Proibir é a solução para melhorar a alimentação?

Será que proibir é mesmo a solução para tudo? Vejam esse relato de um rapaz obeso, de 19 anos:

“Seis anos antes, quando ele tinha então 13 anos, já obeso, foi levado a um médico que lhe prescreveu um regime alimentar. Esse regime foi montado no computador, no fim da consulta, e trazia várias recomendações, inclusive uma lista de alimentos que deveriam ser evitados. Nesta listagem (dos proibidos) constava, inadvertidamente, rúcula. Rúcula não fazia parte dos hábitos alimentares dessa criança, e ele nunca tinha ouvido essa palavra. Todos os outros alimentos da lista dos proibidos, ele conhecia muito e comia muito; mas rúcula ele não conhecia. Excitado pela proibição, ele ficou determinado a comer esta ‘tal rúcula’, imaginada por ele como um doce maravilhoso (a palavra rúcula passa a sensação de algo suculento!). Mas ele sentia vergonha de perguntar à sua mãe o que era rúcula, pois isso denunciaria seus desejos.  O dicionário que trazia uma definição botânica de rúcula confundiu-o mais ainda. Fez várias tentativas vãs de descobrir com colegas o que era tal alimento. Algumas semanas depois, ele foi passar um dia na casa de sua avó e foi acompanhá-la nas compras a um supermercado. No caminho, passou em frente a uma loja de hortifruti-granjeiros e leu num cartaz das ofertas do dia: rúcula! Tão logo ele e a avó chegaram em casa, ele voltou correndo pela rua para comprar a rúcula. Estava já um pouco perplexo por encontrar a sua ‘rúcula’ numa loja de verduras, mas mesmo assim foi em frente. Entrou na loja e perguntou ao vendedor: você tem rúcula? Sim, quanto você quer? Uma, ele respondeu, ao que o verdureiro lhe disse, em tom de gozação: que é isto menino, uma não tem jeito! Ao ver a rúcula ele confessou ter tido uma das maiores decepções de sua vida. Ele esperava tudo, menos uma verdura de folhas. O mais interessante neste relato é o fato de que nada motivaria mais uma criança de 13 anos a pesquisar com tamanha determinação alguma coisa do que a proibição!”
Retirado do livro: Clínica Médica; Obesidade e Outros Distúrbios Alimentares – João Gabriel Marques Fonseca (Editor Convidado)
Capítulo: A Fenomenologia do Comer

Uma resposta em “Proibir é a solução para melhorar a alimentação?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s