Atum em lata, pode?

O meu grande vício é ler revistas de gastronomia. Talvez não seja o maior vício, mas é grande. Não cabem mais revistas na minha gaveta. Gosto de tirar algumas idéias para receitas – e logicamente, tenho que adaptar muito: as receitas das revistas são BEM calórias. Hoje fiz a festa na livraria e comprei 5 revistas. Sim, 5 revistas. Enfim, esse não é o assunto …
Acontece que li uma reportagem sobre o Atum em lata na revista Menu (mês de setembro), e achei interessantíssima. Eu tinha um pouco de preconceito com atum em lata. E depois de ler a reportagem até desmistifiquei um pouco essa história.
Esse post então é uma transcrição adaptada da coluna que se chama ‘test drive’ – uma das minhas favoritas da revista! O que está em negrito é da revista, o que não está, é meu ok?
O atum em lata é um típico quebra-galho para quem não tem tempo ou prática na cozinha, e geralmente só preparamos patês com uma maionese ou creme de leite. O atum ‘fresco’ é um peixe delicioso e o atum em lata não fica em segundo lugar. O segredo é procurar receitas que possamos adaptar o atum, pensar além do patêzinho ou do macarrão com atum.
O atum é capturado em alto-mar. O peixe é congelado assim que chega a embarcação. Em terra firme, na fábrica, ele é descongelado, limpo e cozido rapidamente. Sem a pele, o peixe é porcionado, e pedaços do lombo são colocados na lata e temperados com óleo ou água, sal e os molhos, quando necessário. A lata é, então, fechada, e o peixe é novamente cozido, a cerca de 120°C. 

Os atuns mais nobres são conservados em azeite de oliva e não em óleo. E a água é, normalmente, destinada às versões light. Fibras, pele e espinha indicam um atum de qualidade inferior. 
O atum é ótima fonte de proteína, ferro, magnésio, fósforo, sódio, selênio, niacina, vitamina B6, vitamina B12 e ômega 3.
Os 10 tipos de atum em lata são:
         
Agora basta escolher o melhor e usar a criatividade! Procurem a marca ‘Pescador’, que aparentemente foi destaque na degustação!
É importante lembrar que devemos escorrer um pouco do óleo para reduzir o valor calórico do atum. 100 gramas de atum em lata tem 194 calorias. Mas deliciem-se com essa alternativa fácil, rápida e saborosa!

Fonte: Revista Menu, setembro/2011

Uma resposta em “Atum em lata, pode?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s