5 falsos vilões da nossa alimentação

Nós, profissionais da área da nutrição, vivemos rodeados por questionamentos sobre a qualidade, o valor calórico e a proibição da adição de certos alimentos na alimentação diária.  Isto não seria um problema se a grande maioria das coisas que ouvimos não fossem mentiras, ou avaliações erradas. Neste mundo em que a neurose com a ingestão de calorias é mais importante do que o valor nutricional de uma refeição, vários alimentos tem sido classificados, erroneamente, como vilões. Vamos aproveitar este post para livrar a cara de cinco alimentos que são importantes para a vida humana desde muito antes de descobrirem o que é valor calórico.

Pão

pão

Eu tenho pena do pão. Poucos entendem a importância que foi para a sociedade, a descoberta da prática de panificação. Antes do pão os humanos viviam, basicamente, de produtos 100% perecíveis, como carnes, cereais, frutas e vegetais. O pão trouxe uma nova oportunidade de se alimentar, visando estoques a longo prazo, e auxiliando a sobreviver em períodos de grande carência alimentar, como durante longos invernos ou em grandes batalhas e guerras. Até ai, o pão era a salvação, nunca o vilão. Bastou chegar a preocupação com os valores calóricos , especialmente nos séculos XX e XXI para que ele fosse colocado como o culpado do aumento de obesidade e sobrepeso em todo o mundo. Para piorar, agora nos anos 2000, estamos na era do glúten free, que terminou de colocar o pão para escanteio. Já discuti no post em que defendo o trigo a questão das dietas que excluem o glúten, e reforço que defendo este tipo de prática para quem tem doença celíaca; já para o resto de nós o pão é um importante componente alimentar, fonte essencial de carboidratos (que sim, são necessários para vivermos bem) e minerais. Seu valor calórico é alto? Sim, na maioria das vezes, mas ele deve ser adequado ao valor calórico total da sua alimentação. Não adianta comer mais de 2000kcal por dia se você só precisa de 1500kcal, e culpar o pão por seu excesso de peso: o segredo é sempre a moderação.

Laranja

laranja

Quem nunca ouviu falar que é proibido beber um copo de suco de laranja todos os dias, quando se quer perder peso?  Esta é a afirmação mais absurda que já fizeram sobre um alimento. Caimos, novamente, na  história em que levamos mais em consideração o valor calórico de um alimento do que seu valor nutricional. Ok, um copo de suco de laranja pode chegar a alcançar 120kcal por 200mL, o mesmo valor calórico de um pão francês ou cinco unidades de biscoito, mas paramos para pensar no valor nutricional deste copo? A laranja é rica em vitamina C e fibras, dois compostos nutricionais essenciais para a saúde humana, sem considerar que também fornece carboidratos e minerais em quantidades satisfatórias. Por isto, não corte seu suco de laranja pela manhã,  especialmente se você está em dieta: o valor calórico não justifica a relevância nutricional deste alimento.

Leite

leite

Há pouco tempo discutimos a polêmica que girou em torno da retirada do leite das recomendações nutricionais de Harvard para os americanos. Mesmo neste post, apesar de entender as intenções dos estudiosos de uma das mais importantes universidades do mundo, reforcei o meu posicionamento contra a retirada do leite da alimentação dos brasileiros. Veja bem: é possível viver sem leite? Sim, é possível. Muitos intolerantes e alérgicos ao leite vivem assim. Mas é preciso viver sem ele? Não. O leite é nossa maior fonte alimentar de cálcio, além de ser rico em proteínas e gorduras importantes para nossa saúde (sim, gorduras são importantes). Precisa reduzir o consumo de gorduras saturadas? É pra isso que existem as versões semi-desnatadas e desnatadas. Se o consumo deste produto é feito com moderação, ele também não pode ser considerado um vilão.

Abacate

abacate

Discutiu-se também, por muito tempo, o valor calórico do abacate. Ele é, talvez, uma das frutas mais calóricas que podemos encontrar no mercado, junto com o açaí. Mas você sabia que é justamente seu valor lipídico que o torna tão importante para nossa saúde? O abacate é fonte importante de ômega 3, que é um ácido graxo essencial para a nossa saúde, além de ser rico em proteínas e vitaminas lipossolúveis. Seu valor calórico é alto? Sim, podendo chegar a 150kcal em cerca de 100g de alimento, mas se for consumido com moderação, ele consegue ser mais importante do que muito prato de salada por ai.

Batata

batata

Como sofrem os alimentos fonte de carboidratos viu? A batata é classificada como vilã pelos mesmos motivos que outros carboidratos (como o pão, o arroz e o macarrão) são: valor calórico elevado. O que não podemos esquecer é que precisamos do carboidrato para sobreviver, e a batata é uma excelente fonte deste macronutriente para  indivíduos de qualquer idade (em especial para aqueles que não podem comer glúten). Mais uma vez, o que  vai definir se o consumo de batata vai afetar seu peso, ou não, é a quantidade que você ingere de calorias por dia (não só provenientes da própria batata, mas também de outras fontes alimentares). Por isso modere, SEMPRE.


Concorda? Discorda? Me acha louca? Comenta aqui embaixo com a gente!

escritopor2marina

Anúncios

5 respostas em “5 falsos vilões da nossa alimentação

  1. Com o abacate e a laranja, eu concordo plenamente, só com o abacate e a laranja. Sou prova viva de que o leite é um veneno, consegui me curar de uma urticária severa depois de anos fazendo tratamentos frustrantes, depois de vários testes alergicos, resolvi tirar o leite e derivados da minha alimentação por um mês e simplesmente nunca mais tive nada, nem urticária nem dor de cabeça nem tosse, cortei de vez e quando tomo um sorvete não durmo a noite tossindo. Foi o mesmo com minha filha de dois anos com uma coriza intermitente, e a exemplo dela o filho da minha vizinha da mesma idade que vivia sob corticoides e antibióticos a 1ano e 8 meses, tirou o leite e o problema sumiu. Com o glúten idem, depois de fazer um teste e tirar por um tempo percebi que o glúten me deixa inchada, muito irritada e constipada…

  2. O que as pessoas nunca entendem é que nada em excesso é bom, nem mesmo uma dieta. Tudo se resolve com uma reeducação alimentar, na qual qualquer alimento em uma certa quantidade pode, inclusive batata, pão, laranja, abacate e leite!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s