago vazio.

 

 

A verdade é que ciência ainda não entende bem este paradoxo entre os malefícios e os benefícios do álcool sobre a saúde geral dos indivíduos . Até lá, recomenda-se que se siga esta regra com cautela.

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais (Ler o post)

Regra 42: Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais

 

Resultado de imagem para proteina texturizada de de soja

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 42 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

“Olhe com ceticismo para os alimentos não tradicionais”

Imagem relacionada

Só para lembrar que é bom ter cautela com as novidades, afinal, como diz o ditado popular :  ” prudência e canja de galinha não fazem mal a ninguém. As dietas geralmente fazem parte de um processo evolutivo. Aquela determinada população, daquela região, com a quele clima, foi selecionada, através de seleção natural para se beneficiar  daquele tipo de alimentação.

Os produtos de soja são um bom exemplo. Na Ásia, especialmente, há várias gerações, as pessoas comem soja, seja na forma de tofu (uma espécie de queijo) , shoyu (molho de soja) ou tempeh (alimentado fermentado à base de soja). Hoje em dia, encontramos alimentos com inovações como isoflavonoides de soja, proteina texturizada de soja e óleos de soja parcialmente hidrogenados. Ma, serão estes novos alimentos saudáveis e seguros ? Há controvérsias : como disse um cientista senior da FDA (Food and Drug Administration) : ” a convicção de que os novos produtos de soja são seguros se baseia mais na crença do que em dados concretos.”

 

,

como diz Pollan: ” …até que dados claros estejam disponíveis é melhor comer soja preparada à moda asiática tradicional que segundo as novas receitas idealizadas por cientistas da alimentação.”

 

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos (Ler o post)

Batata na Ciência: Modificações no estilo de vida e metformina previnem diabetes independente de sua carga genética.

 

Em elegante trabalho, publicado na conceituada revista Diabetes, em 2016, Hivert MF e colaboradores mostraram que, independentemente de seu patrimônio genético, você pode  evitar o aparecimento de diabetes. Ou seja, seu patrimônio genético não é uma sina e ainda que ele já esteja sendo esboçado por taxas de glicose de jejum mais altas, testes de tolerância oral à glicose (aquele em que você tem medida a glicose de jejum e duas horas após tomar um suco açucarado) alterados.

Foram analisados 2713 pacientes durante um ano. Um grupo recebeu metformina (850 mg duas vezes ao dia) e intervenção no estilo de vida (dieta e exercício físico) . O grupo controle também sofria intervenção no estilo de vida, mas não recebia metformina e sim um placebo (um comprimido sem droga nenhuma). Os pacientes foram divididos, após testes genéticos em três grupos de risco de alterações genéticas para desenvolver diabetes.

Após um ano de acompanhamento, independente de que grupo de risco genético estivessem, os pacientes que receberam metformina e alteração no hábito de vida desenvolveram menos diabetes e melhora nos níveis de resistência à ação da insulina, que antecedem o aparecimento do diabetes.

Então, está esperando o que ? Seu teste de glicose deu um pouco alterado ? Você está acima do peso ? Tem o abdome aumentado ? Procure seu médico e discuta com ele a possibilidade de iniciar um tratamento preventivo.

 

Referência: Lifestyle and Metformin Ameliorate Insulin Sensitivity Independently of the
Genetic Burden of Established Insulin Resistance Variants in Diabetes Prevention Program Participants.  – Diabetes Volume 65, February 2016

Marie-France Hivert,1,2,3 Costas A. Christophi,4 Paul W. Franks,5,6,7
Kathleen A. Jablonski,4 David A. Ehrmann,8 Steven E. Kahn,9 Edward S. Horton,10,11
Toni I. Pollin,12,13 Kieren J. Mather,14 Leigh Perreault,15 Elizabeth Barrett-Connor,16
William C. Knowler,17 and Jose C. Florez,2,11,18,19 for the Diabetes Prevention
Program Research Group

 

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos

Resultado de imagem para comida francesa

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 41 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

“Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos”

O que eles têm em comum ? Uma cultura alimentar bastante tradicional, o que faz com que se utilizem menos de alimentos processados, cada vez mais presentes na dieta dos ocidentais.

Segundo Pollan, “qualquer dieta tradicional serve, se ela não fosse saudável, quem a seguisse não continuaria por aí. Este é um dos motivos pelos quais se promove tanto as cozinhas regionais. Organizações, como a italiana Slow Food chegam a ter uma “arca do sabor” para poder promovê-las. Nós mineiros, podemos e devemos nos orgulhar de nossa cozinha típica e dizer, assim como os franceses, que, embora abundante em gorduras, ela é para lá de saudável.

Resultado de imagem para italian food

Um detalhe importante: não basta apenas comer como um francês, ou japonês ou um mineiro, temos também que prestar a atenção, não apenas no que, mas também como esta cultura se relaciona com o alimento. Montes de gordura, farinha branca, açúcar dificilmente explicariam porque a alimentação francesa pode ser considerada saudável e invejável. O segredo  porções menores, comer sem pressa, não repetir, não beliscar , nenhum destes ingredientes faz parte dos costumes destes povos. Resultado de imagem para milho com feijão mexicano

Outro detalhe: preste atenção nas combinações tradicionais. O milho por si só tem várias deficiências nutricionais, mas se for cozido com limão e comido com o feijão, como ensina a tradição mexicana, estará resolvido o problema da falta de alguns aminoácidos , corrigida pelo feijão, e da deficiência de niacina, pelo limão.Resultado de imagem para frango com orapronobis

Lembre-se as dietas tradicionais já foram largamente testadas, ao longo dos séculos, por isto representam mais que a soma dos alimentos que as constituem.

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post)

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Nossos posts mais acessados: Posso substituir minhas refeições por suplementos?

 

suplementos-alimentares-parte2

Publicado originalmente por Gabriela Prando em 02/02/2015

Frequentemente atendo pacientes interessados em facilitar a vida e substituir as refeições por suplementos alimentares. Quando digo refeições, estou me referindo também ao almoço e o jantar. As justificativas para tal substituição são inúmeras, alguns me falam sobre facilidade, outros…  comodidade, aí vem a praticidade e por aí caminha a conversa…

Eu não tenho absolutamente nada contra a suplementação, pelo contrário, em muitos casos sou totalmente a favor, desde que não seja a substituição completa do alimento, principalmente no almoço e no jantar. Quando elaaboro uma dieta e conduzo uma consulta,  não sou o tipo de profissional que inclui as castanhas e os vegetais e os grãos na alimentação,  sou aquela nutricioista que inclui o resto dos alimentos nessa dieta.

Eu não sei se muitos sabem o que é uma dieta ou um plano alimentar, mas ela vai muito além apenas de sua composição em carboidratos, gorduras e proteínas. As propriedades nutricionais dos alimentos estão longe de serem apenas as dos macronutrientes. Nos últimos 50 anos a nutrição evoluiu como nunca e a falta dos micronutrientes na dieta está, cada vez mais, sendo relacionada à morbidade e mortalidade.

Resultado de imagem para suplementos

Mas que isso tem a ver com suplementação?

Ora, se você quer se alimentar somente de suplementos (aqueles comuns, maltodextrina, Whey-protein, albumina), onde pensa que vai encontrar os micronutrientes, e em especial os fitonutrientes dos alimentos? Eu não estou me referindo a carboidratos, proteínas e gorduras, equilibrar isto é fácil. Eu estou me referindo à outra parte nutricional dos alimentos, como o alfacaroteno, as antocianinas, as betalaínas, os flavonoides, os fitoesteróis, os sulfetos alílicos… – encontrados somente em alimentos naturais.

Perder peso é fácil, qualquer revista  ensina (e olha que nem precisa ser de alimentação), porém as dietas costumam não ser equilibradas, personalizadas e muito menos funcionais. Aquele personal trainer , aquela blogueira e aquele amigo de academia deviam ser condenados por “instruírem” pessoas leigas baseados apenas em quantidades de gorduras saturadas ou quantidade elevadas de proteína.

Aquele biscoito ou aquele frango que você come não contém nenhuma carga importante de antioxidantes ou de fitonutrientes e estes sim são os verdadeiros “remédios” na luta contra doenças virais, envelhecimento e o tão temido câncer. A dieta pobre em fitonutrientes (que não estão presentes nos suplementos comuns) é provavelmente responsável por sistemas imunológicos debilitados e o aumento da incidência de câncer nas populações – principalmente da norte americana, que além de suplementos, vive a base de “fast foods” e de produtos processados.Resultado de imagem para alimentos processados

 

Os alimentos processados ganharam a indústria e aos poucos foram sendo fortificados com vitaminas para suprirem doenças como anemias, bócio e escorbuto. O resultado? Hoje quase todo o mundo se alimenta de produtos processados, deixando de lado alimentos naturais e mais nutritivos como vegetais, frutas e castanhas. A consequência? Sistema imunes debilitados, envelhecimento precoce, aumento da incidência de doenças transmissíveis e não transmissíveis.

A simplificação exagerada da alimentação humana levou à cultura da ingestão de suplementos que, podem sim, levar a uma ingestão adequada de macronutrientes, mas deixa muito a desejar na diversidade de micronutrientes, sem falar no prazer de comer. Por exemplo, uma dieta com 20% de gordura pode ter uma oferta de micronutrientes adequada ou não, o mesmo para uma com 40% de gordura. Então não é a proporção entre gorduras e carboidratos que importa para a saúde, o que importa mesmo é a absorção dos micronutrientes que muitas vezes precisam (pasmem!!) da gordura para serem absorvidos.

Não é uma dieta pobre em gordura e rica em proteínas que vai te fazer mais saudável (uma pausa para o frango com batata doce) muito menos  o abuso na ingestão de suplementos que bate recordes de venda a cada ano.

Os suplementos são apenas complementos alimentares e não servem para substituir refeições. E a revista de moda não tem a dieta ideal para você, em caso de dúvida, melhor consultar uma nutricionista.

escritopor2gabriela