Culinária Japonesa

A comida Japonesa é desejada por muitos, e ao mesmo tempo, causa uma certa ‘desconfiança’ de outros, por ser repleta de preparações cruas, como peixes. Atualmente, o Brasil é um dos países em que mais se investe na Culinária Japonesa. Os famosos Temakis (cones de peixe e arroz) já viraram ‘fast food’ em capitais. Vista como uma comida saudável e ‘light’, é preferida pelos jovens de classe média alta (o custo da refeição japonesa tem um preço salgado como o shoyo usado nela). Mas, o que a comida japonesa tem para nos oferecer?

A base da comida japonesa é o arroz branco (hakumai). Rotineiramente os japoneses se alimentam de arroz e outro acompanhamento, que podem ser peixes, legumes e carnes. A soja e o macarrão também são muito presentes na culinária. O queijo tofu, por exemplo, é um queijo de soja (excelente para os intolerantes ao leite de vaca).

Já o consumo de peixe é alto, pela localização. Os mais conhecidos na culinária Japonesa ‘ocidental’ são o Salmão e o Atum. O Salmão e o Atum são ricos em ômega 3 (gordura benéfica ao sistema cardiovascular). Porém escolha um local de confiança para comprar peixes! Essa gordura do salmão e do atum só é benéfica quando eles são pescados do mar: quando criados em cativeiro são alimentados com ração, diminuindo seu teor de ômega 3.

Os cogumelos, shitake e shimeji também tem importância para a alimentação. O shitake tem altíssimo valor proteico (ótimo para os vegetarianos) e, assim como shimeji, tem propriedades terapêuticas já aceitas pela cultura Oriental e estudadas pela Ocidental, como atividade antimicrobiana, antiinflamatória, entre outras.

O molho Shoyo – molho de soja – já é usado na culinária ocidental para temperar carnes e legumes. Na comida oriental ele é indispensável. Mas atenção hipertensos! O molho shoyo tem alto teor de sódio!

Dentre todas essas vantagens da culinária Japonesa, devemos tomar cuidado com alguns aspectos:

– É uma comida considerada ‘leve’, mas fiquem atentos às calorias! Um sashimi de peixe tem aproximadamente 20 calorias. Se em uma refeição você se alimentar de 18 peças, você terá alcançado um total de 360 calorias (contando apenas os sashimis, que são fatias de peixe sem o arroz!!!). Já o temaki tem aproximadamente 200 kcal. Se você pensar ainda no Saquê (70 kcal por dose) e na banana caramelada como sobremesa (140 kcal) – BOOM! Pode se tornar uma bomba calórica!

– Deve-se ficar atento à qualidade do peixe. O peixe pode transmitir doenças intestinais causadas pelo microorganismo Diphyllobothrium ssp. Por isso, fique atento na hora de consumir: prefira restaurantes tradicionais e conhecidos, e se possível, procure saber sobre os fornecedores.

– Há opções de comidas japonesas nos supermercados, em bandejas prontas. Prefira a comida feita na hora.

– Sempre observe a higiene dos manipuladores shushiman: se estão de cabelos bem presos, barba feia, sem adornos (anéis, pulseiras, alianças e relógios).

Alimente-se sem culpa, lembrando que uma das características do oriental é se alimentar com calma – um dos grandes segredos da saciedade – e com prazer!

Até a próxima!
Anúncios

3 respostas em “Culinária Japonesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s