A alimentação na gravidez

Muita gente não sabe, mas alguns alimentos durante a gestação são contra indicados. O IOM (Institute of Medicine) tem várias guidelines que preconizam esse consumo. 
Várias mulheres chegam até o consultório do Ginecologista e do Nutricionista sem saber o que fazer. Primeiramente, há a preocupação com o peso – por isso a importância de manter um tratamento com estes dois profissionais. E a outra preocupação é o consumo de alimentos, digamos, contra indicados. Algumas sabem que não podem comer carnes mal passadas, por exemplo, mas não sabem os motivos!
Vamos saber então o que deve ser evitado … e porque deve ser evitado!
1° Leites não pasteurizados e queijos feitos com leites não pasteurizados: leites que não passaram pelo processo de pasteurização podem conter a bacteria Listeria, que pode causar aborto espontâneo, nascimento prematuro e morte.
2° Carnes mal passadas: as carnes mal passadas podem ter o protozoário Toxoplasma gondii e uma grande variedade de bactérias. O protozoário pode causar a Toxoplasmose no feto, causando má formação e podendo levar a morte. 
3° Sucos não pasteurizados: sabe aquele suco feito na hora? Super saudável? Super fresquinho? Evite. Sucos não pasteurizados podem conter as bacterias Salmonella e E.Coli. Sempre confira no rótulo se o suco é pasteurizado. Essas bactérias são causadoras de graves disenterias, inclusive diarréias hemorrágicas. 
4° Comida Japonesa: Bye bye comida japonesa. 9 meses sem ver um peixinho cru. O risco de contrair uma bacteria ou um parasita que podem fazer mal é muito grande.
5° Alimentos preparados com ovos crus: o ovo pode conter a Salmonella, bactéria causadora de gastroenterites, febre entérica e infecção generalizada. Alguns alimentos que contem ovo cru: maionese caseira, molho ceasar caseiro, tiramisu caseiro, mousses caseiras, quindim caseiro, etc.
6° Peixes com alto nível de metilmercurio (cavala, peixe espada, tubarão – peixes de águas profundas em geral) : Este metal pode prejudicar o crescimento do feto.
7° Alimentos de Charcutaria: salames, presuntos de parma, salsichas, entre outros alimentos de charcutaria devem ser evitados, a não ser que sejam bem cozidos. A Listeria é a bactéria que pode ser encontrada nesses ambientes.
8° Frutas, legumes e verduras mal lavados: acho que nem precisa explicar porque né? Esses alimentos mal higienizados são uma casa de microrganismos!
9° Brotos crus: As bactérias podem entrar as sementes antes os brotos começam a crescer, e esses germes são quase impossíveis de serem retirados. 

10° Ostras, peixes defumados e frutos do mar crus: As ostras já são um perigo real, para qualquer indivíduo. Os peixes defumados e frutos do mar crus também. As grávidas devem ter atenção REDOBRADA. 

11° Café em execesso: não existe uma efetiva comprovação que a cafeína em excesso é prejudicial. Mas na dúvida, evite o excesso de café. 1 a 2 xícaras pequenas de cafe são suficientes.

12° Adoçante: outra questão controversa, mas na dúvida, evite. O adoçante é um produto químico que não sabemos ainda os efeitos colaterais – se eles existem, quais são? Por isso é melhor evitar, pode ser prejudicial ao feto.
Essas dicas são muito importantes, mas não deixe de procurar seu ginecologista e um nutricionista de confiança!!!
Obs: Guidelines são protocolos de condutas que visam melhorar a qualidade da saúde e o controle do custo. São criados a partir de um consenso envolvendo pesquisas e experiências médicas.

3 respostas em “A alimentação na gravidez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s