Regras da Comida: Regras Número 13 e 14: “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”

Estas são as regras número 13 e 14 das 64 regras da comida publicadas por Michel Pollan em 2009 (ver post).

Hoje vamos apresentar estas duas regras simples e complementares. Quando se diz que um alimento estragou ou apodreceu,significa que perdemos uma disputa. Os fungos, as bactérias, os insetos e os roedores, também se alimentam e, habitualmente, com os mesmos alimentos que consumimos, e neste caso, apenas eles foram mais rápidos e os consumiram antes de nós

Preste a atenção nestas definições que se aplicam a alimentos estragados. O que é podre ? Segundo o Dicionário on line de Português:Estragado, corrompido, em decomposição, deteriorado, fétido”. E o ranço ? Ranço ou rançoso é o nome dado a um alimento quando este apresenta uma alteração de sabor produzida pelo contato com o ar nas substâncias gordurosas.Normalmente esse sabor está ligado à formação de ácido butanoico no alimento. E mofado ? Mofo é o nome geralmente dado a cogumelos de pequeníssimas dimensões, que constituem uma microscópica massa aveludada de filamentos.O que estas alterações têm em comum? Todas acontecem a partir da interação entre alimento vivo e um elemento (ar,água) ou outro ser vivo (bactérias, fungos).

Como evitar que os alimentos estraguem ? Processando-os. O processamento aumenta a sua vida útil na prateleira, ou seja o prazo de validade, por exemplo, evitando o contato com o ar ou a água (embalando-os à vácuo), retirando deles as bactérias e os fungos. (como no caso UHT) . Outra estratégia consiste em retirar do alimento os nutrientes com propensão a estragar, como quando se retira os ácidos graxos ômega-3 dos laticínios para evitar que eles se tornem rançosos. Afinal, quanto mais processado é um alimento, maior a sua vida útil de prateleira, mais tempo para a comercialização e para o consumo. Mas o que é vendido para nós consumidores é que isto é feito em nome da segurança alimentar e nós os compramos e preferimos.

Atenção! O alimento de verdade é vivo – logo ele é perecível. (Uma das poucas exceções é o mel tem uma vida útil de prateleira medida em séculos, e embora vivo é pouco perecível). Lembre-se: quase todas substâncias não perecíveis com aparência de comida num supermercado encontram-se nos corredores centrais. Leia os ingredientes num pacote de Twikies ou Pringles e imagine a cara que têm estes ingredientes crus ou no habitat natural. Você não consegue. Se você seguir estas duas regras simples, você manterá todo tipo de substâncias químicas e com aparência de comida fora de sua dieta.

TODAS AS REGRAS:

Regra 1: Coma Comida (Ler Post)

Regra 2: Não coma nada que sua avó não reconheceria como comida (Ler post)

Regra 3: “Evite produtos alimentares que contenham ingredientes que nenhum ser humano comum tenha na despensa” (Ler post)

Regra 4: “Evite produtos alimentícios que contenham xarope de milho com alto teor de frutose” (Ler post)

Regra 5: Evite produtos que contenham alguma forma de açúcar (ou adoçante) listada entre seus três primeiros ingredientes” (Ler post)

Regras 6 e 7:  (Ler post): ”Evite produtos alimentícios que contenham mais de cinco ingredientes” e “Evite produtos alimentícios que contenham ingredientes que um aluno do terceiro ano não consiga pronunciar “

Regra 8: (Ler post): “Evite produtos alimentícios com propaganda de propriedades saudáveis”

Regra 9: “Evite produtos alimentícios que tenham no nome os termos ‘light’, ‘baixo teor de gordura’ou ‘sem gordura'” (Ler post)

Regras Número 10 e 11:  “Evite alimentos que estejam fingindo ser o que não são ” e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza” (Ler post)

Regra  Número 12:  “Compre nos corredores ao longo das paredes do supermercado e fique longe do centro “(Ler post)

 

Anúncios

10 respostas em “Regras da Comida: Regras Número 13 e 14: “Só coma alimentos que acabarão apodrecendo”e “Coma alimentos feitos com ingredientes que você pode imaginar crus ou crescendo na natureza”

  1. Pingback: Regras 35,36: Adoce e salgue sua comida você mesmo; Coma os alimentos doces como você os encontra na natureza– Que tipo de comida devo comer? Parte 9 |

  2. Pingback: Regra 34: Coma alguns alimentos que foram pré-digeridos por bactérias ou fungos – Que tipo de comida devo comer? Parte 8 |

  3. Pingback: Regra 33: Não se esqueça dos peixinhos oleosos – Que tipo de comida devo comer? Parte 7 |

  4. Pingback: Regra 32:Coma alimentos silvestres quando puder – Que tipo de comida devo comer? Parte 6 |

  5. Pingback: Regra 31: Coma alimentos cultivados em solo saudável – Que tipo de comida devo comer? Parte 5 |

  6. Pingback: Regra 30: Coma como um onívoro – Que tipo de comida devo comer? Parte 4 |

  7. Pingback: Regras da Comida: Regras 27/28/29 : Que tipo de comida devo comer? Parte 3 |

  8. Pingback: Regras da Comida: Regras Número 20 e 21: “Só coma alimentos preparados por humanos” ou “Não ingira alimentos preparados em locais nos quais se exige que todo mundo use touca cirúrgica” |

  9. Pingback: Regras da Comida: Regras Número 18 e 19: “Fuja do supermercado sempre que puder”; “Compre seus lanches na feira” |

  10. Pingback: Regras da Comida: Regras Número 15,16 e 17 : “Fuja do Supermercado Sempre Que Puder” “Compre seus lanches na feira””Se veio de um vegetal, coma, se foi fabricado, não coma” |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s