Batata na Ciência: Os médicos precisam ser nutricionistas?

 

Resultado de imagem para Are the doctors nutritionists

Nutrition Bulletin banner

Are doctors nutritionists? What is the role of doctors in providing nutrition advice?

First published: 08 May 2018

Provavelmente você já consultou um cardiologista, um clínico, ou  um endocrinologista que  não prestou  atenção a seus hábitos alimentares ou ao seu estado de nutrição. Pois você não é exceção.

Este tema é discutido em um artigo publicado, on-line, no Nutrition Bulletin, sob o título “Are the doctors nutritionists?” (São os médicos nutricionistas?). O artigo discute porque os médicos perdem a oportunidade de dar orientações nutricionais corretas ao seu paciente.

  • Sabe-se que um mau estado de nutrição pode influenciar a saúde do paciente, sua qualidade de vida e aumentar os custos do tratamento.

Apesar deste fato ser de amplo conhecimento, raras vezes o tema alimentação é abordado em uma consulta médica. Isto acontece porque:

  • Para melhorar a dieta de um paciente é preciso mais que simplesmente dar alguma informação. É necessário suporte social, psicológico, além do estabelecimento de metas a serem alcançadas.
  • Embora os pacientes confiem na orientação dada por seus médicos, estes, frequentemente, têm conhecimento limitado do assunto e não estão treinados para orientar uma mudança de hábito.

Resultado de imagem para nutritional consultation

Num estudo australiano, analisadas 145.708 consultas, realizadas por 1124 médicos foram diagnosticados 227 190 problemas, mas apenas 587 (0,26%) receberam orientação nutricional ou foram encaminhados para um nutricionista.

Assim sendo, parece natural os pacientes procurarem orientação em outras fontes: internet ou mídias sociais, com o risco da ocorrência de informações equivocadas ou incompletas.

Parece que isto acontece porque:

  • Currículos das escolas médicas não fornecem educação suficiente no campo da nutrição
  • Mesmo quando educados, não é simples transmitir seu conhecimento nutricional, no que diz respeito em ensinar conceitos dietéticos.
  • O curto tempo de consulta para a maior parte das especialidades, incluindo os clínicos e os GP (General Practicers), geralmente em torno de 15 minutos, não é suficiente para uma abordagem deste tipo.
  • O grau de conhecimento dos médicos, com respeito a nutrição, varia com o conhecimento, tempo de atuação, sua especialidade, além de sua convivência com nutricionistas em seu ambiente de trabalho
  • Habitualmente melhores resultados são obtidos com o apoio de outros profissionais: psicólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas

 

Resultado de imagem para nutritional consultation

Qual a solução?

  • Treinamento básico em nutrição dos médicos, incluindo a pratica de habilidades específicas ao suporte nutricional;
  • Introdução do ensino de nutrição nos currículos médicos
  • Trabalho, sempre que possível, em equipes multiprofissionais, com coordenação médica.

Os médicos precisam ser nutricionistas?

Não, mas têm que ser capazes de reconhecer uma dieta pobre, diagnosticar desnutrição e prescrever ou coordenar a intervenção dietética que poderá influenciar satisfatoriamente a evolução de um paciente.

Uma resposta em “Batata na Ciência: Os médicos precisam ser nutricionistas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s