Chia pode?

A Chia, ou Salvia Hispânica, é uma planta originária da região da Guatemala e México. Suas sementes são utilizadas como alimentos funcionais, moída ou em forma de óleo, como grande fonte de proteínas de alto valor biológico, ácido alfa-linolênico e de fibras alimentares.
Embora utilizada frequentemente pela indústria alimentícia como solução para emagrecimento e perda de peso, a Chia vem sendo estudada para causar efeito benéfico em doenças neoplásicas, doenças coronarianas, hiperlipidemia, hipertensão arterial, acidente vascular cerebral e diabetes. Todas as aplicações ainda são contestadas e não tem comprovação científica, mas a revista Bio da Nestlé, na edição 16 deste ano, vem mostrando hipóteses que podem ser contundentes com a utilização desta semente em determinadas situações clínicas:
Obesidade: A Chia apresenta grande teor de fibras (0,3g em 2g de Chia), aumentando cerca de 12 vezes o seu tamanho quando em contato com a água. Isto pode colaborar com a saciedade e lentificação do esvaziamento gástrico, diminuindo a ingestão alimentar.
Diabetes: Também por causa do seu teor de fibras alguns estudos mostraram que a ingestão de Chia podem auxiliar a redução da pressão sistólica e controle da glicemia nos pacientes diabéticos.
Doenças neoplásicas: A utilização de óleo de Chia pode diminuir a taxa de mitose de células cancerígenas e aumentar a apoptose e infiltração de células T em neoplasias mamárias de camundongos. Apesar deste resultado satisfatório, o mesmo ainda não foi comprovado em humanos.
Hiperlipidemia: O alto teor de ácidos graxos ômega-3 e de fibras alimentares da Chia pode influenciar positivamente quadros de hiperlipidemia. Estudos realizados em animais encontraram bons resultados com a ingestão da farinha da semente.
A Chia possui grande facilidade para reter água e óleo, por isto pode ser ideal para produtos panificados. O gel de Chia pode substituir até 25% da quantidade de ovos ou de óleo em bolos, melhorando seu aspecto nutricional, sem alterar significativamente a cor e o sabor do alimento. Para pães a substituição da farinha de trigo pela de Chia também pode ser benéfica, com bons resultados sensoriais.
Fonte: Revista Bio Nutrição e Saúde – Nestlé – Ano 6 – nº 16 – Julho 2012 – São Paulo
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s