Multivitamínico, pode?

Ontem estava vendo na TV uma propaganda de um multivitamínico. Esse comercial diz ‘ segundo estudos feitos no Brasil, 3 em cada 2 brasileiros não consomem o número certo de vitaminas e minerais’. Primeiro fiquei encucada, porque realmente esse dado é muito grande, e grande parte da população é pobre e com certeza faltam micronutrientes para essa parcela – mas depois olhei o preço do suplemento e vi que a propaganda é focada para a outra parcela da população (e por aí já começou o show de incoerência).

Pesquisei. E descobri que o estudo foi patrocinado pela empresa que faz o medicamento da tal propaganda. Todos nós sabemos que constantemente existem interesses em trabalhos científicos quando patrocinados por alguma empresa. Não estou afirmando que é o caso, porém é bom abrir o olho. Nessa propaganda, um escrito minúsculo (quase invisível) aparece embaixo da proporção “2 a cada 3 brasileiros” escrito: ‘Estudo brazos mostra que 76% dos brasileiros com mais de 40 anos apresentam inadequação para pelo menos 7 micronutrientes essenciais’.

Olhando mais um pouco, li que o estudo foi feito com a aplicação de inquérito alimentar das pessoas, ou seja: o indivíduo relata o que comeu nas últimas 24 horas. Porém esse não é um viés confiável. Todos sabemos que nossa alimentação até segue um certo padrão dia de semana, porém há fins de semana, feriados, dias atípicos, aniversários, etc. Se o inquérito for feito comigo na segunda feira, por exemplo, provavelmente minha anotação será composta de poucas frutas e não será notada a presença de arroz com feijão (dupla imbatível de nutrientes), pois domingo costumo almoçar em algum restaurante fora, e me dou até ao luxo de comer alguma coisa “besteirinha” (sim, nutricionistas comem besteirinhas).

Outro fator importante que devemos prestar atenção é a necessidade de tomar um multivitamínico. Logicamente não estou aqui para execrar a função dessas cápsulas, porque sei que em alguns casos necessários elas são largamente utilizadas e mostram resultados. Estou aqui para mostrar para todos que devemos tomar cuidado ao ver uma propaganda de qualquer medicamento, suplemento, aditivo, etc etc etc (e na verdade a minha opinião é que esse tipo de abordagem é totalmente comercial e deveria ser proibida).

E para provar para vocês que não é impossível ter os micronutrientes (vitaminas e minerais) em sua alimentação, citei 2 exemplos, para mostrar a ‘inutilidade’ de gastar dinheiro num suplemento (logicamente, nas pessoas que não tem nenhum tipo de necessidade de tê-los).

Vitamina C : As mulheres precisam de no mínimo 90mg de VitC diariamente, e os homens 75mg – 1 suco com 2 laranjas supre e até ultrapassa essa necessidade (lembrando que o suco deve ser consumido na hora!)

Cálcio: os homens e as mulheres devem consumir no mínimo 1.000 a 1.2000 mg de Cálico diariamente. 2 copos de leite (desnatado ou integral), 1 fatia grande de queijo minas, 1 copo de iogurte (ahh! o gergelim também é ótima fonte de Cálcio!)

obs: a média da faixa etária é de 19 a 65 anos!

Gostaram? Esses foram apenas exemplos de como sua dieta é rica em minerais e vitaminas, sem a necessidade real de um suplemento. Prometo durante a semana postar mais sobre outros microminerais e sua concentração na dieta de um adulto brasileiro.

Até lá!!!

2 respostas em “Multivitamínico, pode?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s