O frio…e o chá…

chá

Você prefere tomar um cafézinho ou um chazinho? Além de saborosos, os dois possuem substâncias que podem nos beneficiar de várias maneiras.

Eles possuem a propriedade de atuar no sistema nervoso central aumentando o estado de alerta. O mecanismo de ação parece estar ligado ao estímulo da produção de dopamina que é um neurotransmissor responsável pela ativação de áreas do cérebro relacionadas à atenção.

Os efeitos fisiológicos da cafeína ou teína (presente no chá), não se restringem ao mecanismo estimulante do sistema nervoso. Eles tem outros efeitos, e no coração, aumenta os batimentos cardíacos. Em doses muito elevadas pode inclusive causar arritmia cardíaca.

A cafeína é considerada uma substancia com efeito ergogênico, ou seja, ela pode melhorar o desempenho físico. Este efeito sempre foi atribuído às suas propriedades estimulantes, acreditando-se que os benefícios fossem todos relacionados ao maior nível de atenção e alerta.

Alguns estudos também sugerem que a cafeína aumenta a mobilização de gordura preservando o estoque de glicogênio muscular.

Aí você me pergunta…mas não tem alguns tipos de chás como o de camomila e maracujá que são calmantes? Pois bem, existem porém, não são chás..

chaverdeOs chás são classificados de acordo com o processo de fermentação – o chá verde, por exemplo, não é fermentado e, por isso, é o que tem as propriedades mais conservadas do que outros, como o chá branco e o preto. Há uma diferença entre chá e infusão. A verdade é que chá mesmo é aquele que vem de uma planta chamada Camellia sinensis, um pequeno arbusto, descoberto na China há séculos, produz diferentes tipos de chás como o preto, o verde, o oolong e o pu-erh, variando conforme o processamento.

Já as ervas que conhecemos e que fazem parte do nosso dia a dia, são consideradas infusões ou tisanas e são diferentes do chá, pois não tem origem na camellia sinensis. No Brasil, temos uma riqueza enorme de plantas que servem ao preparo de bebidas e são chamadas de chás. Em nossa cultura – como em muitas outras – aprendemos genericamente a chamar de chá diferentes infusões. O que se pode dizer é que todo chá é uma infusão, mas nem toda infusão é chá.

camelliaA Camellia sinensis passou a ser bastante estudada pelos cientistas devido sua composição. Rica em compostos como catequinas, bioflavanóides e taninos, que confere ao chá verde uma boa atividade como antioxidantes, a Camellia sinensis ajuda no combate dos radicais livres, auxiliando na prevenção de diversas doenças, entre elas o câncer.

O que diferencia os chás encontrados no mercado atualmente é a forma como estes são produzidos. O chá verde representa cerca de 90% da produção chinesa, produzido a partir das folhas da Camellia sinensis que são colocadas no vapor e em seguida passam por um processo de secagem. Essa forma de produção do chá faz com que os ingredientes não sejam oxidados, mantendo assim os antioxidantes da planta e preservando seus nutrientes.

cha pretoO chá preto constitui cerca de 90% da produção da Índia, onde as folhas da Camellia sinensis passam por várias etapas de processamento, dentre elas a fermentação, que consiste em uma ação enzimática de flavonóis e teaflavinas.

O chá Oolong é produzido pela oxidação parcial das folhas da Camellia sinensis, o que ocorre com a ação da enzima polifenol oxidase, presente na folha da planta. É o mais consumido na região sul da China, e por paroximadamente 2% da população mundial, enquanto o chá verde é consumido por 22% da população mundial e o chá preto por 76% a 78% da população mundial, sendo mais difundido nos paises ocidentais.

chabrancoO chá Branco, proveniente dos brotos e flores da Camellia sinensis, contém uma quantidade menor de cafeína e um sabor mais delicado. Entretanto, possui uma quantidade maior de polifenóis, o que confere ao chá propriedades semelhantes ao chá verde, porém mais pronunciadas. Para fazer uma infusão, são necessárias duas colheres de chá da erva para um xícara de água quente.

Enfim, existem diversos tipos de chás (citados acima) e diversos tipos de infusões (camomila, cidreira, hortelã, erva-doce, jasmin, dentre outros). Aproveite o frio e escolha o seu! Na dúvida, pergunte ao seu nutricionista 😉

escritopor2gabriela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s