"Contras" da dieta Paleo

Conheça a polêmica dieta paleolítica Ilustração de Fernando Gonda/Arte ZH
Afinal, quais são os “contras” da tão falada dieta paleo que se tornou a “dieta da moda” ou dieta dos famosos”? Antes de iniciar o assunto, deixo claro que dietas vem e vão, não importa, cada hora lançarão uma no mercado… cabe a você parar, pensar e mudar, mudar o seu estilo de vida ao invés de ficar “enterrado” em revistas e blogs que ditam o que deve ser feito, o que deve ser consumido o que pode ou não pode.
A dieta paleo ou paleolítica surgiu através do biólogo e ex atleta norte americano Mark Sisson, que prega um estilo de vida da Idade da Pedra que além de mudanças na dieta, inclui também outras mudanças como andar descalço e trabalhar de pé. A chamada dieta paleo, foi adotada por diversas pessoas com a promessa de emagrecimento. As regras são:
  • Carne à vontade;
  • Jejuns prolongados;
  • Restrição de massas, grãos e óleos extraídos;
  • Restrição de leite e derivados;
  • Legumes e frutas à vontade;
  • Gorduras à vontade;
  • Industrializados são proibidos, inclusive suplementos;
  • Água e nada mais.
Claramente já percebemos os prós e os contras da dieta. Os prós são: o aumento do consumo de vegetais, frutas, gorduras boas e a proibição de alimentos industrializados (inclusive de refrigerantes e bebidas alcoólicas). 
Mas queremos dar destaque aos contras:
Carne à vontade
Proteína em excesso pode causar efeitos colaterais, como a retirada do cálcio dos ossos, a acidificação do sangue e uma sobrecarga nos rins. Além disso, é preciso tomar cuidado com a carne escolhida. Os peixes são ótimas escolhas, por terem gorduras importantes para o nosso corpo, já as carnes vermelhas tem um índice alto de gordura saturada.
Jejuns Prolongados
O indicado na dieta é ficar de 16 até 24 horas sem ingerir nenhum alimento, o que pode causar hipoglicemia, dificuldade de concentração, perda de massa muscular, entre outros males. Normalmente nosso corpo tende a consumir os músculos para conseguir energia, o que causa ainda mais problemas para o organismo. Temos como metabólitos finais da degradação muscular a formação de ácido úrico, ureia e amônia, compostos tóxicos ao organismo que podem levar a sobrecarga renal e hepática.
Restrição de massas, grãos e óleos extraídos
A falta de carboidrato pode causar náuseas, dores de cabeça, tonturas e fraqueza. 
Restrição de leite e derivados
A principal fonte de cálcio são o leite e seus derivados. A deficiência de cálcio pode causar raquitismo em crianças, osteomalácia em adultos e osteoporose.
Gorduras à vontade
As gorduras saturadas estão relacionadas ao aumento do colesterol, o que pode causar problemas cardiovasculares.
O objetivo do texto é mostrar que a solução, muitas vezes, não vem aliada a uma dieta milagrosa, mas sim a moderação e equilíbrio. Consulte sempre seu nutricionista!
escritopor2gabriela
Anúncios

32 respostas em “"Contras" da dieta Paleo

  1. Olá, pessoal, parabéns pelo blog de vocês! Realmente, batata frita pode! rsrs Eu sou low carber e como batata frita e estou viva e com muita saúde, estão pode kkkkk. Não vou me ater ao conteúdo que, obviamente, não é de vocês. Mas de onde tiraram a pirâmide paleolítica? Então, peço licença para fazer uma brincadeira. Não existe pirâmide paleolítica, até porque no paleolítico ainda não havia pirâmides. É obvio que devemos beber muita água, isso não é uma recomendação paleo, é uma recomendação para QUALQUER organismo vivo. Mas o resto da pirâmide, não existe. Não há nada que diga que devemos comer mais proteína ou gordura. Só diminuir (não deixar de comer) carboidratos, preferir os complexos e de baixo IG, não comer os simples e evitar coisas industrializadas. Mas não é a mesma recomendação dos nutricionistas? Já viu o IG de coisas feitas com trigo? E a diferença entre o integral e o comum é nula no IG e MUITO pequena na carga glicêmica (que é bem alta).

    Carne à vontade: sim, é à vontade, mas até hoje, mesmo com todo meu esforço possível, raramente consegui passar de 1,5g de proteína por kg de massa corporal (peso) até hoje (eu só registrei os excessos e consegui incríveis 1,61g/kg depois que comi até explodir e não consegui comer mais o dia todo! Foram 500g de picanha, minha carne favorita e eu quase morri de comer). E o mínimo é 0,8g. E olha que eu sou louca por ovos e adoro carne e peixes, mas não desce, não cabe. Antes da dieta low carb (paleo) eu conseguia comer 1,2g de proteína (incluindo aveia, laticínios light e carnes magras), o resto eu suplementava com Whey para atingir 2,5g e poder ir para a musculação (que eu parei por falta de vergonha na cara).

    Jejum prolongado: então, não é uma regra paleo, a questão é que, muitas vezes, não da para sentir fome. Eu já fiquei 18 horas sem comer, aí senti fome e comi. Esse foi meu “recorde”. Às vezes fico 12hs de jejum, às vezes 16… Depende da fome: se eu sentir como, se não, não como. Não concordo com a pessoa falar “agora eu vou fazer um jejum”. Eu só concordo com isso como um teste, porque muita gente não sabe diferenciar a fome da vontade de comer. Fome é um indicativo fisiológico, vontade de comer é psicológico. Devemos comer quando tivermos fome. Lembrando que todo mundo faz jejum de, no mínimo, 8hs. Ou vocês acordam no meio da noite para comer? Detalhe: nunca catabolizei meus músculos. Na minha redução de peso (6kg e nem quero perder mais) fiz bioimpedância antes e depois. Resultado: perdi 5,9kg de gordura e 100g de massa magra – que pode ter sido só água. Devo mencionar meus 12cm de cintura a menos em um mês? Zero celulite? (duvidem se quiserem, eu tinha e não tenho mais e não estou falando de redução, estou falando de não ter mais mesmo).

    Restrição de carboidratos: a falta deles pode causar tontura etc… Concordo que não comer muitos carboidratos pode causar esses sintomas, mas não mata, garanto e olha que sou ex-hipoglicêmica que desmaiava por falta de glicose. O organismo reclama de início porque está acostumado a usar glicose como fonte de combustível, até aprender a gastar gordura ele reclama por uns dias (o meu reclamou por 3 dias). Eu tirei os carbos aos poucos. Curiosamente os sintomas de hipoglicemia SUMIRAM depois que eu passei a comer menos carboidratos. Você achou estranho? O que é hipoglicemia? Falta de glicose no sangue. O que causa? Geralmente, excesso de insulina (não falta de comida). O que provoca o aumento da insulina? Ingestão de carboidratos (qualquer um), principalmente os de alto índice glicêmico. Qual o tratamento? Reduzir o consumo de carboidratos (bom, para mim funcionou, tirando os 3 dias de tontura).

    Consumo de gorduras à vontade: as gorduras saturadas estão relacionadas ao aumento de colesterol… Mito. E eu vou fazer um raciocínio simples que demonstra isso. O que é esse tal colesterol que falam? Gordura animal. Quais alimentos tem? Os de origem animal (todos). Isso significa que a carne da vaca tem? Sim. E isso significa que a vaca tem colesterol? Sim. O que a vaca come? Capim. Se a vaca come capim e o colesterol é de origem animal, de onde veio o colesterol da vaca? BINGO! TODO mamífero, ave, réptil e HUMANOS, produz gordura animal! Inclusive os herbívoros,carnívoros e humanos, produzem o mesmo colesterol animal, porque são animais.

    Sem contar que boa parte da gordura da alimentação vai ser gasta (lembra? mudamos o combustível, não é mais glicose, é gordura).

    Sabe qual tipo de pesquisa provou que ingestão de gordura animal aumentava o colesterol? Quando deram colesterol pra ratos e coelhos. Eles só esqueceram que gordura animal não faz parte da dieta normal dos pobres bichinhos que não tem estrutura para digerir e quebrar gordura satisfatoriamente. Fico até com pela de pensar no tamanho da crueldade de obrigar um pobre coelho comedor de vegetais a ingerir gordura animal. Coitado do bicho! E o rato? Ele no máximo come larvas, que são ricas em proteínas, sem colesterol, é o máximo de origem animal que o coitado come (se bobear ele bebe uns ovos, mas deve ser raro isso). Já viu coelhos e ratos saindo para caçar vacas? Atacando uma galinha? Não né! Pergunta agora se o leão tem colesterol alto. Ele é gordo? Não! Todo primata é onívoro e o chimpanzé até come outros macacos (!) http://noticias.terra.com.br/ciencia/animais/naturalista-ficou-perturbado-ao-ver-chimpanzes-dilacerarem-macacos,41ee638f7c873410VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html Já viu chimpanzé gordo? Que repitam esse estudo com um chimpanzé, que come carne, ou com um leão, mas não com ratos e coelhos que não comem nada disso.

    Desculpa escrever algo tão longo, mas vai que alguém desiste de conhecer a dieta paleolítica só por causa da postagem aí lê meu comentário e acha que tem alguma lógica ou se familiariza com meu problema de hipoglicemia. Eu só digo que: nunca façam nada sem o acompanhamento de um profissional da medicina. Eu fiz vários exames, medi glicemia, falei com meus médicos (que juravam que eu ia morrer de ataque cardíaco), media a pressão constantemente e, principalmente, LI MUITO antes de testar a dieta de baixo carboidrato. Não recomendo a ninguém fazer as coisas sem estudar.

    Um abraço a todos e, sem neuroses, sem dogmas, viva à ciência e à liberdade de escolha!

  2. Desculpe, a dieta paleo é baseada em comida de verdade. Ponto. A questão da proteína à vontade, se vc ler em sites sobre a dieta verá que não é assim. A questão dos jejuns, alguns fazem e se dão bem (eu sou um deles), mas não é pré requisito jejuar pra fazer paleo. Gorduras à vontade também não é verdade, apenas perdemos a fobia pelos lipídeos naturais. Moça, eu tenho 6% de gordura corporal, treino pesado em jejum, nunca me sinto mal e não tenho nenhuma síndrome metabólica. Minha glicemia caiu de mais ou menos 106, antes da dieta, para mais ou menos 90 com a dieta. Dá pra se alimentar mal comendo alimentos “paleo”, se fizer conforme a sua descrição.

  3. Meu Deus, fico abismada como é que os seguidores da paleo levam isso como uma missão, inclusive, não aceitando opiniões contrárias. Vir à um blog que oferece informações precisas, defender uma dieta que está sim se tornando moda e não aceitar o que há de oposto?? Ninguém é obrigado a nada que não queira, mas cuidando cada um da sua vida, fica td bem mais fácil. Se os donos do blog são contrários à dieta paleo, é opinião deles e pronto e quem não ta afim de concordar, mais bonito é enfiar o rabo entre as pernas e sair de fininho, e nao confrontar. Agora, vir ofender já é demais. Deviam fazer estudos pra ver se essa paleo tá ligada tbm ao mau humor, pq vamos combinar, né?! Gente mau educada e que não aceita a diversidade de opiniões!!!!! Acho uma gracinha todo mundo seguindo a tal da paleo que tem, vá lá, uns 2 médicos a favor e alguns artigos científicos que podem ser contados nos dedos, contra uma vastidão de outros artigos sobre pirâmide alimentar e equilíbrio. Detalhe dos estudos, é que são feitos a curtíssimo prazo… dá pra dar credibilidade pra algo que só é estudado durante pouco tempo na vida de um indivvíduo?? Pior uns dizendo q tem sei la qnt tempo de vida paleo, mas as coisas acontecem é à longo prazo. Então, aos paleos seguidores, no futuro voltaremos a conversar. Só pra constar, a galera das cavernas possuía expectativa de vida bem baixa!!!!

    • Vai estudar Gabriela! Nutrição tem que estar fundamentado em ciência e não em achismo.Piramide alimentar? Kkkk Pesquise sobre a história da invenção da pirâmide alimentar e verás que é uma fraude científica e portanto um conceito obsoleto.

      • Vinícius, se você é um cara tão estudado, porque não coloca argumentos? Desse jeito o pessoal vai achar que seguidores da paleo são arrogantes e prepotentes. Mais humildade e menos tentativa de converter os outros para a dieta. Paleo não é dogma, por favor, não nos envergonhe!

    • Gabriela, está equivocada quanto à duração dos “poucos” estudos que podem sem “contados nos dedos”. Existem estudos também bem longos efetuados em povos aborígenes, que vivem em tribos, comem caça, pesca, castanhas, frutas silvestres e raízes. Eles vivem assim desde que nasceram e não há indícios de doenças cardiovasculares, autoimunes e da “civilização” nessas populações. E se você acha que é o exercício, pasme: eles passam a maior parte do tempo DESCANSANDO. Mas são magros, corpos “sarados”, saldáveis e vivem bastante tempo. Eu não vou me dar trabalho de procurar os links e postar porque eu tenho preguiça mesmo (admito, eu gosto de estudar, mas não sou do tipo que espalha o conhecimento por aí, tenho preguiça e falta-me paciência). E eu concordo com você, a galera das cavernas tinha expectativa de vida baixíssima. Eles não tinham antibiótico, passavam frio, ficavam expostos à animais selvagens… Passavam fome! O mundo era muito selvagem com eles, se é que me entende rsrs. Se qualquer homem da atualidade passasse por isso, mesmo que ele comesse de 3 em 3 horas (imagine que um helicóptero passaria de 3 em 3 horas jogando uma “cesta básica” para eles), certeza que não viveriam muito. Podiam morrer até de um simples espinho no pé (isso é mortal para quem não pode descansar, fazer cirurgia, tomar antibiótico e andar com sapato). Duvido que seja por causa da dieta. Povos da atualidade que tem acesso à vacinas, remédios e conforto, mas comem “paleo”, passam muito bem e vivem muito tempo.

    • Gabriela, com o devido respeito, não vi nenhuma referência a um estudo clínico comprovado para suportar as suas afirmações.
      São baseadas no senso comum e se reparar o senso comum tem-nos levado a cada vez mais cancros, obesidade, demencia, mais doenças crónicas, etc
      O Paleo faz mais sentido do que julga. seja humilde e faça a experiência em si mesma e verá que os resultados são impressionantes!

  4. É Camila eu também até achava interessante o principio da paleo mas só pela educação da galera eu já não gosto mais… é obvio que a autora estava se referindo às dietas da moda como ela mesma disse aqui, o texto dela é o que sai na mídia! Eu não a conheço mas virei fã só pela educação e pela responsabilidade de se preocupar com as pessoas e alertá-las. Pra vocês da paleo só envio lamentos. Pra vcs, a lactose e o gluten são "os contras" do recomendado pela OMS…então pode né, vcs pegam e metem o pau, pq acreditam em outra "crença" (isso pra mim já virou até crença), aí quando vem alguém falar alguma coisa que nem é o que vcs "pregam" e sim o que a mídia está mostrando, todo mundo resolve ficar exaltado. Vai ficar no seu canto, cada um no seu quadrado, tem espaço pra todos! Perderam pela falta de RAZÃO e EDUCAÇÃO e CONHECIMENTO

    • Ô Juliana, não fique assim! Nem todos os adeptos à paleo-low carb são dogmáticos. Esses são a minoria e extremistas há em todo lugar rsrs. Procure os melhores exemplos dentre nós. Eu não me julgo superior, mas já me considero um bom “espécime” da dieta low carb (não sou paleo, de acordo com os xiitas paleolíticos, porque eu como manteiga de leite UGA, UGA! kkkkk). Tenho perfil no FatSecret, Roses Killer, olha lá ^.~

  5. Gabriella, você nõ deve ter lido meu comentário direito.Eu não sou contra a galera Paleo, inclusive sou adepta de uma dieta Paleo modificada.O texto que postei é A FAVOR da dieta, inclusive.E você mesma disse acima que faltava "pesquisar de verdade antes de sair por aí falando besteiras".Portanto, acredito que estamos pensando da mesma forma.O blog que foi sugerido é uma tradução de outro blog, só que americano. E blogs são sempre blogs, feitos por médicos ou não.Artigos publicados em periódicos cinetíficos passam por análises de pesquisadores de diversas áreas e, ainda assim, podem estar equivocados. Vamos apenas tomar cuidado com o termo "científico". Artigos científicos normalmente são acompanhados de testes, ensaios, resultados e discussões destes resultados.

  6. Camila, se vc tivesse clicado no link pro blog veria que ele eh REPLETO de estudos científicos. Tudo que nele é falado é comprovado com VÁRIOS artigos científicos, várias pesquisas realizadas em diversas partes do mundo. Antes de criticar a galera paleo, dê uma olhada de verdade no blog. Ele é escrito por um MÉDICO que gasta parte do tempo dele compartilhando o conhecimento, traduzindo artigos científicos em outras línguas, legendando palestras em inglês pra galera que não entende… enfim, dê uma boa olhadinha lá. ;)Garanto que não irá se arrepender!

  7. Estou impressionada com a real falta de eduação da galera paleo.Eu dei uma estudada no novo jeito de alimentação e realmente gostei do que li. Acho que a retirada de alimentos industrializados e baseados em glúten jamais faria mal par alguém pois a terra tem a capacidade de nos prover e o glúten não é nada bom para uma boa parte da população.Agora eu li muitas pessoas dizendo que a autora (que realmente só copiou um texto, que inclusive eu já li por aí…) deveria estudar mais e ter mais "EMBASAMENTOS CIENTÍFICOS" e para ajudar nossa querida autora, postaram blogs! UAU. Parabéns pelo embasamento científico de vocês.Caso queiram um embasamento realmente científico, sugiro a leitura deste artigo: http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2212267213007934#Publicado no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics.Para quem não tem acesso ao periódico, seguem umas conclusões interessantes:"Five-week data showed a significant decline in WT, BMI, FFM, Fat Mass and %Body… Clinically, all biochemical and blood pressure measures improved however there were no significant differences… Following a Paleo Diet for 5 weeks resulted in significant reductions in body weight, fat mass, and percent body fat and may be beneficial for lowering blood pressure, and improving insulin sensitivity and lipid profiles…"

  8. Bom Dia Caroline Guilherme! Sinto muito se a minha postagem trouxe tanta revolta para você e para comunidade paleo, de maneira alguma eu tenho a intenção de ofender alguém, ainda mais através de um blog. Eu acho que alguns aspectos não ficaram muito claros…eu deixei bem específico e ainda citei 2 vezes que eu estou me referindo à dieta paleo da moda, as que saem em revistas, instagrans e face! A dieta paleo que as pessoas sem instrução estão seguindo e colocando a vida em risco por estar "pegando" apenas os aspectos da dieta da moda paleo que interessa. Veja bem, na introdução eu especifiquei isso muito bem, ainda complementei falando que era para as pessoas pararem de ficar seguindo blogs e revistas sem fundamentos! Outro dia uma menina desmaiou depois da aula de boxe na academia seguindo a deita paleo da revista que ela leu, passou 24h em jejum e foi para o treino. Foi por isso que fiz um apanhado rápido dos benefícios e foquei nos perigos de quem faz a dieta da moda e não de quem segue o estilo de vida paleo. Se o seu é esse, que ótimo, eu fico muito feliz em saber que mais pessoas no mundo estão consumindo alimentos de verdade, mais naturais, com menos açúcares e sem refrigerantes. Se seu resultado com esse estilo de vida foi positivo, o que posso te falar é: parabéns, vc é uma vencedora! E assim que abrirmos no blog o espaço para entrevistas, eu gostaria que você fosse minha convidada para contar sua experiência. Obrigada, e espero que continue lendo as nossas postagens. Bjão

    • Pra começar dieta Paleo é um estilo vida praticado por muita gente muito antes de virar modinha. Logo não é culpa do sistema alimentar se a mídia esta gozando com o pau da “dieta” em função da sua eficiência. 2° A menina que desmaiou não pratica dieta Paleo, se praticasse não teria desmaiado.Só uma pessoa viciada em carbos refinados e açúcar, prática comun em dietas convencionais, que fica escravo em se alimentar de 3 em 3h e não pode treinar de estômago vazio devido aos picos de insulina no sangue.Isto não acontece em um indivíduo cetoadaptado que é uma característica de um praticante do estilo de vida paleo pois a insulina permanece baixa e estável no sangue.

      • Olá, Vinícius, vou ser obrigada a discordar de você. Primeiramente, como indivíduo cetoadaptado, um ano na dieta low carb (eu ainda como manteiga de leite ocasionalmente, que não é paleo), que faz jejuns de 18 horas (acima disso, como não preciso perder peso, é bobagem) e que faz exercícios em jejum, além de estudar muito, portanto, um indivíduo que não está aqui para falar bobagens. Você está. Como pode você, supostamente (é o que parece), pessoa que estudou sobre a dieta paleo vir aqui falar de uma pessoa que desmaiou com base em achismo? Você não sabe em quais condições a pessoa estava quando desmaiou. Qual o percentual de massa magra? Quanto de carboidratos de baixo IG (isso inclui batata doce, frutos vermelhos e castanhas – que tem carbos) a pessoa comeu? Ela estava na dieta paleo a nível low carb ou a nível very low carb (cetogênica)? Ela tinha glicogênio disponível no organismo para fazer exercício aeróbico? Qual o nível da atividade física dela? A pessoa pode SIM ser seguidora da paleo e desmaiar em treino. Não há comprovação de nexo causalidade, porem, com a dieta, a menos que fosse esse o único fator diferente no treino da pessoa. Ultimamente eu, como cientista, estudiosa e seguidora do low carb como estilo de vida, estou ficando envergonhada com o rumo dogmático que as pessoas estão dando à dieta paleo. Mais estudo e menos tentativa de “converter” os outros, por favor. Eu sei que a dieta é maravilhosa, mas deixe que as pessoas descubram o caminho da ciência por elas mesmas.

  9. Concordo com vc Evandro, não estou sendo hittler e bem muito menos querendo briga, eu apenas quero que a informação chega aos leitores desse blog de maneira correta e envasada! A dieta Paleo nunca será uma dieta da moda e não são casos isolados de curas e muito menos de fé!!!! Basta vc entrar no blog que citei, mas vou colocá-lo novamente: http://www.lowcarb-Paleo.blogspot.com que esta repleto de links com estudos científicos para que vcs possam se instruir verdadeiramente com informações precisas… Estamos falando de médicos e muitos envolvidos nisso (meu marido é um deles) e não apenas de nutricionistas… Prazer em comer é maravilhoso, ainda mais se podemos fazer isso de forma saudável e digo que nossa dieta nos da muitas opções deliciosas e o melhor de tudo, não passamos fome, não temos nenhum desses pontos negativos que a Gabriela citou, e sim só benefícios! Talvez ela devesse passar por essa experiência para comprovar o que de fato é fato! Uga-Uga!!!

  10. Carol, façamos como nos tempos de colonização e sinta-se cumprimentada com a mão direita levantada e ouvindo a seguinte frase: "Viemos em missão de paz!" (não confunda com "Heil Hitler").Não reduza o potencial efeito dos alimentos à condições extremistas, filosóficas ou em dogmas e doutrinas. Coma pelo prazer de comer (e o que te dá prazer). Acho que curas acontecem por um fato isolado (ou não), que as vezes ninguém consegue explicar, nem a ciência. Eu costumo chamar de cientificação da fé. Volte mais vezes e deixe sempre sua opnião. É a melhor maneira de nos ajudar a procurar informação e e receber os embasamentos vocês tem. Uga-Uga!

  11. É bem sim simples Evandro!!!! Basta postar informações corretas, pesquisadas e estudadas, o que sua colega fez, foi colocar informações errôneas e completamente sem base nenhuma, todos nós temos o direito de escolher de que forma queremos nos alimentar e assim sendo, somos aquilo que comemos… Mas abrir um tópico num blog que acredito eu ser sério, para postar informações bem pobres? Acho realmente uma afronta a nós que seguimos esse estilo de vida e que temos visto tantas doenças sendo curadas através da mesma! Um saudoso Uga-Uga pra vc tb!

  12. Caroline, muito obrigado pela sua visita ao Blog! Não sei ao certo como você conseguiu ter conhecimento do nosso blog, mas confesso que suas considerações me deixaram assustado. Assustado não pelas críticas a minha colega Gabriela, mas pela possibilidade de surgir uma onda proselitista gastronômica, cercada de black-blocks com tacapes, zarabatanas e estilingues. Nós do Batata, somos a favor dos alimentos em qualquer uma das suas formas ou estágios, independente de crenças religiosas, étnicas ou "científicas" sempre levaremos em consideração uma coisa: o prazer de comer. Um grande abraço, e um saudoso UGA-UGA!

  13. Texto copiado de algum lugar e sem fontes de pesquisa comprovando o que diz.. Isso é apenas uma opinião pessoal de quem não se aprofundou no assunto, o que é lamentável.Quem faz a dieta paleolítica não come proteína indiscriminadamente, ela come apenas o necessário. A hipoglicemia ocorre no organismo devido aos picos de insulina que o organismo sofre com o grande consumo de carboidratos ruins que ocasionam na elevação dos níveis sanguíneos de glicose. Uma pessoa que tem os níveis de insulina estabilizados (quem tem estilo de vida Paleo) não sofre de hipoglicemia.Não existe comprovação científica alguma de que a gordura animal contribua para o aumento do colesterol.Todos os estudos prospectivos e randomizados e todas as metanálises são unânimes em afirmar que a gordura na alimentação não está relacionada ao risco de doenças cardiovasculares;O Jejum é recomendado apenas por quem pratica musculação, para que não haja a perda de massa muscular.O leite não é e nem nunca será a única e principal fonte de cálcio, isso é uma inverdade tendo em vista que as pessoas intolerantes à lactose ou alérgica a proteína do leite de vaca não possuem essas doenças citadas na postagem.Uma excelente fonte de cálcio é o osso, vegetais e algumas verduras. Não é difícil pesquisar isso na internet.

  14. Juliana, vc nem merece resposta!!! Acho que vc esta precisando de fato estudar, se atualizar e ler mais embasamentos científicos!!! Continue indicando glúten para os seus pacientes, isso realmente mostra que tipo de profissional vc é! Coitado de seus pacientes!!!!!!!!

  15. Eu sempre acompanho o blog e estou perplexa com os comentários que li! Acho que as meninas que escrevem estes comentários além da dieta paleo também estão seguindo os costumes da época a começar pela falta de educação. Sou nutricionista pós graduada e mestre e devo dizer para vocês queridas… Que os tais artigos que li não são artigos… Muito menos verdades absolutas… Vocês realmente formaram pra isso? Para literalmente acabar com o conhecimento de vocês se baseando em um teoria? E "artigos" ? Façam me o favor, não envergonhem uma profissão tão pura. Não venham me dizer que realmente acreditam que os alimentos que consomem são livres de artificias né eles são produzidos em qual globo terrestre por favor? Aqui com certeza não são né? E me matem a curiosidade, depois de caçar, comem a carne crua e com as mãos? Panelas e talheres também passam produtos artificiais para os alimentos, não esqueçam disso. Por favor voltem para faculdade e saiam desse mundinho de pesquisar somente um assunto, abram as cabeça! E vamos ter mais educação… Pra bonitinha que falou a respeito do glúten, fazer propaganda contra o consumo é crime viu linda? Bjão

    • Não, Juliana, não é crime fazer propaganda contra o consumo de uma substância. Se fosse assim, muitos profissionais estariam sendo penalizados por fazer propaganda contra o consumo de gordura saturada. É crime fazer propaganda contra marcas e não existe Glúten®. Mas concordo com você, em um ponto: o nível dogmático dos seguidores da paleo está me assustando também (e a educação parece que está vindo “das cavernas”). Sou adepta à low carb há um ano, sou prova viva de todos os benefícios em saúde desse estilo de vida. Também sou estudiosa e me baseio apenas em fatos. Se não houver uma prova concreta, aquilo que fizer mais sentido lógico é o que eu irei acreditar. Sim, se não há prova concreta, é crença, inclusive era crença minha a dieta da piramide alimentar tradicional, e agora é crença a dieta low carb. Não há prova concreta sobre a dieta low carb, paleo e nem sobre a tradicional à base de alto carboidrato e baixa gordura. E como eu disse que a prova concreta é inexistente em todas as dietas e que as mesmas baseiam-se em teorias (pouca coisa foi realmente provada diante da vastidão de dados e pesquisas), quem quer provar que mostre as provas concretas (e sim, estou criticando os dois lados). Até hoje eu não vi. Vi estudos, vi algumas conclusões, são apenas teorias. Eu testei em mim e obtive resultados que eu nem mesmo esperava, mas que faziam sentido. Por exemplo, meus dentes perderam a sensibilidade (dores com água gelada e ácidos) após a dieta. Existe nexo causalidade? Sim, teoricamente, como as bactérias “comem” açúcares (aí incluímos amido, lactose, frutose, sacarose, glicose, etc) e minha dieta é pobre em açúcares e eu como menos vezes por dia, as bactérias, teoricamente, não estão atacando meus dentes por falta de “alimento” e eles ficaram mais fortes devido ao ataque das bactérias ter diminuído. Isso foi só um exemplo. Não tenho uma prova concreta, pois teria que medir vários dados dentro da minha boca e eu não fiz isso, mas é uma boa teoria, não acha?

  16. Este texto demonstra que a autora não conhece absolutamente nadas dos princípios da dieta paleo. Que tal pesquisar de verdade antes de sair por aí falando besteiras? Que tal ler os artigos científicos atuais (atualização é chave pra qq bom profissional) antes de sair por aí repetindo baboseiras? Dá até preguiça de começar a comentar os erros dessa postagem…

  17. Gabriela, vai se atualizar minha filha!!! Procure ler os artigos científicos que no Médico Dr. Souto nos disponibiliza em seu blog: http://www.lowcarb-Paleo.blogspot.com desapega um pouco doq aprendeu na faculdade e vai ler mais embasamentos científicos antes de postar essa matéria péssima!!! Tenho 11 meses de vida Paleo e minha saúde nunca esteve tão bem nos meus 30 anos de vida!!!! Temos pacientes sendo curados de diabetes, obesidade, SOP, colesterol, entre outros, então por favor, poupe-nos de ler tantas bobagens sem ao menos saber ao certo dos benefícios! A dieta Paleo não é e nunca foi uma dieta da moda, nossos ancestrais viveram mais de 2 milhões de anos se alimentando doq a natureza oferecia, e não morriam por doenças que hj nós temos, estudos comprovam seriamente que a saúde era excelente, corpo atlético… Vc deve ser daquelas que monta dietas com glúten pros seus pacientes… Que dó!!!! por Caroline Guilherme

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s