Faz do teu alimento teu medicamento

A busca pela saúde e longevidade aponta a tendência do homem em transformar alimento em medicamento. Dietas diferenciadas como a asiática (elevado consumo de soja e baixo consumo de carne vermelha), a do mediterrâneo (alto consumo de  peixes, frutas e vegetais), a dos esquimós (elevado consumo de peixes gordurosos), incentivou estudos que buscam entender os mecanismos de proteção presentes em cada tipo de dieta. Isso gerou uma ciência, o estudo dos alimentos funcionais.
Somente no século XX os compostos ativos dos alimentos começaram a ser estudados quanto as propriedades fisiológicas e medicinais como: antioxidantes,  diminuição de agregação plaquetária, alteração no metabolismo do colesterol, redução da pressão sanguínea, controle do metabolismo endócrino, detoxificação de carcinógenos
“Alimentos funcionais são alimentos ou ingredientes que, produzem efeitos metabólicos e/ou fisiológicos e/ou efeitos benéficos à saúde, além de suas funções nutricionais básicas”
Os alimentos funcionais também podem ser chamados de nutragênicos, nutracêuticos, nutricional food, medical food, pharmafood, therapeutic food, fitness food ou biocêuticos. Seu consumo deve ser de forma regular e a preparação deve ser adequada para atingir duas funcionalidades.
Os principais alimentos funcionais e que previnem as doenças cardiovasculares são cebola, alho, tomate, berinjela, chocolate amargo, uva e vinho tinto, peixes de rios de aguas profundas, oleaginosas, chá verde, soja, maçã, especiarias, cogumelos e leguminosas. O paradigma da filosofia da nutrição funcional  é a redução do risco de ocorrência de doenças na velhice, mantendo a qualidade de vida. O efeito de muitos alimentos funcionais na prevenção de doenças cardíacas já está devidamente comprovado embora ainda sejam necessários alguns estudos para definir a quantidade e frequência a serem consumidos para obter o efeito esperado.
Se consumidos regularmente, associados a hábitos de vida saudáveis e uma alimentação balanceada, os funcionais podem ser importantes auxiliares na manutenção da saúde. Porém, é necessário ter em mente que os alimentos funcionais não são milagrosos. Deve-se considerar a individualidade bioquímica, o equilíbrio nutricional e a biodisponibilidade de nutrientes. Consulte o seu nutricionista para ser orientado de forma correta.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s