Nutricionista X Nutrólogo

Este constante questionamento não deveria ser motivo para tanta indignação nas duas áreas. Nutricionistas e Nutrólogos, disputando o mesmo espaço. Mas não deveriam dividir o mesmo espaço?
A diferença? Nutrólogos são médicos formados, com residência em Nutrologia, uma área da medicina com foco em nutrição. Nutricionistas são bachareis formados em Ciências da Nutrição, um curso não tão recente assim, criado na década de 30, com foco em alimentação, saúde e gestão de ambientes relacionados a alimentação.
É errado o médico querer ser nutrólogo? Não. Não podemos esquecer, nós nutricionistas, que a Nutrição é sim um curso derivado da medicina, assim como a fonoaudiologia e a fisioterapia, porém não menos importante. Se derivamos da medicina é porque havia necessidade, e campo, para o trabalho de um nutricionista, fonoaudiólogo e fisioterapeuta. Porém isto não impede a necessidade de uma especialidade médica.
O nutrólogo é o médico mais próximo, e portanto, o que deveria mais trabalhar com o nutricionista. Ele não descarta a nossa presença, como também não descartamos a deles. Quem entende mais do tratamento clínico e acompanhamento de exames de um paciente? O nutrólogo. Mas quem entende mais de alimentação, preparo de alimentos, organização de cardápios? O nutricionista.
Penso assim: O paciente pode procurar um nutrólogo para acompanhar suas deficiências nutricionais, tratar seus sintomas e medicar quando necessário, porém, um plano alimentar (é assim que chamamos as famosas dietas) são e devem ser elaboradas pelo nutricionista. Não porque o nutrólogo não tem esta capacidade, longe disto, mas o nutricionista é especialista nisto. Vai escolher a melhor fórmula para cálculo dos gastos energéticos, sugerir as melhores alternativas para momentos em que a “fome” aparece, vai ensinar melhores maneiras de preparos de alimentos e, claro, vai fornecer a melhor lista de substituição para grupos alimentares, evitando que a “dieta” do paciente caia na monotonia. 
E assim descartamos a consulta a um nutrólogo? Não. Como eu disse no começo, as duas especialidades devem aprender a coexistir. E quem ganha com esta coexistência é o paciente, afinal doenças que exigem tratamento nutricional geralmente são doenças com foco multidisciplinar, exigindo tratamento clínico, nutricional, psicológico e mais outras especialidades que condizerem com o quadro clínico do indivíduo a ser tratado.
E o Nutricionista X Endocrinologista? Esta é uma discussão para um próximo post….
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s