Batatômetro: Óleo de Gergelim

Ultimamente tenho usado muito o óleo de gergelim nas minhas refeições e algumas pessoas tem me perguntado porquê (já que é um produto um pouco caro – preço médio R$24,00). Antes de mais nada, já aviso que não uso somente o óleo de gergelim, eu também uso o de amendoim, linhaça e continuo amando o azeite de oliva extra virgem. Por este motivo resolvi fazer um batatômetro para analisar o produto e termos certeza que ele é realmente bom.TN500_Oleo_gergelim_03

Lembrando que nossa escala de notas vai de 1 a 10 pontos, sendo 10 excelência na qualidade nutricional e 1 o pior resultado possível, ok?

A tabela nutricional:

oleo-de-gergelim-pazze-500x500

Teor de gorduras Totais: Nota 10

Mas aí vocês pensam: “nossa, como um produto que apresenta 14 g de gordura em sua composição pode ser nota 10?” É simples! Dentre os 14g de gorduras do produto, apenas 1 g é saturada, as outras 13 g se dividem entre ômega 6 e ômega 9 (monoinsaturados). Os ácidos graxos monoinsaturados estão relacionados a níveis de triglicerídeos mais saudáveis, além disso também ajudam na diminuição dos níveis de colesterol total sanguíneo, LDL (colesterol ruim) e ainda aumentam o HDL (colesterol bom).

Teor de gorduras saturadas: Nota 10

No quesito das gorduras saturadas, o produto está excelente, apresenta apenas 1 g em uma porção.

Teor de sódio: Nota 10

Segundo a OMS, uma pessoa saudável deve consumir no máximo 2000 mg de sódio por dia. Este produto apresenta 0 mg de sódio em sua composição.

Aquecimento: Nota 10

Aí você pensa, aquecimento? Sim, vou explicar: o óleo de gergelim pode ser aquecido sem sofrer oxidação e liberar toxinas, ou seja, podemos cozinhar com ele sem medo de trocar os benefícios do óleo por malefícios, ao contrário do azeite, que como sabemos não deve ser aquecido e sim consumido cru. Por isso é essencial que você verifique se o produto foi prensado a frio. Se não foi prensado a frio significa que utilizou algum processo que o aqueceu e já oxidou, perdendo boa parte das propriedades medicinais (além de ter gerado toxinas que você está prestes a consumir).

Sabor: Nota 10

Minha opinião nesse quesito é um pouco óbvia. Eu gosto muito do sabor do gergelim e o óleo não deixa nada a desejar.

A nota final do óleo de gergelim extra virgem é: 10 pontos.

Mas não é por isso que devemos consumir o produto em exagero hein? Consulte o seu nutricionista 😉

Até a próxima! E se quiser ver algum produto no nosso batatômetro é só falar com a gente, por e-mail, twitter ou facebook!

escritopor2gabriela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s