Meu filho tem 6 meses, e agora?

0x0anoqvJá sabemos que o leite materno contém todos os nutrientes essenciais para o recém nascido nos primeiros meses de vida. Ele, isoladamente, é capaz de nutrir adequadamente um bebê até os 6 meses de vida, mas e depois? Muitas mães, avós, tias e bisas ficam confusas e não sabem ao certo como deve ser essa introdução dos alimentos após os 6 meses de vida.

O tipo de alimento que será introduzido é fundamental para que essa criança não se torne um adulto com sobrepeso, desnutrição e outras doenças como anemia.

Nos últimos anos, têm ocorrido avanços importantes na promoção da amamentação, mas, infelizmente, a promoção da alimentação complementar tem tido menos progressos. Novos conhecimentos sobre alimentação infantil adquiridos nos últimos 20 anos tornaram ultrapassados muitos conceitos e recomendações que fizeram parte da prática pediátrica por muito tempo. Porém, grande parte da população, incluindo profissionais de saúde, desconhecem os avanças científicos nessa área.

O Alimento complementar é qualquer alimento dado durante o período de alimentação complementar e que não seja leite materno. Eles podem tanto ser um alimento preparado especialmente para a criança, como podem ser os alimentos já consumidos normalmente pela família, porém, modificados.

downloadCrianças amamentadas exclusivamente até os 6 meses adoecem menos de diarreia e não apresentam déficits de crescimento. Somente a partir do 6° mês que as necessidades nutricionais do lactente não podem ser supridas pelo leite materno (tirando alguns casos especiais, claro). Também é a partir dessa idade que a maioria das crianças atinge um estágio de desenvolvimento  geral e neurológico (mastigação, deglutição, digestão e excreção) que a habilita a receber outros alimentos que não o leite materno.

O aleitamento materno exclusivo reduz o efeito de asma, e esse efeito protetor parece persistir pelo menos durante os primeiros dez anos de vida. Já foi descrito que a exposição precoce ao leite de vaca (antes dos 4 meses) pode ser um importante determinante na diabetes melitus tipo 1 e pode aumentar seu risco de aparecimento em 50%. Estima-se que 30% dos casos de diabetes melitus tipo 1 poderiam ser evitados se 90% das crianças até 3 meses não recebessem leite de vaca.

Em alguns países já é recomendado que a introdução do leite de vaca não ocorra até os 12 meses de idade, isto porque ele é responsável por 20% das alergias alimentares. Mas o leite de vaca não está sozinho, outros alimentos também devem ser evitados como ovo, amendoim, nozes e peixes. Já no caso do mel, a recomendação de evitar o seu uso em menores de 12 meses visa à prevenção de botulismo.

Uma alimentação complementar adequada deve conter alimentos ricos em energia, e micronutrientes (ferro, zinco, cálcio, vitamina A, vitamina C e folatos), sem muito sal ou condimentos, de fácil consumo e boa aceitação pela criança.

O atual requerimento total de energia estimado para crianças amamentadas saudáveis é de aproximadamente 615 kcal/dia dos 6 aos 8 meses de idade, 686 kcal/dia dos9 aos 11 meses e 894 kcal/dia dos 12 aos 23 meses de alimentos saudáveis –  melhor a fazer é procurar uma nutri para equilibrar as refeições do seu pequeno.

A papinha deve ter um tipo de carboidrato (batata, macarrão, arroz), um tipo de proteína (carne ou frango), dois tipos de legumes (sempre variados) e um tipo de gordura (pode ser azeite, bem pouquinho). Receitas e dicas 

Do oitavo mês em diante, os alimentos devem ser variados e balanceados. Contendo cereais, tubérculos, alimentos de origem animal, de origem vegetal e gordura. Somente uma dieta variada assegura o suprimento de micronutrientes e favorece a formação de bons hábitos alimentares. As crianças (e depois, como adultos) tendem a preferir os alimentos da maneira como eles foram apresentados inicialmente. Por isso, é recomendável que se ofereça inicialmente à criança alimentos com baixos teores de açúcar e de sal.

É desaconselhável oferecer leite de vaca não modificado, principalmente quando cru e puro, a menores de 1 ano porque o seu uso está associado a perda sanguínea fecal e deficiência de ferro. Bebidas como refrigerantes, sucos industrializados, café e chá também devem ser evitados.

CA-bebe-filho-nao-quer-comer-D-732x412É muito comum a criança rejeitar os novos alimentos, mas isso não deve ser encarado como uma aversão. Para que uma criança comece a aceitar bem um alimento, ela deve ser exposta a ele entre 6 e 10 vezes (sendo preparados sob forma de purê). A medida que a aceitação da criança aumentar, e a partir do oitavo mês, a consistência dos alimentos deve ser aumentada e alimentos consumidos pela família (desde que picados em pedaços pequenos) já podem ser introduzidos. Aos 10 meses, a criança já deve estar recebendo alimentos granulosos, e aos 12 meses, a maioria das crianças pode receber o mesmo tipo de alimento consumido pela família, desde que com densidade energética e consistência adequadas. A partir de então, deve-se deve-se evitar alimentos de formato aguçado, semi-sólidos e/ou consistência dura (ex: cenouras cruas, nozes, uvas), pelo risco de engasgar a criança.

Enfim, a alimentação complementar no segundo semestre de vida é essencial, mas mais essencial ainda é saber discernir qual o tipo de alimento certo para o seu filhote. Procure profissionais gabaritados para tal. 😉

escritopor2gabriela

Links:

http://www.scielo.br/pdf/jped/v80n5/v80n5a13.pdf

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0021-75572007000100008&script=sci_arttext

http://www.scielo.br/pdf/jped/v80n5s0/v80n5s0a04.pdf

http://www.scielo.br/pdf/jped/v80n5/v80n5a06.pdf

http://www.paho.org/bra/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s