Sobre maurokleber

A sport auto fan A music lover

Para quem gosta de vinho: Um guia simples – parte 1

Hoje beber vinho se tornou um hábito, um tratamento, quase uma necessidade, um sinal de status. Mas, deixando a frescura de lado, conhecer algum fundamento sobre esta bebida tão diversificada (há mais de 1000 variedades de vinhos a escolher), pode melhorar o seu prazer. Baseado em um livro muito gostoso – Guia essencial do vinho de Wine Folly – Madeline Puckette e Justin Hammack – vamos lembrar de alguns conceitos úteis. Você sabia que se beber uma taça de vinho todas as noites, durante a sua vida adulta, você consumirá em sua vida aproximadamente 4.000 garrafas de vinho ?

  1. O que é o vinho ?

O vinho é uma bebida alcoólica produzida a partira da fermentação de uvas viníferas, que são usualmente menores, com semente e mais doces que as uvas de mesa. A videira só dá frutos uma vez por ano. Habitualmente entre agosto e outubro no hemisfério Norte e entre janeiro e março no hemisfério sul (embora estas datas possam ser invertidas com técnicas de poda especiais).

Uma garrafa padrão de vinho tem 750 mL, ou na dose clássica, serve 5 taças de 150 mL (lembrando que as taças de vinho não devem ser servidas muito cheias, para que você possa trabalhar também com o olfato, lembre-se, uma boa parte do nosso paladar é ajudada pelo olfato. Assim, sentir o aroma de um vinho não é “frescura”, ajuda a saborea-lo.

IMG_2535

O vinho é composto de água, álcool, ácidos, minerais, glicerol e açúcar.

2. Quantas calorias tem uma taça 150 mL de vinho ?

Vai depender da sua graduação alcoólica. (chamada APV – álcool por volume)

  • 10% – 105 kcal
  • 11% – 120 kcal
  • 12% – 135 kcal
  • 13% – 150 kcal
  • 14% – 165 kcal
  • 15% – 180 kcal
  • 16% – 195 kcal

3.  O que é safra, varietal e blend ?

  • Safra se refere ao ano da colheita.
  • Varietal: quando o vinho é produzido a partir de uma só uva

No Brasil, Chile e EUA um vinho é legalmente rotulado como varietal se tiver pelo menos 75% da uva predominante; na Argentina, 80% e na Itália, França, Alemanha, Áustria, Portugal, Nova Zelândia, África do Sul e Austrália 85%

  • Blend: quando é produzido a partir de uma mistura de uvas

4.  E os sulfitos ?

Uma pequena quantidade de dióxido de enxofre (sulfitos) é adicionada aos vinhos como conservante. Uma em cada 100 pessoas pode ser sensível aos sulfitos e sentir cefaleia e mal estar. Os vinhos não podem conter mais de 350 ppm (partes por milhão) e os orgânicos menos de 100 ppm. Mas isto não costuma ser um problema – só para comparar: uma lata de refrigerante de cola tem 350 ppm, uma porção de batata frita industrial 1.900 ppm e uma porção de fruta seca 3.500 ppm.

Na parte 2 vamos falar das características básicas de um vinho

Editorial: Como saber se uma informação nutricional é falsa ?

Resultado de imagem para fake news nutrition

No nosso campo de interesse, a nutrição e a saúde, temos uma grande dificuldade em separar o joio do trigo. O que é verdade ? O que é publicidade ? Pois a conceituada revista Scientific American Brasil publicou na sua edição de novembro de 2018 algumas dicas interessantes que nos ajudam a evitar as fake news.

  1. LEIA A MATÉRIA INTEIRA: muita gente só lê as manchetes e já compartilha. porém, boa parte das notícias falsas é tão absurda que não resiste à leitura completa do texto
  2. ANALISE A LINGUAGEM: em um texto jornalístico, os adjetivos normalmente são evitados. Se você encontrar muitos fique alerta.
  3. CRUZE AS FONTES: veja se as informações-chave da notícia também foram publicadas em outros veículos. Caso contrário, desconfie.
  4. BUSQUE A FONTE ORIGINAL: se uma matéria tem uma declaração, confira se a fonte realmente existe, se é uma autoridade naquele assunto e se, de fato, teria dado aquela entrevista.
  5. CHEQUE AS DATAS: uma informação fora do contexto histórico pode gerar uma interpretação distorcida. Verifique se a notícia e a data do acontecimento coincidem.
  6. AVALIE A CREDIBILIDADE DO VEÍCULO: veículos que fazem jornalismo necessariamente estão preocupados em dar informações verdadeiras. Avalie o histórico da publicação.
  7. HESITE: mesmo que a notícia confirme o que você sempre pensou, não compartilhe imediatamente. Faça o exercício : “e se eu estiver errado ?”

Aqui no Batata Frita nós procuramos seguir estas regras. Que tal tentar ? Dá trabalho, mas se segui-las você dificilmente será enganado por fake news.

Livro de Receitas: Cardápio Astrológico – Aquário – Lagostins com legumes e coentro

Resultado de imagem para lagostins com vegetais

 

Continuando a postar uma gostosa brincadeira, publicada na saudosa revista Gula em janeiro de 2000: O Cardápio Astrológico.  “Um guia da boa mesa com pratos que combinam melhor com cada signo”.

O artigo original é assinado por Elisa Donel,  jornalista Elisa Donel, que mora na França há 20 anos e é autora entre outros de “O Passaporte do Gourmet -Um Mergulho na Gastronomia Francesa”. Agora é a vez de Aquário

AQUÁRIO: 21 de janeiro a 19 de fevereiro

Este é o signo da reflexão, da lógica e do grande desprendimento das coisas materiais. Entusiasta, original, inteiramente voltado para a busca à perfeição espiritual a ponto de se tornar distraído, o aquariano não se adapta facilmente a tudo e a todos (no caso de um jantar, atenção na escolha dos outros convidados). Seria prudente se informar sobre o seu regime atual para não cometer gafes. Mas um cardápio com inspirações asiáticas, como lagostins com legumes e coentro, coquilles Saint-Jacques ao aipo e, para terminar, a irresistível leveza de uma mousse de laranja é escolha certa

INGREDIENTES: 4 porções

PARA OS LAGOSTINS

  • 24 caudas de lagostins crus
  • 1 limão
  • Legumes cortados em julienne fina (1 cenoura, 1 nabo, 1 abobrinha)
  • 1 tomate sem sementes, cortado em pequenos cubos
  • 50 mL de óleo de oliva
  • Coentro picado a gosto
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

PARA O MOLHO VINAGRETE:

  • 2 colheres (sopa) de óleo de oliva
  • 2 colheres (sopa) de óleo de nozes
  • 2 colheres  (sopa) de vinagre de Jerez
  • Sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

PREPARO:

  • Descasque as caudas dos lagostins e limpe-as
  • Corte em julienne fina metade da casca do limão e junte-a aos legumes
  • Regue com o suco do limão e passe tudo para uma saladeira
  • Numa frigideira , aqueça o óleo de oliva, adicione o os lagostins e doure-os de todos os lados
  • Tempere com sal e pimenta
  • Molho vinagrete: misture os ingredientes do molho e aqueça rapidamente

MONTAGEM:

  • Disponha os lagostins nos pratos
  • Coloque a julienne de legumes e os tomates
  • Regue os lagostins cpm o molho e salpique com o coentro picado
  • Sirva imediatamente
POSTS ANTERIORES: O CARDÁPIO ASTROLÓGICO
  1. Áries – Carré de cordeiro com grãos de mostarda.
  2. Touro – Costela de Vitela com legumes
  3. Gêmeos – Camarões marinados e apimentados
  4. Câncer – Robalo com Gengibre

  5. Leão – Peito de pato com figos frescos

  6. Virgem – Tomates Recheados com Queijo de Cabra

  7. Libra : Cassolette de Cogumelos

  8. Escorpião. Cocktail Orquídea

  9. Sagitário: Ravioli com Foie Gras de Pato e Óleo de Trufa

  10. Capricórnio : Omelettes Soufflées com Confiture de Laranja e Tangerinas Confites

Regra 41: Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos

Resultado de imagem para comida francesa

Continuando na tarefa de publicar as regras alimentares simples, estas é regra número 41 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post)

“Coma mais como os franceses. Ou os japoneses. Ou os italianos. Ou os gregos”

O que eles têm em comum ? Uma cultura alimentar bastante tradicional, o que faz com que se utilizem menos de alimentos processados, cada vez mais presentes na dieta dos ocidentais.

Segundo Pollan, “qualquer dieta tradicional serve, se ela não fosse saudável, quem a seguisse não continuaria por aí. Este é um dos motivos pelos quais se promove tanto as cozinhas regionais. Organizações, como a italiana Slow Food chegam a ter uma “arca do sabor” para poder promovê-las. Nós mineiros, podemos e devemos nos orgulhar de nossa cozinha típica e dizer, assim como os franceses, que, embora abundante em gorduras, ela é para lá de saudável.

Resultado de imagem para italian food

Um detalhe importante: não basta apenas comer como um francês, ou japonês ou um mineiro, temos também que prestar a atenção, não apenas no que, mas também como esta cultura se relaciona com o alimento. Montes de gordura, farinha branca, açúcar dificilmente explicariam porque a alimentação francesa pode ser considerada saudável e invejável. O segredo  porções menores, comer sem pressa, não repetir, não beliscar , nenhum destes ingredientes faz parte dos costumes destes povos. Resultado de imagem para milho com feijão mexicano

Outro detalhe: preste atenção nas combinações tradicionais. O milho por si só tem várias deficiências nutricionais, mas se for cozido com limão e comido com o feijão, como ensina a tradição mexicana, estará resolvido o problema da falta de alguns aminoácidos , corrigida pelo feijão, e da deficiência de niacina, pelo limão.Resultado de imagem para frango com orapronobis

Lembre-se as dietas tradicionais já foram largamente testadas, ao longo dos séculos, por isto representam mais que a soma dos alimentos que as constituem.

 

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura’” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

Regras  Número 13 e 14:  “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”(Ler post)

Regras 15,16 e 17: “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma”(Ler post)

Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira (Ler post)

Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica”(Ler post)

Regra 22: Coma principalmente vegetais, sobretudo folhas. (Ler post

Regra 23: Comer o que fica em pé numa perna só (cogumelos e vegetais) é melhor que comer o que fica em pé em duas patas (aves), que é melhor que comer o que fica em pé em quatro patas (porcos,vacas e outros mamíferos). (Ler post)

Regra 24: Faça refeições coloridas. (Ler post)

Regra 25: Beba a água do espinafre. (Ler post)

Regra 26: Coma animais que se alimentaram bem (Ler post)

Regra 27:Se tiver espaço compre um freezer (Ler post)

Regra 28:  Adoce e salgue a sua comida você mesmo (Ler post)

Regra 29: Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regra 30: Coma como um onívoro (Ler post)

Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável (Ler post)

Regra 32: Coma alimentos silvestres quando puder (Ler post)

Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos (Ler post)

Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos (Ler post)

Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza (Ler post)

Regras 37 e 38 : Quanto mais branco o pão mais cedo você vai para o caixão – Que tipo de dieta devo comer /Dê preferência aos tipos de óleo e de grãos moídos em mós – (Ler post)

Regra 39: Coma todas as besteiras que quiser, desde que você mesmo as cozinhe- (Ler post)

Regra 40: “Seja o tipo de pessoa que toma suplementos – depois retire os suplementos” (Ler o post)

Batata Indica: A Freguesia

estrela

Que tal conhecer um local diferente em BH ? Mais um de nossos estrelados. Uma mistura de mercearia, casa de chá, restaurante, pub ou bar?Lá é possível tomar chopp artesanal, fazer compras de mercearia (cereais, carnes, temperos) e até mesmo saborear um inédito brunch mineiro.

Os produtos são variados – queijo Goa, parmesão fresco de Airuoca , queijo canastra da Fazenda Capão Grande ; as carnes prime rib angus ; filé chateaubriand angus. Por unidade estão a venda, por exemplo, pastrami de peito angus com vinagrete de mostarda ancienne ; sopas  e risotos . Os produtos vêm do Sul de Minas ou do interior de São Paulo.

Destaque especial também para os chopps artesanais. São várias qualidades para se degustar no local ou levar para casa em seu browler.

 


A FREGUESIA MERCEARIA
Av. Álvares Cabral, 1.195, Lourdes, (31) 3789-1195. De quarta a sexta-feira, das 10h às 17h (casa de chá, cafeteria e mercearia); e das 18h à 0h (varanda A Freguesia). Sábado, das 10h às 15h (brunch), e das 12h à 0h (varanda A Freguesia).

Ser fit ou ser saudável? – Nossos Posts Mais Acessados

Resultado de imagem para fit body caricature

Você que decidiu mudar de vida e cuidar da sua saúde e do seu corpo, já decidiu se está em busca de uma vida saudável ou de uma vida fit? Não se esqueça que estes dois estilos de vida não necessariamente andam de mãos dadas por ai. Acho que é melhor ser mais clara: sim, é possível ser fit e ser saudável, assim como é possível ser saudável e não ser fit, mas não necessariamente ser fit é também ser saudável. Por mais complicada que esta frase possa ter soado para você, é exatamente disto que vou falar neste texto.Resultado de imagem para fit body caricature

 

O mundo fitness criou uma incrível relação com um estilo de vida mais saudável e mais feliz, já que seus praticantes estão sempre por ai exibindo suas barrigas tanquinhos e suas dietas impecáveis por fotos nas mais diversas redes sociais que temos disponíveis. Quem é fit malha muito, toma suplemento, não come besteira e se orgulha muito de exibir os corpos definidos por ai, mas isto significa que estas pessoas são saudáveis? Veja bem, o conceito de saudável no dicionário Michaelis tem duas definições interessantes para esta palavra: a primeira diz “bom ou conveniente para a saúde”, enquanto a segunda diz “que dá alegria”. Isto para mim deixa bem claro o que eu, e algumas outras nutricionistas e médicos que seguem uma linha parecida com a minha, sempre dizemos em relação a uma alimentação saudável – ela deve ser capaz de te fornecer todos os nutrientes que você precisa, mas ela também precisa te fazer feliz. Não sei o quanto esta afirmação é clara para vocês, mas ela é muito óbvia para mim. A alimentação é um processo extremamente complexo que envolve muito mais do que a ingestão de nutrientes; ela também é relacionada com hábitos de vida e com o prazer.

fitness

Com este conceito em mente, eu volto a falar do estilo de vida fit. Quantas destas pessoas que você vê exibindo suas formas e suas dietas restritivas nas redes sociais, são realmente felizes com o que comem e com o estilo de vida que levam? Eu posso contar nos dedos as que assumem estar completamente satisfeitas com o estilo de vida que optaram seguir (e mesmo assim acho que a grande maioria delas está mentindo para mim e para elas próprias). Já ouvi inclusive de grandes atletas de esportes como o fisiculturismo, que precisam do corpo para viver, que dietas restritivas são extremamente frustrantes e cansativas, e que quando eles podem acabam caindo na tentação de comer algo fora do programado. Vendo esta situação de perto, será que ser fit significa também ser saudável? Não quero nem entrar no mérito do consumo exagerado de suplementos alimentares, ou de práticas excessivas de algum tipo de atividade física, nem mesmo do uso ilegal de substâncias anabolizantes para alcançar a forma física perfeita. Estou aqui discutindo o único mérito que me cabe, que é a alimentação.

Resultado de imagem para fit body caricature

 

Ser saudável, na minha concepção, é um processo que envolve muito mais do que formas físicas e comer pratos de alface, batata doce e frango todos os dias. Se hoje temos índices cada vez mais altos de anorexia, vigorexia e até mesmo de obesidade é porque não entendemos mais qual deve ser a nossa relação com a nossa comida. Ou adoramos demais, ou condenamos demais, tornando-a vilã de uma situação que é mais simples do que parece ser. Entendo a importância da dieta restritiva para algumas práticas de esporte, e admiro o trabalho que muitos nutricionistas fazem nesta área, mas temos que concordar que um atleta de ponta está longe de ser um indivíduo saudável. Ele vive praticando exercícios em condições extremas, levando seu trabalho cardíaco e sua produção de radicais livres a níveis altíssimos. Um indivíduo saudável sabe equilibrar a prática de atividades físicas com suas necessidades nutricionais e, principalmente, com sua produção de prazer. Qualquer exagero é, na minha concepção, descartado para quem busca um estilo de vida saudável.

GoodHealthCartoon

Precisamos entender que se alimentar de maneira saudável envolve saber comer salada, batata doce e frango, mas também apreciar todos os outros tipos de alimentos, como os doces, as frituras e a bebida alcoólica, mesmo que seja de maneira bastante moderada. Exercitar-se de maneira saudável é saber fazer as atividades físicas no seu ritmo, de maneira que seu organismo consiga usufruir da queima de calorias e não se prejudicar com os excessos. Ter um corpo saudável é saber manter o percentual de gordura dentro dos níveis recomendados (18 a 28% para mulheres, 15 a 20% para homens) e a circunferência abdominal e do quadril nos padrões adqueados, e ter os exames de sangue com resultados safistafórios, e não se preocupar tanto com aquela gordurinha localizada nas costas ou na barriga que não fazem diferença nenhuma para a sua saúde. Viver de maneira saudável é saber fazer tudo que faz bem para a sua saúde, e se preocupar mais em ser feliz do que qualquer outra coisa.

E você? Quer ser saudável ou quer ser fit?

escritopor2marina