Suplementação Nutricional/Doping no esporte

 images (1)

Estamos vivendo uma epidemia. Nas academias de ginasticas e centros esportivos não se fala em outra coisa. Os suplementos invadiram o universo da atividade física e as discussões sobre o assunto são inevitáveis. Promessas de ganho muscular, aumento da performance, aumento da força, fortalecimento do sistema imunológico, através do uso destes produtos, vem como conselhos de companheiros de treino ou de profissionais que trabalham na área. Muitos são os motivos que levam os indivíduos a iniciarem uma suplementação, porém a ação proposta não pode ser justificada – a grande maioria ainda não apresenta comprovação científica segura.

Quando se trata de suplementos nutricionais, somente médicos e nutricionistas podem indicar o uso e, assim mesmo, de forma empírica. Já a indicação do uso de drogas e hormônios para aumentar ou favorecer a hipertrofia ou a prática de atividade física, considerada doping, não é somente um problema ético, mas também pode ser classificado como crime.

suplementar-no-final-de-semanaDevemos lembrar também que a entrada dos suplementos nutricionais no mercado não são controlados rigidamente e muitos contém substâncias não assinaladas nos rótulos, inexistência de informação sobre os efeitos dos mesmos e ainda podem estar contaminados intencionalmente ou não com substâncias proibidas pela Agencia Mundial Antidopagem. Quem viu a reportagem do fantástico no dia 24/08/2014 (quem não viu clica aqui) está ciente da falta de fiscalização no controle dos suplementos. A responsabilidade do consumo de um suplemento contaminado é sempre do atleta.

Os agentes ergogênicos são aqueles que, através de efeito fisiológico, nutricional ou farmacológico que seja capaz de melhorar o desempenho tanto nas atividades físicas quanto ocupacionais.

Agentes ergogênicos fisiológicos: incluem todo mecanismo ou adaptação fisiológica para melhorar o desempenho físico. Um bom exemplo disso é o aumento dos glóbulos vermelhos na adaptação à altitude.

Agentes ergogênicos nutricionais: são caracterizados pelo consumo de nutrientes estratégicos, muitas vezes consumidos em doses muito acima do recomendado. Para se ter uma ideia, um questionário que envolveu 100 atletas, constatou que 84 deles faziam uso de diversos tipos de suplementos para melhorar a performance. O único suplemento que tem efeito ergogênico comprovado cientificamente é a creatina (porém seu consumo só pode ser realizado mediante prescrição da nutri).

dopingAgentes ergogênicos farmacológicos: os mais conhecidos e consumidos são os esteroides anabólicos. Infelizmente quanto mais atletas fazem uso dos esteroides, mais indivíduos comuns acreditam que o exercício só tem resultado se estiver associado a algum recurso ergogênico.

Os abusos cometidos, na utilização de qualquer tipo de agente ergogênico, são frequentemente relatados na mídia por suas consequências: edemas, intoxicações, hipertensão arterial, aumento do LDL colesterol, diminuição do HDL colesterol, alterações de humor e sono, alterações das funções hepáticas e aumento da agressividade.

Se você é praticante de atividades físicas frequentes, provavelmente já viu ou já lhe foi oferecido testar algum tipo destes produtos. Tenha cuidado e saiba exatamente o que está usando.

escritopor2gabriela

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s